Biliy diz que Ucrânia vai continuar a lutar

A Ucrânia empatou 0-0 com a Inglaterra e está no último lugar do Grupo B, mas o avançado Maxym Biliy acredita que a equipa poderá bater a líder Espanha, no domingo, e passar às meias-finais.

Maxym Biliy disputa uma jogada com Jack Rodwell, em Herning
Maxym Biliy disputa uma jogada com Jack Rodwell, em Herning ©Getty Images

A Ucrânia tem poucas hipóteses de passar à fase seguinte no Campeonato da Europa de Sub-21, mas Maxym Biliy garante que a equipa que está no último lugar do Grupo B não vai baixar os braços.

O conjunto treinado por Pavlo Yakovenko é obrigado a bater a Espanha na última jornada, marcada para o próximo domingo, para relançar as aspirações na prova, uma tarefa complicada, mas que não assusta Biliy. "Só nos resta um jogo, por isso temos de jogar para ganhar", declarou o avançado do FC Zorya Luhansk.

Os ucranianos não foram além de um nulo com a Inglaterra e, apesar de terem somado o primeiro ponto, continuam no último lugar do grupo. A Espanha está na liderança com quatro pontos, mas a Ucrânia passará às meias-finais em detrimento dos espanhóis se vencer o encontro marcado para Herning, pois ficará com vantagem no confronto directo.

"Temos apenas uma hipótese para passar às meias-finais e temos de transformar isto numa vantagem", explicou o jogador de 22 anos. "Este jogo com a Inglaterra foi muito disputado, nunca nenhuma das equipas conseguiu dominar o encontro e por isso terminou empatado."

Denys Garmash, avançado do FC Dynamo Kyiv, foi eleito o Melhor em Campo Carlsberg Sport no encontro com os ingleses e deu a sua explicação para o facto de o jogo ter sido tão morno: "Penso que as duas equipas entraram em campo preocupadas em não perder. Precisávamos de marcar um golo e talvez estivéssemos um pouco nervosos." No próximo domingo não vai haver tempo para ansiedades.