O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Alemães e sérvios anulam-se

Alemanha 1-1 Sérvia
Filip Djuričić espalhou magia no primeiro golo do jogo, mas Emre Can respondeu de pronto e empatou.

Veja os melhores momentos do embate entre Alemanha e Sérvia, em Praga, onde as duas equipas empataram 1-1 no Campeonato da Europa Sub-21 da UEFA de 2015
See how Germany drew with Serbia

Alemanha e Sérvia empatam 1-1 no Estádio Letná, em Praga, no jogo de abertura de ambas no Grupo A
Filip Djuričić abre o activo para os sérvios com uma bela jogada individual, aos oito minutos
Emre Can empata para a equipa de Horst Hrubesch pouco depois
Christian Günter expulso a meio do segundo tempo
Próximos jogos: Sérvia - República Checa, Alemanha - Dinamarca (sábado)

A Alemanha e a Sérvia não foram além de um empate 1-1 no Estádio Letná, em jogo do Grupo A do Campeonato da Europa Sub-21 da UEFA, num embate equilibrado e com emoção.

A formação germânica começou a partida com cinco internacionais seniores e a Sérvia com dois, mas Filip Djuričić (22) tinha cinco vezes mais internacionalizações que qualquer outro em campo. O jogador do Benfica mostrou porquê logo aos oito minutos. Após colocar a bola por entre as pernas de Robin Knoche, o médio fugiu pelo meio e fez o 1-0 só com Marc-André ter Stegen pela frente.

A Sérvia foi a melhor equipa em campo na primeira metade do primeiro tempo, com Djuričić a gerir toda a manobra ofensiva dos homens dos Balcãs, bem secundado por Miloš Jojić. Mas aos 17 minutos os germânicos responderam. Emre Can teve sangue-frio para tirar Darko Brašanac da frente, em zona frontal, antes de rematar rasteiro e colocado de fora da área, com a bola a entrar junto ao poste direito da baliza de Marko Dmitrović, que não evitou o 1-1.

Jojić quase fez o 2-1 quando fugiu pela direita e rematou cruzado, mas a bola saiu ao lado do poste mais distante. E Goran Čaušić não quis ir para o descanso sem atirar uma "bomba" em zona frontal que bateu na barra da baliza alemã e na linha de golo, sem, contudo, entrar.

Marc-André ter Stegen teve de trabalhar novamente aos 56 minutos, para travar um remate, desta vez fraco, de Jojić, isto num segundo tempo com menos situações de perigo e com ambas as formações a preencherem bastante a zona intermediária. Este facto tirou espaço ao jogo e, consequentemente, a Djuričić, que desapareceu um pouco da partida. E nem mesmo o segundo cartão amarelo, e consequente vermelho, aos 69 minutos, para Christian Günter, mudou o cariz do encontro.

Aos 86 minutos a Sérvia ainda abriu espaços na sua defesa, o suficiente para Kevin Volland surgir solto na grande área, mas o remate do capitão da Alemanha foi interceptado.