O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Javi Martínez motivado pela vontade de fazer história

O Athletic é um dos clubes mais prestigiados de Espanha, mas nunca conquistou qualquer troféu europeu e Javi Martínez está determinado em colmatar essa falha na quarta-feira.

Javi Martínez motivado pela vontade de fazer história
Javi Martínez motivado pela vontade de fazer história ©UEFA.com

Vencedor várias vezes da Liga espanhola e da Taça de Espanha e um dos três clubes que nunca foi despromovido do escalão principal, o Athletic Club possui uma história riquíssima.

Contudo, a equipa do País Basco nunca conseguiu conquistar qualquer troféu europeu e o médio Javi Martínez está determinado em colmatar essa falha esta quarta-feira, na final da UEFA Europa League, frente rival interno ao Club Atlético de Madrid.

O jogo em Bucareste vai ser a segunda final europeia do Athletic, derrotado no encontro decisivo da Taça UEFA de 1977, antes a Juventus, devido aos golos marcados fora. "Somos um dos clubes mais importantes da Liga espanhola e não apenas por sermos uma das poucas equipas do Mundo que nunca desceram de divisão", destacou Javi Martinez ao UEFA.com.

"Quando um clube que nunca conquistou um título europeu está perante uma oportunidade destas, pode ser um momento para recordar para a eternidade. Temos de ter isto bem presente, por isso encararmos esta final como algo histórico."

Javi Martínez tem motivos para estar optimista quanto ao embate na Roménia, já que o Athletic bateu os “colchoneros por 3-0, em San Mamés, no primeiro confronto entre ambos na presente edição do campeonato. "É uma equipa que me dá sorte, pois marquei-lhe três golos", recordou o jogador de 23 anos.

"Não marco muitos golos e já fiz três contra eles, pelo que espero repetir final. É um adversário complicado porque com a chegada do Diego Simeone a equipa passou a jogar de forma bastante agressiva. É um rival difícil de bater."

A vitória na Arena Nacional, em Bucareste, seria o coroar de uma temporada em que a equipa de Marcelo Bielsa foi muito elogiada pela filosofia atacante, fatal para adversários como o Manchester United FC e o FC Schalke 04.

"Depois de um início de época complicado, em que não vencemos nas primeiras cinco jornadas [do campeonato], conseguimos fazer uma boa recuperação", sublinhou o avançado Markel Susaeta. "A partir daí, passámos a praticar o futebol que pretendíamos."

Veja as entrevistas completas de Javi Martínez e de Susaeta no vídeo acima.