Van Ginkel lamenta fim do sonho holandês

Marco van Ginkel reflectiu sobre o fim de um "sonho" após a derrota da Holanda nas meias-finais, frente à Itália, com Kevin Strootman a ter dificuldades para encontrar pontos positivos depois de falhar a final.

Marco van Ginkel fala ao UEFA.com após a derrota da Holanda frente à Itália
Marco van Ginkel fala ao UEFA.com após a derrota da Holanda frente à Itália ©UEFA.com

Os jogadores da Holanda dificilmente conseguiam esconder a sua desilusão após a derrota por 1-0 nas meias-finais, frente à Itália, este sábado. O médio Marco van Ginkel, um dos jogadores mais consistentes da selecção "laranja" neste Campeonato da Europa de Sub-21, em Israel, reflectiu sobre o fim de um "sonho", enquanto o capitão Kevin Strootman teve dificuldades para encontrar pontos positivos após não ter conseguido conquistar o troféu que tanto desejava.

Marco van Ginkel, médio da Holanda
Sim, magoa. Tínhamos o sonho de ganhar a final e acabámos por ser eliminados pela Itália nas meias-finais, por isso o ambiente não é bom no balneário. Penso que fomos a melhor equipa, tivemos muitas ocasiões de golo, simplesmente não marcámos. A Itália não teve assim tantas oportunidades, mas uma delas acabou por entrar. Não é agradável. Não creio que qualquer um destes jogadores tenha disputado um torneio como este. Como disse, queríamos chegar à final, mas agora estamos fora, o que não é bom.

Kevin Strootman, capitão da Holanda
Foi um jogo tão decepcionante. Penso que merecíamos a vitória. Mas sabem, a Itália esperou por uma oportunidade, nós cometemos um erro e resultou em golo. [Cor Pot] não falou muito, pois estavam todos tristes. Apenas há que dar os parabéns a todos os jogadores por terem dado 100 por cento. Simplesmente não era um torneio destinado a nós.

Sabemos que podemos jogar melhor, mas temos muitos jogadores novos na equipa e creio que podíamos ter chegado à final. Mas agora vai ser entre Itália e Espanha. É uma grande desilusão. Realizámos alguns bons jogos. Hoje estivemos bem – não excelentes – , mas estivemos bem e com muita posse de bola. Mas é preciso marcar.

Quero ganhar títulos e isso é a única coisa que interessa. Esta época não ganhei nenhum com o meu clube e agora, aqui, aconteceu o mesmo, por isso não estou agradado com o resultado.

Topo