O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Perfil do semifinalista: Barcelona

O campeão Barcelona quer renovar o triunfo da UEFA Champions League e conquistar o quarto título em sete anos e, para isso, conta com Lionel Messi em extraordinário momento de forma.

Perfil do semifinalista: Barcelona ©AFP/Getty Images

Os detentores da UEFA Champions League querem ser a primeira equipa a renovar o título desde que o AC Milan conquistou as edições de 1988/89 e 1989/90. Os catalães estão nas meias-finais pela quinta época consecutiva e contam com Lionel Messi como a principal figura da mais prestigiada competição europeia de clube, uma vez que o argentino já apontou 14 golos e tornou-se no detentor do recorde de tentos marcados numa única temporada da UEFA Champions League.

Carreira esta época
A equipa de Josep Guardiola não iniciou a defesa do título da melhor forma, já que não foi além de um empate na estreia na recepção ao Milan, um clube que já venceu por sete vezes a prova. No entanto, os espanhóis conseguiriam reagir e venceram o grupo na frente do clube de Milão, do FC Viktoria Plzeň e do FC BATE Borisov. O Bayer 04 Leverkusen foi afastado com um total de 10-2 nos oitavos-de-final, seguindo-se o reencontro com o Milan na ronda seguinte. Os catalães seguiram em frente com um total de 3-1, depois de um nulo na primeira mão em San Siro.

O Barça está a quatro pontos do líder Real Madrid CF na Liga, mas continua na corrida pelo quarto título espanhol consecutivo, ao mesmo tempo que já garantiu a presença na final da Taça de Espanha, em Maio, frente ao Athletic Club. O emblema catalão já conquistou três troféus na época de 2011/12, tendo arrecadado o Mundial de Clubes, a SuperTaça Europeia e a SuperTaça de Espanha para a recheada sala de troféus.

Participações em meias-finais
12J 6V 6D
Última: 2010/11 frente ao Real Madrid CF (2-0 fora, 1-1 em casa)

Registo frente ao adversário das meias-finais
Barcelona e Chelsea defrontaram-se por dez vezes nos últimos 12 anos. O primeiro embate foi nos quartos-de-final da UEFA Champions League de 1999/2000, quando os "blaugrana" seguiram em frente com uma qualificação emocionante no prolongamento em Camp Nou. Os ingleses desforraram-se nos oitavos-de-final de 2004/05, mas ficaram pelo caminho na mesma fase na época seguinte. Os dois clubes reencontraram-se na fase de grupos de 2007/08, com um golo de Andrés Iniesta, em Stamford Bridge, a garantir um lugar ao Barça na final de Roma em 2008/09. Existe um grande equilíbrio entre as duas equipas na UEFA Champions League, com três vitórias dos espanhóis, quatro empates e três triunfos do Chelsea. Os últimos três desafios terminaram com empates no tempo regulamentar.

Meia-final da UEFA Champions League de 2008/09
FC Barcelona 0-0 Chelsea FC
Chelsea FC 1-1 FC Barcelona (total 1-1 Barcelona apurado devido aos golos marcados fora)

Fase de grupos da UEFA Champions League de 2006/07
Chelsea FC 1-0 FC Barcelona
FC Barcelona 2-2 Chelsea FC

Oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2005/06
Chelsea FC 1-2 FC Barcelona
FC Barcelona 1-1 Chelsea FC (total 3-2)

Oitavos-de-final da UEFA Champions League de 2004/05
FC Barcelona 2-1 Chelsea FC
Chelsea FC 4-2 FC Barcelona (total 5-4)

Quartos-de-final da UEFA Champions League de 1999/2000
Chelsea FC 3-1 FC Barcelona
FC Barcelona 5-1 Chelsea FC (a.p., total 6-4)

Momento-chave
Os campeões em título marcaram posição na deslocação a Milão na fase de grupos. O Barça garantiu o primeiro lugar do grupo com uma vitória por 3-2, num jogo em que Xavi Hernández fez uma excelente exibição coroada com um golo. Este triunfo definiu um embate com o Bayer 04 Leverkusen nos oitavos-de-final, com o Barça a vencer por 7-1 na segunda mão e a deixar um sério aviso à concorrência.

Frase
Josep Guardiola, treinador do Barcelona
"Estamos muito satisfeitos por estarmos pela quinta vez consecutiva nas meias-finais. É uma grande proeza, que mostra a força do nosso clube. É muito difícil conseguir isto e tem sido cada vez mais complicado de conseguir."

Melhor marcador
Começam a faltar adjectivos para definir Lionel Messi. O argentino marcou 38 golos na Liga e 14 na UEFA Champions League e, com esta segunda marca, igualou o recorde de José Altafini numa única época nas competições europeias e tornou-se no jogador mais jovem a atingir os 50 golos na Taça dos Campeões Europeus. "Estamos a desfrutar deste momento", comentou Messi sobre a caminhada até às meias-finais. "O mais importante é que a equipa não perdeu a dinâmica e continua a ganhar jogos e isso vai-nos ajudar a chegar o mais longe possível na UEFA Champions League."

Herói improvável
Javier Mascherano é médio, mas tem correspondido positivamente sempre que chamado a jogar no centro da defesa. O internacional argentino é totalista nos jogos na fase a eliminar e, ao contribuir para a disciplina na defesa, tem permitido que Lionel Messi, Xavi Hernández e Andrés Iniesta brilhem nas tarefas ofensivas.

Conteúdos relacionados