O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Antevisão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League

Os jogos dos 16 avos-de-final disputados este mês estão repletos de estrelas, sete campeões nacionais, antigos vencedores e o Sporting a representar Portugal.

O Sevilha começa a defesa do título com uma difícil eliminatória em perspectiva, frente ao Borussia Mönchengladbach
O Sevilha começa a defesa do título com uma difícil eliminatória em perspectiva, frente ao Borussia Mönchengladbach ©AFP/Getty Images

Os campeões nacionais
• A presença de Aalborg BK (Dinamarca), AFC Ajax (Holanda), RSC Anderlecht (Bélgica), Celtic FC (Escócia), Legia Warszawa (Polónia), Olympiacos FC (Grécia) e FC Salzburg (Áustria) significa que são sete os campeões nacionais em prova nos 16 avos-de-final da UEFA Europa League – tantos como nos oitavos-de-final da UEFA Champions League.

Choque de titãs
• O detentor do troféu, o Sevilla FC (2006, 2007 e 2014) e o VfL Borussia Mönchengladbach (1974 e 1979) somam entre eles cinco troféus da UEFA Europa League, o que dá um cariz ainda mais especial a esta eliminatória. Especialista em remates de longe esta temporada, o Gladbach continua sem perder nos oito encontros europeus disputados esta época – quatro deles fora de casa (V2 E2).

Os aniversariantes
O médio do Mönchengladbach, Christoph Kramer (24), o atacante do FC Internazionale Milano, Mauro Icardi (22) e o médio do Athletic Club, Beñat (28), fazem anos no dia dos encontros da primeira mão. O treinador da AS Roma, Rudi Garcia, faz 51 anos no dia seguinte ao do primeiro jogo contra o Feyenoord.

Longa caminhada
• A final decorrerá no Estádio Nacional de Varsóvia, a 27 de Maio, pelo que o Légia entra na eliminatória contra o Ajax com o objectivo de jogar a final em casa – o Feyenoord venceu a Taça UEFA em 2002 no seu recinto, em Roterdão, enquanto o Sporting Clube de Portugal perdeu em 2005, no Estádio José Alvalade.

• Légia e Celtic estão em prova há mais tempo do que todos os participantes nos 16 avos-de-final, pois ambos começaram a sua época europeia na segunda pré-eliminatória da UEFA Champions League. Vão assim entrar ambas em campo com 12 jogos europeus em 2014/15.

Rafael Benítez
Rafael Benítez©AFP/Getty Images

O velho mestre
Na eliminatória contra o Trabzonspor AŞ, o treinador do SSC Napoli, Rafael Benítez, procura repetir o feito de Giovanni Trapattoni e ser o segundo técnico a vencer a Taça UEFA ou a UEFA Europa League pela terceira vez. O espanhol ergueu o troféu ao serviço de Valencia CF (2004) e Chelsea FC (2013).

• É um dos três treinadores nos 16 avos-de-final que já venceu a UEFA Europa League desde que a prova ganhou o actual formato, juntamente com o seu colega do Zenit FC, André Villas-Boas (FC Porto, 2011) e o do Sevilha, Unai Emery (Sevilha, 2014).

Os melhores marcadores
• A partida para a China, em Janeiro, do atacante do Salzburgo, Alan, que somava oito golos na competição, deixou vago o lugar para o melhor marcador da edição de 2014/15 da UEFA Europa League; neste momento, quatro jogadores ainda em prova marcaram cinco vezes desde o início da fase de grupos, um deles o antigo parceiro de Alan no campeão austríaco, Jonatan Soriano.

• Os quatro avançados a ter em conta são:
Demba Ba (Beşiktaş JK)
Guillaume Hoarau (BSC Young Boys)
Harry Kane (Tottenham Hotspur FC)
Jonatan Soriano (FC Salzburg)

Celtic e Internazionale encontram-se pela quarta vez, tendo-se defrontado no Estádio Nacional, em Lisboa, em 1967, na final da Taça dos Campeões Europeus, em que os comandados de Jock Stein derrotaram o Inter de Helenio Herrera, por 2-1. A vingança seria servida na final de 1971/72, quando a formação de Giovanni Invernizzi afastou o Celtic de Stein por 5-4 nas grandes penalidades, em Parkhead, depois de dois 0-0.

• Facto a ter em conta para a equipa de Ronny Deila é o que diz que o Celtic não venceu nos últimos sete encontros ante formações italianas (E2 D5), somando derrotas nos quatro mais recentes.

A pior recordação
• O Liverpool FC recebeu o Beşiktaş JK na fase de grupos da edição de 2007/08 da UEFA Champions League, com os pupilos de Benítez – que contavam já com o seu icónico capitão, Steven Gerrard – a cilindrarem as "águias negras" de Ertuğrul Sağlam por 8-0 em Anfield; é ainda a derrota mais pesada do Beşiktaş na Europa e a maior sofrida por qualquer clube na UEFA Champions League (fase de grupos até à final).

Será também um dia especial para o treinador do Beşiktaş, Slaven Bilić, pois  jogou pelos rivais do Liverpool, o Everton FC, entre 1997 e 1999.