O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ebecilio elimina campeã Inglaterra

Holanda 1-0 Inglaterra
O golo de Kyle Ebecilio afastou a campeã da final no sexto jogo seguido da Holanda sem sofrer golos.

Kyle Ebecilio festeja depois de inaugurar o marcador
Kyle Ebecilio festeja depois de inaugurar o marcador ©Sportsfile

A Holanda apurou-se para a final do Campeonato da Europa Sub-17 pela terceira vez desde 2005, depois do golo de Kyle Ebecilio ter terminado o reinado da campeã Inglaterra.

Ebecilio, médio do Arsenal FC, marcou aos 26 minutos num encontro em que os holandeses prolongaram para seis o número de jogos consecutivos sem sofrer golos. Depois de ter perdido o jogo decisivo em 2005 e 2009, a selecção "laranja" defronta em Novi Sad, no domingo de manhã, o vencedor da meia-final a realizar esta quinta-feira à tarde, entre Dinamarca e Alemanha.

Vencedora do Grupo B, a Holanda voltou a fazer alinhar os sete jogadores que tinha poupado no empate a zero ante a República Checa, na segunda-feira. Do lado inglês, uma lesão num joelho impediu a participação do médio Nick Powell; o capitão Nathaniel Chalobah avançou no terreno e Adam Jackson preencheu o lugar de defesa-central. Mas foi no lado esquerdo que a Inglaterra sentiu problemas logo no início, com Memphis Depay a cruzar para o cabeceamento por cima de Anass Achahbar, que depois não conseguiu desviar para a baliza o cruzamento de Daan Disveld.

A Inglaterra rapidamente apertou a marcação no flanco, mas enquanto na segunda-feira, frente à anfitriã Sérvia, já estava a ganhar por 3-0 a meio da primeira parte, desta feita ainda não tinha qualquer oportunidade de golo a registar. E viu-se mesmo em desvantagem quando Ebecilio irrompeu pelo centro da defesa para bater o guarda-redes Jordan Pickford. Furar a retaguarda holandesa era agora uma necessidade para a Inglaterra e Jake Caskey, cujo pai Darren marcara o golo com que o país conquistou o Europeu de Sub-18 em 1993, esteve perto de o conseguir.

Ebecilio dispôs da primeira ocasião da segunda parte, num forte remate rasteiro à figura de Pickford, mas a Inglaterra não revelava alegria na sua forma de jogar e o treinador John Peacock fez entrar o avançado Adam Morgan e o extremo Nathan Redmond, remetendo Chalobah de novo para a defesa. Presença irrequieta na direita, Redmond fez um chapéu por cima da barra aos 55 minutos.

Os ingleses ficaram ainda mais perto do golo alguns minutos volvidos, quando o livre em arco marcado por Morgan embateu na malha lateral, mas fora do alcance do melhor marcador da fase de grupos, Hallam Hope. No outro extremo do campo, Ebecilio esteve perto de corresponder da melhor forma ao passe atrasado do suplente Danzell Gravenburch. Pickford também teve de estar alerta para impedir o autogolo de Samuel Magri e acabou por ser o guardião holandês, Boy de Jong, a ser o menos incomodado na parte final.

À beira do fim, o exausto Ebecilio rematou rasteiro perto da base do poste, mas a vitória holandesa já estava selada. A Inglaterra concentra-se agora na sua segunda participação no Campeonato do Mundo de Sub-17, no México, a partir de 18 de Junho.