O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

"Encarnados" ganham vantagem

Benfica 2-1 VfB Stuttgart
Os golos de Cardozo e Jara deram a volta ao jogo na segunda parte, após Martin Harnik inaugurar o marcador.

"Encarnados" ganham vantagem
"Encarnados" ganham vantagem ©UEFA.com

O Benfica ganhou vantagem na primeira mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League ao derrotar o VfB Stuttgart, por 2-1, no Estádio da Luz.

A equipa de Bruno Labbadia chegou ao intervalo a vencer graças a um tento de Martin Harnik, mas a reacção do Benfica na segunda parte deu frutos quando Óscar Cardozo empatou aos 70 minutos, antes de Franco Jara confirmar a reviravolta a nove do final.

Penúltimo classificado do campeonato teutónico, o Estugarda causou o primeiro calafrio dos adeptos do clube de Lisboa logo aos três minutos, quando um cruzamento largo de Harnik acertou na parte superior da trave da baliza de Roberto Jiménez, antes do japonês Shinji Okazaki, reforço de Inverno em estreia absoluta pelo conjunto da Alemanha, atirar cruzado na área para defesa apertada do guarda-redes do Benfica, ao quarto-de-hora.

A superioridade dos germânicos ficou confirmada com o golo de Harkin: excelentemente desmarcado por um passe de Tamás Hajnal para as costas da defesa "encarnada", o dianteiro austríaco apareceu isolado perante Roberto e rematou com êxito por cima dele. Em dificuldades para chegar com perigo à área adversária em lances de bola corrida, o Benfica apenas criou perigo na sequência de um livre de Pablo Aimar a que Javi García não conseguiu dar o melhor destino de cabeça.

Os anfitriões vieram do intervalo decididos a alterar o rumo dos acontecimentos e, dois minutos após o reatamento, beneficiaram de um livre directo perigoso no limite da grande área, mas Cardozo atirou ao lado da baliza de Sven Ulreich, momentos antes de o guardião do Estugarda defender com dificuldade um pontapé de Fábio Coentrão. Ulreich assumiu então o protagonismo com três excelentes intervenções no espaço de dois minutos, entre os 59 e 61, a remates de Aimar (2) – no 100º jogo do médio argentino pelos "encarnados" – e Nicolás Gaitán.

Após insistir bastante, o Benfica chegou finalmente ao empate quando Cardozo aproveitou uma bola aliviada por Khalid Boulahrouz que ficou à sua mercê e atirou sem hipóteses para Ulreich. Depois, um remate de Jara em balão passou por cima do guarda-redes dos alemães antes de tocar na parte inferior da trave e bater para lá da linha de golo. Mas o Estugarda podia ter empatado não fosse o livre directo de Élson aos 85 minutos ter acertado no poste, embora Ulreich tivesse negado mais estragos aos visitantes com outras duas excelentes defesas.