Final - 30-06-2015 - 20:45CET (20:45 Hora local) - Eden Stadium - Praga
0-0
Suécia vence 4-3 nos penalties 

Suécia - Portugal 0-0 - 30-06-2015 - Página do jogo - Europeu Sub-21 2015

 
O "site" oficial do futebol europeu

Factos da final do EURO Sub-21: Suécia - Portugal

Publicado: Domingo, 28 de Junho de 2015, 21.00CET
Suécia e Portugal ambicionam somar o primeiro título no EURO Sub-21 quando se defrontarem na final da edição de 2015, no Estádio Eden, em Praga, na terça-feira.
Factos da final do EURO Sub-21: Suécia - Portugal
O sueco Isaac Kiese Thelin persegue Bernardo Silva durante o jogo da terceira jornada do Grupo B ©Sportsfile

Estatísticas da prova

SuéciaPortugal

Golos marcados7
 
7
Total de tentativas46
 
82
Remates à baliza20
 
21
Remates para fora22
 
39
Remates defendidos4
 
22
nos postes0
3
Cantos12
 
30
Foras-de-jogo7
 
13
Cartões amarelos8
 
5
Cartões Vermelhos1
 
0
Faltas cometidas70
 
52
Faltas sofridas49
 
85
Publicado: Domingo, 28 de Junho de 2015, 21.00CET

Factos da final do EURO Sub-21: Suécia - Portugal

Suécia e Portugal ambicionam somar o primeiro título no EURO Sub-21 quando se defrontarem na final da edição de 2015, no Estádio Eden, em Praga, na terça-feira.

Suécia e Portugal ambicionam somar o primeiro título do Campeonato da Europa Sub-21 da UEFA quando se defrontarem na final da edição de 2015, no Estádio Eden, em Praga.

• As equipas não precisam de apresentação, já que se defrontaram seis dias antes da final, no encerramento do Grupo B. A partida terminou empatada 1-1, após o golo de Simon Tibbling, aos 89 minutos, ter restabelecido o empate depois do tento de Gonçalo Paciência, sete minutos antes, e resgatado o ponto que a Suécia precisava para se juntar a Portugal, vencedor do Grupo B, nas meias-finais.

• Ambas as formações partem para a final confiantes após vitórias notáveis nas meias-finais, em que Portugal goleou a Alemanha por 5-0 e a Suécia fez o mesmo à Dinamarca por 4-1.

• Haverá um minuto de silêncio antes do início do jogo, na sequência da morte, esta segunda-feira, do antigo médio da Checoslováquia, Josef Masopust, Futebolista Europeu do Ano em 1962. Masopust tinha sido agraciado com o Prémio Presidente da UEFA de 2014 no domingo. "Queria entregar este prémio a Josef, no seu país, e ainda tive oportunidade de estar com ele no domingo, em sua casa, antes de falecer", afirmou o Presidente da UEFA, Michel Platini. "Foi uma experiência comovente que jamais vou esquecer."

Registo em finais
• Esta é a segunda final Sub-21 para os dois países – e ambas foram perdidas para a Itália na década de 1990.

Suécia (final de 1992)
• 28/05/1992 (Ferrara) Itália 2-0 Suécia
Equipa: Svensson; Johansson, Apelstav, Lilius, Moberg; Alexandersson, Landberg, Mild, Paldan (Jansson 72), Gudmundsson (Simpson 72); Rödlund.

• 03/06/1992 (Vaxjo): Suécia 1-0 Itália (Simpson 56)
Equipa: Ekholm; Nilsson, Apelstav, Lilius, Moberg; Alexandersson, Landberg (Axeldahl 77), Mild, Gudmundsson (Paldan 53); Simpson; Rödlund.
A Itália ganhou com um resultado total de 2-1

Portugal (final de 1994)
• 20/04/1994 (Montpellier) Itália 1-0 Portugal
Equipa: Brassard; Nélson, Bento, Jorge Costa, Torres, Xavier, Figo, Pinto, Toni (Sá Pinto 79), Rui Costa, Capucho.

Historial em competições de jovens da UEFA
• A Suécia nunca ganhou um título jovem masculino oficial da UEFA.
• Portugal contabiliza sete títulos:
Sub-16/Sub-17: 1988/89, 1994/95, 1995/96, 1999/00, 2002/03
Sub-18: 1993/94, 1998/99

Resumo: Derrota da Suécia nas meias-finais de 2009

Registo no desempate por grandes penalidades

Suécia (V0 D2)
• 26/06/2009, meias-finais (Gotemburgo): Inglaterra 3-3 Suécia (5-4 nos penalties)
Marcus Berg, que bisou na recuperação da Suécia de uma desvantagem de 3-0, falhou o primeiro penalty sueco e Guillermo Molins acertou no poste na sexta tentativa, apurando a Inglaterra pra a final, frente à Alemanha.

• 05/06/2004, meias-finais (Oberhausen): Suécia 1-1 Sérvia e Montenegro (5-6 nos penalties)
Babis Stefanidis, autor do golo da Suécia na primeira parte, falhou o sexto remate da sua equipa, permitindo à Sérvia apurar-se para a final, frente à Itália, e para os Jogos Olímpicos.

Portugal (V0 D1)
• 21/06/2007, "play-off" olímpico (Nijmegen): Itália 0-0 Portugal (4-3 nos penalties)
João Moutinho, Nani e Miguel Veloso marcaram para Portugal, mas Manuel Fernandes e Antunes falharam e a equipa das "quinas" não conseguiu o apuramento para os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008.

Notícias das equipas

Últimas da Suécia
• Håkan Ericson decidiu não utilizar Joseph Baffo na meia-final, devido a uma lesão num ombro, mas o defesa deve ser opção para a final.

• A equipa trocou de hotel em Praga no domingo, mudando-se para o Marriott após a saída da Dinamarca, por si eliminada na meia-final. Ao início do dia, os jogadores que não alinharam frente aos dinamarqueses treinaram no Estádio Victoria Žižkov.

• Na conferência de imprensa de domingo, Ericson teve a companhia de toda a equipa técnica e de apoio, com o seleccionador a apresentar todos os elementos, sublinhando o seu contributo para a chegada dos suecos à final.

• Karl-Erik Nilsson, presidente da Federação Sueca de Futebol (SvFF), esteve presentem em Praga para a meia-final, e no jogo decisivo terá a companhia de Håkan Sjöstrand, secretário-geral do organismo.

• Ericson acredita que a final será "o mesmo tipo de jogo" que quando se defrontaram na semana passada. Portugal teve mais posse de bola nessa noite (53 por cento), mas como o técnico fez questão de notar, a Suécia teve os mesmos remates à baliza que a formação lusa. "Eles abriram alguns espaços quando conquistámos a bola em contra-ataques", acrescentou.

•A Suécia tem cinco jogadores que disputaram todos os minutos da fase final até à data: Patrik Carlgren, Ludwig Augustinsson, Oscar Lewicki, Oscar Hiljemark e Isaac Kiese Thelin.

Últimas de Portugal
• Tiago Ilori é a única dúvida para a final de terça-feira. O defesa-central foi anunciado como titular na partida das meias-finais, no sábado, mas durante o aquecimento ressentiu-se da lesão na coxa esquerda sofrida diante da Suécia.

• No domingo de manhã o plantel realizou uma sessão de treino e recuperação, após a qual os jogadores Paulo Oliveira e Ricardo Horta falaram à comunicação social. Depois do almoço, a comitiva de Portugal viajou de comboio para Praga.

• Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), juntou-se à delegação lusa antes do jogo com a Alemanha e fica até à final. O seleccionador principal Fernando Santos também estará entre a assistência.

• Luís Figo, que fez parte da equipa derrotada pela Itália na final de 1994, enviou através do Twitter uma mensagem à equipa, após o triunfo na meia-final: "Parabéns, rapazes! Estamos na final!"

• Bernardo Silva e William foram eleitos como o melhor em campo duas vezes – mais do que qualquer outro jogador no torneio.

• Portugal tem, tal como a Suécia, cinco jogadores que alinharam em todos os minutos da fase final até ao momento: José Sá, Paulo Oliveira, Ricardo Esgaio, William Carvalho e Sérgio Oliveira.

Encontros anteriores
• O encontro entre ambos no Grupo B, a 25 de Junho, teve lugar no City Stadium, em Uherske Hradiste, palco dos três jogos de Portugal na fase de grupos.

• As equipas foram as seguintes:
Portugal: Sá; Esgaio, Raphael, Paulo Oliveira, Tiago Ilori (Figueiredo 29); William, Sérgio Oliveira, João Mário, Bernardo Silva; Ivan Cavaleiro (Gonçalo 58), Ricardo (Medeiros 74)

Suécia: Carlgren; Lindelöf, Baffo (Helander 80), Milošević, Augustinsson; Khalili (Quaison 83), Lewicki, Hiljemark, Hrgota (Tibbling 52); Guidetti, Kiese Thelin

• O empate 1-1 da semana passada foi o primeiro jogo oficial entre ambos os países desde o EURO Sub-21 de 2004. Curiosamente, agora como na altura, defrontaram-se duas vezes no torneio.

• A Suécia venceu o primeiro dos dois jogos – um triunfo por 3-1 na abertura do Grupo B, em Mannheim. Hugo Almeida colocou Portugal a vencer, aos 28 minutos, mas Johan Elmander marcou, na primeira e na segunda parte, cabendo ao suplente Stefan Ishizaki confirmar a vitória nórdica, a 19 minutos do fim.

• As equipas no Carl-Benz-Stadion, a 28 de Maio de 2004, foram as seguintes:
Suécia: Alvbåge; Antonsson, Dorsin, Stenman, Holmén, Elmander (Rosenberg 78), Jönsson (Johansson 72), Stefanidis, Andersson, Gerbrand, Djurić (Ishizaki 46)

Portugal: Moreira, Sérgio, Meireles, Alves, Costa, Bosingwa, Viana (Custódio 55), Almeida, Martins (Danny 56), Ribeiro, Lourenço (Carlitos 63).

• As duas equipas ultrapassaram a fase de grupos mas foram derrotadas nas meias-finais, o que significa que tiveram de disputar o "play-off" de acesso aos Jogos Olímpicos, agendados para esse Verão. Desta feita, Portugal levou a melhor, vencendo por 3-2 após prolongamento em Oberhausen.

• As equipas no Niederrheinstadion, a 8 de Junho de 2004, foram as seguintes:
Portugal: Moreira, Meireles, Alves, Costa, Martins (Viana 61), Ribeiro, Garcia, Custódio (Aguiar 60), Carlitos, Danny, Lourenço (Oliveira 91).

Suécia: Wiland; Antonsson, Dorsin, Nilsson, Stenman, Ishizaki, Elmander, Jönsson, Stefanidis (Hysén 72), Andersson (Rosenberg 89), Djurić.

• Apesar de Elmander ter marcado primeiro para os suecos, antes do intervalo, Portugal operou a reviravolta com dois golos nos últimos 14 minutos – remates certeiros de Hugo Viana, de penalty, e Jorge Ribeiro. Markus Rosenberg levou o jogo para prolongamento com um tento aos 90 minutos, antes de Carlitos sentenciar a partida a favor de Portugal, aos 114 minutos.

• Os jogos oficiais entre as duas selecções antes de 2004 aconteceram todos na fase de qualificação. Na de 1988, a Suécia venceu por 4-2 em casa, com Portugal a prevalecer por 2-0 na segunda volta.

• Na qualificação de 1986, registou-se um empate a um em Estocolmo, enquanto a Suécia venceu por 1-0 em Lisboa. A Suécia terminou no primeiro lugar mas foi afastada pela Itália nos quartos-de-final, jogados a duas mãos.

Guidetti lidera festejos da Suécia

Guia de forma

Suécia
Últimos cinco jogos (mais recente em primeiro): VEDVE
Melhor marcador no torneio: John Guidetti, Simon Tibbling (2)
Melhor marcador na qualificação: Guidetti, Kiese Thelin (4)

Portugal
Últimos cinco jogos (mais recente em primeiro): VEEVD
Melhor marcador no torneio: João Mário (2)
Melhor marcador na qualificação: Ricardo (5)

Internacionais seniores no plantel (internacionalizações)

Suécia
• Onze jogadores com um total de 37 jogos entre eles
Oscar Hiljemark (6), Isaac Kiese Thelin (5), Robin Quaison (5), Oscar Lewicki (4), Alexander Miloševic (4), Branimir Hrgota (3), Ludwig Augustinsson (2), John Guidetti (2), Simon Gustafson (2), Sebastian Holmén (2), Mikael Ishak (2)

Portugal
• Oito jogadores com um total de 26 jogos entre eles
William Carvalho (13), João Mário (3), Rafa Silva (3), Raphael Guerreiro (2), Ivan Cavaleiro (2), Paulo Oliveira (1), Ricardo Horta (1), Bernardo Silva (1)

Perfil dos seleccionadores

Portugal: Rui Jorge
Data de nascimento: 27/03/73
Rui Jorge sucedeu a Oceano Cruz em Novembro de 2010. Antigo defesa-esquerdo de FC Porto, Rio Ave, Sporting e Belenenses, fez 45 jogos pela selecção principal de Portugal, um dos quais no UEFA EURO 2004, em solo luso, e três no Campeonato do Mundo, dois anos antes.

Suécia: Håkan Ericson
Data de nascimento: 29/05/1960
Filho de Georg Ericson, seleccionador da Suécia entre 1970 e 1979, Håkan Ericson assumiu o comando técnico dos Sub-21 em Novembro de 2010. Antigo treinador do Norrköping, abraçou a nova carreira em 1983, após uma lesão grave no joelho ter interrompido a sua carreira aos 21 anos.

"Queria entregar este prémio a Josef, no seu país, e ainda tive oportunidade de estar com ele no domingo, em sua casa, antes de falecer.

Última actualização: 30-06-15 20.29CET

http://pt.uefa.com/under21/season=2015/matches/round=2000411/match=2015383/prematch/background/index.html#suecia+portugal+factos