O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

João Matos pensa na família sportinguista

João Matos não pretende eclipsar o sucesso do Benfica no ano passado, mas quer aproveitar a oportunidade única de dar um troféu europeu de futsal ao Sporting.

João Matos ao serviço do Sporting
João Matos ao serviço do Sporting ©Sportsfile

O champanhe está a gelar no balneário do Sporting antes da final da UEFA Futsal Cup - e assim continuará mesmo que a equipa de Orlando Duarte derrote o estreante finalista ASD Città di Montesilvano C/5 e conquiste o troféu.

Essa é a promessa do defesa João Matos, numa altura em que a equipa lisboeta se prepara para um encontro duplo com o destino: amanhã, contra o Montesilvano, pelo título europeu; no próximo domingo, diante do Benfica, na final da Taça de Portugal. "Primeiro, temos de jogar uma final muito importante com o Benfica, na próxima semana", respondeu Matos, de 24 anos, quando questionado sobre que tipo de celebrações se seguiriam a uma vitória do Sporting no Baluan Sholak Sport Palace, em Almaty.

"A Futsal Cup é o título que todos os jogadores sonham conquistar. É algo com que, no passado, só pudemos sonhar ganhar, mas agora estamos mesmo em condições de o fazer", acrescentou o internacional português. "Seria fantástico para o Sporting levar a taça para casa."

A equipa teria, certamente, direito a um brinde se conquistasse o primeiro troféu europeu. Para além de suceder ao vizinho Benfica como campeão europeu, caso seja bem sucedido no Cazaquistão, o Sporting também passaria a ser o primeiro clube a sagrar-se campeão europeu em cinco modalidades diferentes. "Seria um troféu muito importante para o clube e o quinto título europeu noutros tantos desportos: hóquei em patins, andebol, atletismo, futebol e futsal", explicou Matos. "Não é apenas importante para nós jogadores, mas também para toda a família sportinguista."

O número nove dos leões tem sido uma presença constante na campanha da equipa na UEFA Futsal Cup, desde a fase de eliminação directa até à dramática meia-final de sexta-feira, na qual o Sporting derrotou o anfitrião Kairat Almaty, por 3-2, passando por uma ronda de elite em que a equipa lisboeta esteve à beira da eliminação. Um jogo em particular destaca-se dos demais: aquele em que o Sporting derrotou o Murcia FS, favorito do grupo, em Novembro. Matos recorda: "Depois de termos sentido dificuldades no empate com o [FK EP] Chrudim, corríamos o risco de ser eliminados e toda a gente considerava o Murcia favorito na ronda de elite, mas o facto de lhes termos ganho por 5-2 deu-nos grande confiança para a final-four".

Agora, a equipa leonina está à beira de tirar a coroa ao seu maior rival, derrotado pelo Montesilvano na outra meia-final. No entanto, esta história de sucesso diz respeito ao Sporting e Matos quer mantê-la em família. "O que o Benfica fez na época passada não é uma motivação para nós", revelou. "A nossa motivação é chegar à final e vencer. Os outros clubes não nos interessa. O que importa é a vitória do Sporting e, em especial, ganhar troféus que nunca conquistámos."