O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Reviravolta de Espanha vale final ibérica

Alemanha 1-2 Espanha
A Espanha vai defrontar Portugal na final após Abel Ruiz e Brahim Díaz terem dado a volta ao resultado a favor dos espanhóis.

Assista a todas as emoções da meia-final do Europeu de Sub-17, com a Espanha a bater a Alemanha por 2-1 e a reservar um lugar na final.
Semi-final highlights: Watch dramatic late Spain win
  • Espanha recupera de desvantagem e vence a Alemanha na meia-final
  • Renat Dadashov, da Alemanha, faz o terceiro golo em outros tantos jogos
  • Jordi Mboula, de Espanha, acerta no poste aos 56 minutos na marcação de um penalty
  • Abel Ruiz faz o empate; Brahim Díaz dá a vitória com o seu quarto tento na prova
  • A final joga-se no Estádio 8km, em Baku, a partir das 17h00 (de Portugal Continental) de sábado

Abel Ruiz e Brahim Díaz marcaram nos últimos 16 minutos na reviravolta da Espanha que assim chega à sexta final do Campeonato da Europa da UEFA Sub-17.

A perder graças a um golo Renat Dadashov - no dia a seguir a ter completado 17 anos – a “roja” demorou algum tempo a encontrar o seu ritmo. Assim que os jovens de Santi Denia encontraram o seu caminho, colocaram o adversário sob forte pressão, com Francisco García e Díaz a verem as suas tentativas negadas por Jan-Christoph Bartels enquanto Jordi Mboula, na marcação de uma grande penalidade, acertou no poste.

Contudo, a recompensa surgiu numa segunda metade de intenso domínio, chegando à igualdade quando Ruiz marcou após cruzamento da esquerda do suplente Iván Martín. Diaz resolveu a questão, marcando na recarga após Bartels ter negado o golo ao seu companheiro de ataque com uma defesa à queima-roupa. Perto do fim, um cartão vermelho a Bartels por derrube a Mboula coroou uma reviravolta emocionante.

©Sportsfile

O desânimo de Dadashov 
Uma bandeira foi desfraldada numa das bancadas antes do pontapé de saída em homenagem a Dadashov, cujos pais nasceram no Azerbaijão. O número 9 da Alemanha deu alegria aos seus adeptos aos 11 minutos, quando fez o seu terceiro golo na fase final. Todavia, a partir de então tudo foi diferente.

©Sportsfile

Mudança defensiva
Estreando-se no lugar do castigado Florian Baak, Mika Hanraths alinhou no centro da defesa na sua primeira aparição no torneio desde o empate 2-2 da Alemanha com a Ucrânia, há 13 dias. O defesa do Fortuna Düsseldorf exibiu-se admiravelmente até provocar a grande penalidade, cortando com o braço um cruzamento do irrequieto Mboula.

Pote de ouro?
Para a Espanha um lugar na final de sábado seria fantástico. A final do fim-de-semana contra uma selecção de Portugal aparentemente impenetrável será a primeira desde 2010 para os vencedores da prova em 2007 e 2008.

©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile
©Sportsfile