O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Factos e números dos finalistas do EURO Sub-21

Sabe quem terminou com os quatro anos de invencibilidade da Espanha? E quem tem mais internacionais pela selecção principal? Descubra estes e outros factos sobre os finalistas.

Nenhum jogador disputou mais minutos na UEFA Champions League 2014/15 do que Marc-André ter Stegen
Nenhum jogador disputou mais minutos na UEFA Champions League 2014/15 do que Marc-André ter Stegen ©Sportsfile

Que selecção colocou ponto final na série de 59 meses sem derrotas da Espanha na qualificação? Que jogador em prova tem mais minutos na UEFA Champions League esta temporada? Que selecção conta com 12 internacionais pela equipa principal entre os convocados?

Estas são algumas das respostas que o UEFA.com lhe traz entre muitos outros factos sobre as oito selecções presentes na fase final do Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA, na República Checa.

Grupo A
República Checa

• A selecção da casa marcou apenas cinco golos - média de um golo por jogo - quando conquistou o Europeu de Sub-21 em 2002. Trata-se do registo mais baixo de sempre de um vencedor da prova desde a introdução do novo formato, com fase de grupos. Petr Čech era o guarda-redes e os checos sofreram também cinco golos no conjunto dessas cinco partidas.

• Contabilizando todos os jogos disputados nas fases de grupos desde 2000, a República Checa apresenta uma média de pontos (1,50) superior a qualquer um dos seus três oponentes neste Grupo A: Dinamarca (0,83), Alemanha (1,17) e Sérvia (1,22).

• Os checos atingiram já 11 fases finais de Europeus de Sub-21, tendo chegado por duas vezes à final, que venceram por uma vez.

Dinamarca
• Nicolaj Thomsen efectuou mais assistências na fase de qualificação (cinco) do que qualquer outro jogador presente na fase final. Florian Thauvin, da França, que falhou o apuramento, foi o único a somar mais passes para golo (sete).

• A Dinamarca foi a selecção que mais golos marcou nos grupos da fase de qualificação (37 golos em dez jogos, o que dá uma média de 3,7 golos por jogo).

• A melhor prestação dos dinamarqueses em cinco presenças em fases finais de Europeus de Sub-21 teve lugar em 1992, quando atingiram as meias-finais - nesse mesmo ano, a selecção principal da Dinamarca sagrou-se campeã da Europa.

Alemanha
• Quando a Alemanha venceu a prova em 2009, terminou a fase de grupos no segundo posto do seu grupo, atrás da Inglaterra; depois, bateu os ingleses por 4-0 na final.

• A bem-sucedida campanha da Alemanha em 2009 constitui a única ocasião em que os germânicos ultrapassaram a fase de grupos de um Europeu de Sub-21 desde que esta foi introduzida.

• Nenhum jogador presente nesta fase final do Europeu de Sub-21 de 2015 disputou mais minutos na UEFA Champions League 2014/15 do que o guarda-redes alemão Marc-André ter Stegen, do FC Barcelona. O guardião esteve presente em todos os minutos dos 13 encontros disputados pela turma catalã – registo apenas equiparado ao de três jogadores da Juventus: Gianluigi Buffon, Leonardo Bonucci e Stephan Lichtsteiner.

Sérvia
Os Sérvios terminaram com a série de 35 jogos sem perder em Campeonatos da Europa de Sub-21 da Espanha ao baterem os vencedores da prova de 2011 e 2013 por 2-1 em Cadiz na segunda mão do "play-off", em Outubro. Foi a primeira derrota dos espanhóis nesta categoria desde Novembro de 2009.

• O registo da Sérvia (enquanto Jugoslávia e Sérvia e Montenegro) é impressionante – em oito presenças em fases finais, ganhou uma vez, foi três vezes vice-campeã e chegou às meias-finais em outras três ocasiões. Apenas numa ocasião não conseguiu ir além da fase de grupos.

• Prova do potencial do futebol sérvio a nível da formação é o facto de no mesmo dia em que a selecção de sub-21 mede forças com a Alemanha na primeira jornada da fase de grupos, a selecção de sub-20 vai enfrentar o Mali nas meias-finais do Campeonato do Mundo de Sub-20 da FIFA, que decorre na Nova Zelândia.

Reviva os melhores momentos do memorável Inglaterra-Holanda de 2007
Reviva os melhores momentos do memorável Inglaterra-Holanda de 2007

Grupo B
Inglaterra

Saido Berahino foi o melhor marcador da qualificação, com dez golos em dez jogos. Tendo em conta que Harry Kane marcou seis golos em oito jogos, a Inglaterra apresenta um ataque repleto de soluções.

• A Inglaterra sagrou-se campeã europeia de sub-21 por duas vezes (em 1982 e 1984) mas, desde então, em 12 presenças apenas por uma vez conseguiu chegar à final (em 2009).

• Jack Butland, Nathaniel Chalobah e Nathan Redmond são os únicos resistentes da campanha de 2013 da Inglaterra em Israel.

Itália
• A Itália é o único país que conseguiu defender com êxito o título de campeão europeu de sub-21 em mais do que uma ocasião. Inglaterra, Holanda e Espanha conseguiram fazê-lo uma vez.

• É a única selecção entre as presentes na fase final de 2015 que não conta com qualquer jogador já internacional pela selecção principal.

• A Itália disputou já 17 fases finais de Europeus de Sub-21 - registo que constitui um recorde - e atingiu a final em 11 ocasiões.

Estrelas actuais da categoria de sub-21
Estrelas actuais da categoria de sub-21

Portugal
• Nascido a 13 de Março de 1997, o médio Rúben Neves, do FC Porto, é o jogador mais novo entre todos os convocados para esta fase final, com 18 anos e três meses.

• Entre as selecções presentes na República Checa, apenas a Dinamarca (cinco) tem menos presenças em fase finais do que Portugal (seis).

• Em quatro presenças em fases de grupos de fases finais de Europeus de Sub-21, Portugal nunca somou mais do que quatro pontos – e apenas por uma vez (em 2004) conseguiu seguir para as meias-finais.

Suécia
• Entre os finalistas, a Suécia é a que mais jogadores internacionais pela selecção principal tem entre os seus convocados (12).

• Os suecos foram os únicos a dar a volta a uma derrota trazida da partida da primeira mão no "play-off", ao recuperarem de um desaire por 2-0 em Le Mans com um triunfo caseiro por 4-1 sobre a França na segunda mão.

• Nas suas duas anteriores presenças em fases de grupos a Suécia conseguiu uma impressionante média de 2,8 golos por jogo.