O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

EURO 2024 em números

Analisámos os factos e as estatísticas para lhe apresentar as estreias e feitos da fase final do UEFA EURO 2024.

Jude Bellingham (Inglaterra), Arda Güler (Turquia), Lamine Yamal (Espanha) e N'Golo Kanté (França)
Jude Bellingham (Inglaterra), Arda Güler (Turquia), Lamine Yamal (Espanha) e N'Golo Kanté (França) Getty Images

O UEFA EURO 2024 aproxima-se do seu momento decisivo, em Berlim, no domingo, quando o campeão do torneio será coroado.

Recordamos os principais números de mais uma emocionante fase final do EURO.

0 A Bélgica disputou oito jogos na fase a eliminar de fases finais do EURO e em nenhum foi sujeita a prolongamento.

1 No Grupo E registaram-se dois feitos com equipas: a Roménia terminou em primeiro no grupo pela primeira vez e a Ucrânia empatou um jogo do EURO pela primeira vez. Noutros grupos, destaque para a Dinamarca, que ultrapassou a fase de grupos em edições consecutivos pela primeira vez, a dupla Eslovénia e Geórgia, que se estreou na fase a eliminar, a Espanha, que terminou a fase de grupos sem golos sofridos, e por fim a Inglaterra, que pela primeira vez vai disputar a final de um grande torneio de selecções fora de solo britânico. A selecção dos Três Leões foi também a primeira equipa a chegar à final do EURO após ter estado em desvantagem nos oitavos-de-final, quartos-de-final e meias-finais.

2 O golo de Francisco Conceição por Portugal frente à Chéquia permitiu-lhe integrar um grupo exclusivo, composto por pais e filho que marcaram no EURO, depois do seu pai, Sérgio Conceição, ter facturado no EURO 2000. Os outros jogadores a conseguirem este feito numa fase final foram os italianos Enrico Chiesa (1996) e Federico Chiesa (2020).

Momentos ao cair do pano: Golo de Francisco Conceição dá vitória a Portugal

3 Diogo Costa tornou-se no primeiro guarda-redes a defender três remates num desempate por grandes penalidades no EURO, quando Portugal eliminou a Eslovénia nos oitavos-de-final. Foi também o primeiro guarda-redes a não sofrer golos num desempate por penáltis no torneio. Entretanto, o campeão foi eliminado nos oitavos-de-final nas últimas três edições (Itália no EURO 2024, Portugal no EURO 2020 e Espanha no EURO 2016), ao passo que Gareth Southgate tornou-se apenas no terceiro seleccionador a chegar a duas finais do EURO, seguindo as pisadas de Helmut Schön e Berti Vogts.

4 Após a vitória sobre a Suíça, quatro dos cinco jogos da Inglaterra nos quartos-de-final do EURO foram decididos no desempate por grandes penalidades. Quatro dos cinco jogos da Suíça na qualificação para o EURO foram também resolvidos através de grandes penalidades.

5 A Alemanha derrotou a Escócia por 5-1 e tornou-se na primeira equipa a marcar cinco golos num jogo inaugural da prova desde 1960, quando a Jugoslávia derrotou a França por 5-4. Já Harry Kane tornou-se no quinto jogador a marcar em mais do que uma meia-final do EURO, após Valentin Ivanov, Viktor Ponedelnik, Dragan Džajić e Cristiano Ronaldo.

6 Ronaldo tornou-se no primeiro jogador a participar em seis fases finais do EURO, com a estreia a acontecer em 2004. Ronaldo também ampliou o seu recorde de maior número de jogos em fases finais (30) e, com 39 anos e 151 dias, estabeleceu uma nova marca para o jogador mais velho a cobrar um penálti num desempate. No entanto, não aumentar o seu registo de 14 golos em fases finais, o que significa que o suíço Xherdan Shaqiri é o único jogador europeu a ter marcado em cada um dos últimos seis grandes torneios de selecções (EURO e Campeonato do Mundo). Entretanto, a Espanha tornou-se na primeira equipa a vencer seis jogos numa única edição graças ao triunfo sobre a França nas meias-finais.

Veja os 14 golos de Cristiano Ronaldo no EURO

8 Espanha e Itália enfrentaram-se pela oitava vez na fase final, o que constitui um recorde para jogo mais vezes efectutado na história do EURO. Foi também a quinta fase final consecutiva da prova em que mediram forças. Já a Alemanha venceu o seu primeiro jogo no EURO pela oitava vez, um recorde.

9 A França não venceu o último jogo da fase de grupos em nenhuma das últimas nove grandes competições de selecções, série que remonta ao triunfo sobre o Togo por 2-0 no Campeonato do Mundo de 2006 (E5 D4). No entanto, os Bleus nunca perderam o primeiro jogo na fase de grupos de uma fase final do EURO (7V 3E).

11 A Albânia tornou-se na primeira equipa a marcar à Itália na primeira parte de um jogo da fase de grupos do EURO desde 2008, encerrando uma série de 11 jogos.

13 N'Golo Kanté estabeleceu o recorde do maior número de jogos sem perder no EURO (7V 6E) quando a França bateu Portugal nos quartos-de-final (excluindo os desempates por grandes penalidades). Esta sequência chegou ao fim frente à Espanha, nas meias-finais. Southgate chega à final sem perder nenhum dos 13 jogos que disputou no EURO (V8 E5) como treinador (excluindo os desempates por grandes penalidades), a sequência mais longa de um seleccionador na história do EURO.

16 O espanhol Lamine Yamal fez história ao tornar-se no mais jovem a disputar uma fase final do EURO quando foi titular na vitória da Espanha sobre a Croácia, por 3-0, com 16 anos e 338 dias. Apenas 24 dias volvidos e tornou-se no mais jovem a marcar numa fase final, quando ajudou a Espanha a eliminar a França nas meias-finais.

O golo incrível de Lamine Yamal frente à França

18 Na Jornada 3, o alemão Manuel Neuer disputou o 18º jogo no EURO, batendo o anterior recorde de um guarda-redes, estabelecido pelo italiano Gianluigi Buffon (17).

19 Arda Güler, da Turquia, tornou-se no mais jovem a marcar na estreia no EURO, quando facturou frente à Geórgia com 19 anos e 114 dias, superando o recorde anterior, pertença de Cristiano Ronaldo, em 14 dias.

20 O médio inglês Jude Bellingham tornou-se no mais jovem a disputar duas fases finais do EURO, aos 20 anos e 353 dias, e depois no mais jovem a disputar duas vezes os quartos-de-final do EURO (21 anos e 7 dias).

23 Nedim Bajrami colocou a Albânia a vencer de forma impressionante no primeiro jogo da equipa nesta edição, frente à Itália, logo aos 23 segundos, quebrando o recorde anterior de golo mais rápido pertencente ao russo Dmitri Kirichenko (67 segundos). Além disso, o húngaro Dominik Szoboszlai (23 anos e 234 dias) tornou-se no mais jovem a capitanear uma equipa numa fase final do EURO.

27 Nenhum dos últimos 27 jogos da Chéquia no EURO terminou sem golos.

29 A Geórgia tornou-se na 29ª equipa a alcançar a fase a eliminar do EURO. O guarda-redes Giorgi Mamardashvili fez 29 defesas em quatro jogos – mais 13 do que qualquer guarda-redes até então.

36 O alemão Julian Nagelsmann (36 anos e 327 dias) tornou-se no seleccionador mais jovem a comandar um país na fase final do EURO, suplantando Srečko Katanec, antigo técnico da Eslovénia, por apenas seis dias, enquanto Kylian Mbappé atingiu uma velocidade máxima de 36,5 quilómetros por hora, o mais rápido conseguido por um jogador nesta edição.

38 Quando Luka Modrić (38 anos 289 dias), capitão da Croácia, marcou à Itália, quebrou o recorde do antigo avançado austríaco Ivica Vastic, tornando-se no mais velho a marcar no EURO, enquanto o espanhol Jesús Navas (38 anos 231 dias) tornou-se no jogador de campo mais velho a disputar uma meia-final de um EURO ou de um Campeonato do Mundo.

Modrić torna-se no mais velho a marcar no EURO

41 O veterano defesa Pepe tornou-se o mais velho a participar numa fase final do EURO, durante a vitória de Portugal sobre a Chéquia, por 2-1, recorde dilatado quando defrontou Turquia, Eslovénia e França, sendo que frente a esta última tinha 41 anos e 130 dias.

50 O empate entre Países Baixos e França na fase de grupos pôs fim a uma série de 50 jogos em fases finais do EURO sempre com golos. O nulo anterior tinha sido no duelo entre Inglaterra e Escócia, no EURO 2020.

64.8 Portugal teve uma média de 64,8 por cento de posse de bola nos cinco jogos disputados na fase final, sendo que até à final nenhuma outra equipa conseguiu mais de 60 por cento.

91.2 Os 91,2 por cento de percentagem de passes completos da Alemanha foi a mais elevada entre os 24 participantes na fase final.

100 O golo de Kevin Csoboth que deu à Hungria a vitória sobre a Escócia, marcado aos 100 minutos, foi o mais tardio a ser apontado durante o tempo regulamentar na história do EURO.

114 Antes da final, foram marcados 114 golos no EURO 2024, com uma média de 2,28 por jogo. O tento de Michael Gregoritsch pela Áustria frente à Turquia foi o 100º da presente edição.

255 As 255 bolas recuperadas até ao momento pela Espanha é o valor mais elevado entre qualquer equipa presente na fase final.

Seleccionados para si