O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Barcelona impõe-se ao Ajax

FC Barcelona 3-1 AFC Ajax
Os golos de Neymar e de Lionel Messi deram ao Barça o controlo do jogo da terceira jornada, mantendo a pressão sobre o líder do Grupo F.

2014/15 flashback: Barcelona 3-1 Ajax
2014/15 flashback: Barcelona 3-1 Ajax

Lionel Messi está mais perto do recorde de golos na UEFA Champions League
Barcelona mantém o registo 100 por cento vitorioso em casa esta época
Segundo grande jogo consecutivo de Javier Mascherano como médio-centro
Neymar e Messi  substituídos para descansar para o “El Clásico”, em Madrid, no sábado
Sandro Ramírez repõe vantagem de dois golos após Anwar El Ghazi marcar para o Ajax
Próximo jogo: Ajax - Barcelona (5 de Novembro)

O FC Barcelona fez o melhor jogo da temporada para derrotar o AFC Ajax por 3-1 e manter a pressão sobre o líder do Grupo F, o Paris Saint-Germain.

Neymar e Lionel Messi fizeram os golos da vantagem sobre o campeão holandês nos primeiros 17 minutos da partida. A equipa de Luís Enrique desde o primeiro minuto que começou a jogar de forma enérgica e objectiva. O Ajax, dados os quatro golos sofridos na última vez que jogou em Camp Nou, trabalhou com inteligência e intensamente para conter a ameaça mas isso revelou-se apenas uma questão de tempo.

E quando aconteceu, o golo inaugural fez lembrar a marca Barça da combinação em alta velocidade de Messi no golo em Paris, na última jornada. Gerard Piqué iniciou a jogada que seguiu através de Ivan Rakitić, Pedro Rodríguez e Messi antes de o seu passe hábil indicar ao colega brasileiro o caminho do golo. Rematando em trivela, Neymar fez um pontapé fabuloso que superou o esforço de Jasper Cillessen na baliza.

A boa forma que o Barcelona demonstra ficou patente no passe teleguiado de Marc Barta para Messi, que rematou por alto. Mas o seu momento chegou. Niki Zimling, na ânsia de servir Lucas Andersen, viu o seu passe interceptado por Javier Mascherano. Este assistiu então Andrés Iniesta que fez o passe da noite e, apesar do desvio de Cillessen, o remate de Messi tornou-se no seu 69º golo na prova, empatando nesse particular com Cristiano Ronaldo.

Houve ainda tempo para ver os jovens jogadores Munir El Haddadi, Rafinha e Sandro Ramírez – cujo golo aos 94 minutos recuperou a vantagem de dois tentos que havia sido reduzida perto do minuto 90 pelo suplente do Ajax, Anwar El Ghazi.