UEFA EURO 2016 em números

Terminado o UEFA EURO 2016, passamos em revista os números do torneio, do jogador mais rápido aos penalties falhados e por uma série de novos recordes de Cristiano Ronaldo.

©AFP/Getty Images

0 – A final de domingo entre Portugal e França foi a primeiro de um EURO a chegar ao fim dos 90 minutos sem golos.

4 – Aaron Ramsey e Eden Hazard partilham o registo de mais assistências para golo feitas em França, com quatro passes decisivos para cada um.

6 – O total de seis golos de Antoine Griezmann foi o mais alto de um jogador numa fase final do EURO desde os nove de Michel Platini in 1984.

9 – O golo de Cristiano Ronaldo na meia-final com o País de Gales permitiu-lhe igualar Platini como máximo marcador da história do Campeonato da Europa da UEFA. No jogo com a Hungria, o capitão da selecção portuguesa também se tornou o primeiro jogador a marcar em quatro fases finais do EURO.

18 anos e 328 dias – O português Renato Sanches passou a ser o jogador mais jovem a participar numa final do EURO, batendo Ronaldo, que tinha estado na final do UEFA EURO 2004 com 19 anos e 150 dias.

Cristiano Ronaldo fez história no EURO 2016
Cristiano Ronaldo fez história no EURO 2016©Getty Images

21 – Outra vez Ronaldo, que bateu o recorde de jogos nas fases de grupos, somando ainda mais quatro partidas nas rondas a eliminar.

27 – Defesas feitas por Hannes Halldórsson, o guarda-redes da Islândia, o mais activo nas balizas, autor de mais de cinco defesas por jogo em média.

32.8 – O jogador mais rápido do UEFA EURO 2016 foi Kingsley Coman, extremo da França, que chegou a atingir 32.8km/h, superando o belga Yannick Carrasco (32.3km/h).

Gábor Király em acção pela Hungria
Gábor Király em acção pela Hungria©AFP/Getty Images

40 anos e 86 dias – Gábor Király deu esperança aos quarentões em calças de fato de treino, ao estabelecer um novo recorde que lhe permitiu tornar-se o jogador mais velho a participar num jogo de uma fase final do EURO. O 'homem do pijama' da Hungria viria a ser eliminado nos oitavos-de-final pela Bélgica.

41 – A vitória de Portugal na final com a França foi a primeira sobre os "Bleus" em 41 anos, desde que Nené e Marinho marcaram num triunfo por 2-0 no Parc des Princes.

56 – A derrota da França na final foi a primeira que sofreu em casa num grande torneio internacional em 56 anos. O desaire anterior datava de 1960, quando a Checoslováquia venceu os franceses por 2-0 no jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar.

66.6 – Apenas dois terços dos penalties assinalados em França foram convertidos. Ronaldo, Sergio Ramos, Aleksandar Dragović e Mesut Özil falharam, levando a que a média de conversão fosse a mais baixa desde 1972, ano em que apenas duas grandes penalidades foram transformadas.

Robert Lewandowski festeja o golo marcado a Portugal
Robert Lewandowski festeja o golo marcado a Portugal©AFP/Getty Images

100 – Robert Lewandowski só precisou de 100 segundos para dar vantagem à Polónia no jogo dos quartos-de-final com Portugal, marcando o segundo golo mais rápido da história do EURO, depois daquele que Dmitri Kirichenko apontou pela Rússia à Grécia em 2004 (67 segundos).

108 – Foram marcados 108 golos nos 51 jogos do UEFA EURO 2016, perfazendo uma média de 2.12 por partida e um a cada 44 minutos. No UEFA EURO 2012, a média tinha sido de 2.45 golos por jogo.

600 – O golo de Nani, que inaugurou o marcador no jogo do Grupo F entre Portugal e Islândia não chegou para dar a vitória aos portugueses, mas tornou-se simbólico por ter sido o 600º em fases finais do EURO.

2.427.303 – total de espectadores nos jogos do UEFA EURO 2016, numa média de 47.594 por partida.

Para mais estatísticas, de todas as equipas e jogadores presentes no UEFA EURO 2016, visita a nossa secção aqui

Topo