O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bayern de outro planeta cilindra em Roma

AS Roma 1-7 FC Bayern München
Numa noite em que as duas equipas bateram recordes, os campeões da Alemanha cilindraram.

Robert Lewandowski e Mario Götze festejam o terceiro golo do Bayern em Roma
Robert Lewandowski e Mario Götze festejam o terceiro golo do Bayern em Roma ©AFP/Getty Images

Arjen Robben marca o primeiro da noite, no minuto nove
O Bayern vence por quatro bolas de diferença à meia-hora; Mario Götze, Robert Lewandowski e, de novo, Robben
Thomas Müller faz o quinto de grande penalidade, antes do intervalo
Gervinho marca o tento de honra da Roma; Franck Ribéry e Xherdan Shaqiri completam noite negra
Próximos jogos: Bayern - Roma (5 de Novembro)

O FC Bayern München assumiu-se como principal favorito no Grupo E da UEFA Champions League depois da vitória por 7-1 na visita à AS Roma.

Arjen Robben, Mario Götze, Robert Lewandowski e duas vezes Robben colocaram o Bayern com uma vantagem inalcançável à meia-hora, com uma grande penalidade de Thomas Müller a fazer o resultado ao intervalo, cinco minutos depois, num autêntico pesadelo para o conjunto da Serie A. Gervinho faria o tento de honra na segunda parte, mas mais dois golos, apontados por Franck Ribéry e Xherdan Shaqiri, consumaram a pior derrota europeia da Roma, ao mesmo tempo que constituiu o maior triunfo fora de casa do Bayern.

Ambas as equipas apresentaram "onzes" virados para o ataque, apesar de o treinador do Bayern, Josep Guardiola, ter feito uma pequena alteração táctica, colocando Robben mais adiantado até ter passado o tempo suficiente para que a defesa da Roma se alheasse da sua presença nessa zona. Depois, o holandês surgiu na área e fez o seu habitual, flectindo para dentro para levar a melhor sobre Ashley Cole e a disparar em arco, sem hipótese para Morgan De Sanctis.

Gervinho viu Manuel Neuer negar o empate com a Roma a estar perto, mas depois foi um jogo de sentido único. O Bayern desfez a defesa dos "giallorossi" com Götze a jogar com Thomas Müller para bater De Sanctis com um remate rasteiro.

De Sanctis voltou a ir buscar a bola ao fundo das redes poucos minutos depois, quando Lewandowski teve muito espaço para cabecear após um belo centro de Juan Bernat. O jogo ficou praticamente resolvido à meia-hora, quando Lewandowski tocou para Robben, que uma vez mais levou a melhor sobre o seu marcador, Cole, para desfeitear o guardião romano, desta vez com um remate ao primeiro poste.

O pior estava ainda para vir para a Roma quando um centro rasteiro de David Alaba encontrou o braço de Kostas Manolas e o árbitro assinalou grande penalidade. Com 35 minutos de jogo, Müller fez o quarto do Bayern, da marca dos 11 metros.

Gervinho acertou no poste e o recém-entrado Alessandro Florenzi viu Neuer negar-lhe o golo, numa segunda parte em que a Roma procurava reagir. Pouco depois, Neuer levou a melhor sobre o avançado romano oriundo da Costa do Marfim que lograria, no entanto, bater o guardião para fazer o tento de honra da Roma.

Ribéry faria o sexto para o Bayern, com um chapéu a De Sanctis, com Shaqiri a fazer o resultado final que não é de tudo desconhecido para a Roma – 7-1, a mesma margem da maior derrota fora de casa, na visita ao Manchester United FC, em 2007.