O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Grécia não esconde emoções na Roménia

Fernando Santos mostrou-se emocionado por levar a Grécia a mais uma grande competição e Giorgos Karagounis disse que este poderia ter sido o último jogo pela selecção.

Giorgios Karagounis (nº10) lidera os festejos da Grécia em Bucareste
Giorgios Karagounis (nº10) lidera os festejos da Grécia em Bucareste ©AFP/Getty Images

Com lágrimas nos olhos, Fernando Santos falou em grego e Giorgos Karagounis também não escondeu as suas emoções depois do empate 1-1 em Bucareste ter colocado a Grécia na fase final do Campeonato do Mundo, enquanto do lado da Roménia o seleccionador Victor Piţurcă pediu desculpas aos adeptos, lamentou os golos infantis sofridos pela equipa, mas reconheceu justiça no desfecho do embate.

Fernando Santos, seleccionador da Grécia
A minha primeira reacção foi agradecer a Deus, dedicar este apuramento a todo o povo grego e ligar à minha mãe, que nunca duvidou da nossa qualificação. Em 22 jogos nas fases de apuramento para o UEFA EURO 2012 e para o Mundial de 2014 sofremos apenas uma derrota e três empates; trata-se de um registo apenas ao alcance de grandes equipas, pelo que quero felicitar os meus jogadores por este feito.

Sabíamos que a Roménia ia procurar marcar cedo na primeira parte, mas aguentámos a pressão e conseguimos mesmo aproveitar quando a oportunidade surgiu para o nosso lado. Depois o nosso adversário deu tudo no segundo tempo, sofremos o golo do empate de forma infeliz, mas conseguimos segurar o empate sem grandes problemas

Giorgos Karagounis, médio da Grécia
É mais um grande momento para todos nós, uma qualificação totalmente merecida. Há dois anos que lutávamos por isto e agora todos os nossos esforços foram recompensados. Já participei em três EUROs e este vai ser o meu segundo Mundial. Se não tivemos seguido em frente esta noite, talvez este tivesse sido o meu último jogo pela Grécia. Não consigo descrever o que estou realmente a sentir neste momento. Dedico este apuramento a todo o povo grego e às nossas famílias.

Victor Piţurcă, seleccionador da Roménia
Primeiro que tudo quero felicitar a Grécia, pois o seu apuramento é inteiramente merecido. Sofremos golos infantis em ambas as mãos deste embate. Isso tornou ainda mais complicada a nossa missão de dar a volta ao resultado. É uma pena não irmos ao Mundial. Foi uma boa experiência, mas acabámos por não conseguir superar as nossas limitações. Peço desculpa aos adeptos, que acreditaram em nós e mereciam festejar o apuramento.

Conteúdos relacionados