O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Cole pede concentração para superar Barça

Ashley Cole ainda não esqueceu a derrota ante o Barcelona nas meias-finais de 2009 e avisou que, esta quarta-feira, o Chelsea "não pode afastar o olhar da bola por um segundo".

Cole pede concentração para superar Barça
Cole pede concentração para superar Barça ©UEFA.com

O Chelsea FC vai reencontrar nas meias-finais da UEFA Champions League o adversário que há três anos originou a sua eliminação, nos instantes finais da segunda mão desta mesma ronda, pelo que é natural que o defesa Ashley Cole avise que a sua equipa "não pode afastar o olhar da bola por um segundo", frente ao FC Barcelona. "Qualquer um deles pode ter um momento de magia", explicou ao UEFA.com.

Cole ainda recorda o sofrimento do encontro da segunda mão das meias-finais, em Stamford Bridge, quando os londrinos estiveram a poucos segundos de repetir a presença na final, que no ano anterior tinha acontecido frente ao Manchester United FC. Um golo madrugador de Michael Essien parecia ser suficiente para garantir a vitória e o apuramento, mas Andrés Iniesta fez o empate no período de compensação e permitiu a passagem da equipa à final de Roma - devido ao golo marcado fora de casa -, onde viria a conquistar o título.

O internacional inglês considera que o Chelsea foi castigado por uma falha de concentração e não quer que o erro se repita na recepção à equipa de Josep Guardiola, na quarta-feira, no encontro da primeira mão. "Contra uma equipa deste nível não podemos estar concentrados apenas durante 90 minutos, temos de estar em alerta máximo nos 94 ou 95 minutos do jogo", destacou Cole. "Estava tudo a correr bem até aos 93 minutos, quando o Iniesta marcou um excelente golo. Sabemos que vai ser difícil”.

"Eles têm um excelente treinador, que já viveu por diversas vezes estas situações, e têm tantos jogadores de grande classe que não podemos afastar o olhar da bola por um segundo, pois qualquer um deles pode ter um momento de magia. Temos de estar totalmente concentrados."

Qualquer antevisão de um jogo do Barcelona obriga a falar em Lionel Messi, que já venceu por três vezes a Bola de Ouro e esta época igualou o velho recorde de Gerd Müller, com 14 golos numa época europeia. "A equipa deles não se resume a apenas um jogador", destacou Cole. "Toda a gente diz que o que interessa é o Messi, mas eu não concordo. Todos os jogadores do Barça são de classe mundial. As pessoas dizem que basta travar Messi, mas temos de estar atentos a todos os outros jogadores que também desequilibram. Sabemos que não basta travar Messi."

Conteúdos relacionados