O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Chelsea 0-4 Barcelona: Barça demasiado forte vence primeira Women's Champions League

O Barcelona marcou quatro golos na primeira parte e venceu pela primeira vez a UEFA Women's Champions League.

Resumo da final de 2021: Chelsea 0-4 Barcelona
Resumo da final de 2021: Chelsea 0-4 Barcelona

O jogo em poucas palavras

O Barcelona fez uma exibição sensacional e garantiu a vitória na final da UEFA Women's Champions League sobre o Chelsea, em Gotemburgo, tornando-se no oitavo vencedor da competição.

O Barcelona entrou muito forte no jogo
O Barcelona entrou muito forte no jogoUEFA via Getty Images

Na estreia numa final, há dois anos, o Barcelona perdia por 4-0 ante o Lyon à passagem da meia hora. Desta vez, chegou aos mesmos 4-0 num pouco mais de tempo - e adiantou-se no marcador logo no primeiro minuto, depois de Lieke Martens ter acertado na barra e o alívio de Fran Kirby ter embatido em Melanie Leupolz antes de entrar no fundo das redes.

Ambas as equipas estiveram perto do golo numa frenética fase da partida, mas aos 12 minutos Leupolz derrubou Jenni Hermoso na área do Chelsea, permitindo a Alexia Putellas marcar dos 11 metros. Alexia, que estava em dúvida antes do jogo, fez um passe magistral para Aitana Bonmati fazer o terceiro.

A outra estrela do lado esquerdo do Barça, Martens, teve uma bela arrancada e fez um cruzamento atrasado para Graham Hansen assinar o quatro, aos 36 minutos. Para Chelsea, já não havia volta a dar.

O treinador do Barcelona Lluis Cortes festeja a vitória na UEFA Women's Champions League
O treinador do Barcelona Lluis Cortes festeja a vitória na UEFA Women's Champions League AFP via Getty Images

Reacções

Lluís Cortés, treinador do Barcelona: "A minha ideia sempre foi a de mostrar a estas raparigas que, um dia, se quisessem, podiam chegar a este nível. É algo de que me orgulho muito. Antes do jogo, quando vi a Alexia, ela perguntou-me : 'Confia em mim?' E eu disse 'Sim, eu confio em ti - aí vamos nós.'"

Emma Hayes, treinadora do Chelsea: "Foi uma época maravilhosa para nós. Hoje foi difícil porque o jogo acabou antes de começar. Sofrer um golo tão cedo, termos tido duas boas oportunidades antes do penalty. Estou orgulhosa da exibição na segunda parte porque as jogadoras deram tudo. Parabéns ao Barcelona: são dignos do título. "

O Barcelona festeja o seu primeiro triunfo na prova
O Barcelona festeja o seu primeiro triunfo na provaGetty Images

Principais estatísticas

  • A vitória do Barcelona por 4-0 é a maior margem numa final desde o início da era da Women's Champions League, em 2009/10.
  • O Barcelona é o primeiro clube a vencer a UEFA Champions League masculina e feminina.
  • O autogolo de Leupolz, que adiantou o Barça no marcador, foi o tento mais rápido marcado na Women's Champions League desta temporada.
  • Graham Hansen tornou-se na segunda jogadora norueguesa a marcar na final depois de Ada Hegerberg, que marcou cinco vezes em quatro encontros decisivos.
  • Asisat Oshoala, jogadora do Barcelona, é a primeira africana a vencer a competição.
  • A equipa espanhola não marcou em apenas um dos seus últimos 24 jogos da Women's Champions League.
  • O Barcelona marcou nos primeiros 15 minutos em seis dos seus últimos nove jogos na Women's Champions League.
A vitória do Barcelona por 4-0 foi o triunfo mais dilatado numa final
A vitória do Barcelona por 4-0 foi o triunfo mais dilatado numa finalGetty Images

Equipas

Chelsea: Berger; Carter, Bright, Eriksson, Charles; Leupolz (Reiten 46), Ingle, Ji (Cuthbert 73); Kirby, Harder, Kerr (England 73)

Barcelona: Paños; Torrejón, Guijarro, María León, Ouahabi; Bonmati, Hamraoui, Putellas (Losada 71); Graham Hansen (Caldentey 62), Hermoso (Oshoala 72), Martens

Próxima temporada

A UEFA Women's Champions League vai ter um novo e radical formato, bem como um renovado modelo financeiro em 2021/22: saiba mais aqui.