Desilusão predominante entre os alemães

A Alemanha terminou em alta, com um triunfo por 2-1 sobre a Rússia, mas o defesa Shkodran Mustafi confessou que o "sentimento predominante" na equipa é de desilusão pela eliminação.

Shkodran Mustafi disse estar satisfeito por a Alemanha terminar com uma vitória
Shkodran Mustafi disse estar satisfeito por a Alemanha terminar com uma vitória ©UEFA.com

Os alemães Shkodran Mustafi e Kevin Volland mostraram satisfação por finalmente terem saboreado uma vitória em Israel, mas não esconderam a desilusão por falharem a passagem às meias-finais. A Alemanha esteve em desvantagem no marcador, mas conseguiu bater a Rússia por 2-1 no último jogo no Campeonato da Europa de Sub-21. Ambos os jogadores confessaram que vão desfrutar da última noite no Europeu pois, como explicou Volland, "esta equipa nunca mais se vai voltar a juntar".

Shkodran Mustafi, defesa da Alemanha
Claro que a desilusão é o sentimento predominante, pois estamos fora do Europeu. Temos muitos jogadores jovens e terminar esta prova com uma vitória é sempre positivo. A geração mais nova vai iniciar a campanha de qualificação em breve. É óptimo terminar o Europeu com uma vitória, porque também podemos dizer que estamos a começar a qualificação com um triunfo.

Numa prova como esta defrontamos excelentes jogadores e isso voltou a verificar-se hoje. Considero que os russos têm jogadores de excelente qualidade nesta equipa. Não joguei contra a Espanha e a Holanda, mas num Europeu temos oportunidade de ganhar muita experiência. Vou regressar ao meu clube com muita confiança e a pré-época está quase a começar.

A maioria dos jogadores desta equipa esteve junta mais do que três semanas, estamos juntos há quase dois anos, se contarmos com a qualificação. Mas a desilusão é o sentimento predominante e não temos motivos para comemorar esta noite, pois fomos eliminados da prova. Não era este o nosso objectivo, mas demos o máximo e não podem apontar-nos nada. Talvez seja possível sairmos hoje à noite.

Kevin Volland, avançado da Alemanha
Não podemos estar satisfeitos. Obviamente que queríamos chegar às meias-finais, mas estávamos determinados em vencer este jogo e terminar este Europeu em alta, o que conseguimos. A equipa mostrou grande personalidade.

Hoje voltámos a criar muitas oportunidades, tal como aconteceu na segunda parte com a Holanda, quando tivemos uma ocasião atrás da outra. Deveríamos ter marcado mais golos e podemos considerar que nos faltou instinto goleador. Penso que esta equipa nunca mais se vai voltar a juntar e é por isso que queremos ter uma noite agradável, apesar de termos falhado o apuramento.

Topo