O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ibrahimović elogia "Vikings Suecos"

A força de vontade da Suécia apurou-a para as meias-finais do EURO Sub-21 e deixou Zlatan Ibrahimović, capitão da selecção sénior, a pensar no Rio de Janeiro.

Os golos tardios da Suécia deram o apuramento para as meias-finais
Os golos tardios da Suécia deram o apuramento para as meias-finais ©Sportsfile

É preciso muito para impressionar Zlatan Ibrahimović, mas mesmo o avançado do Paris Saint-Germain se deixou levar pelo entusiasmo gerado pelo apuramento da Suécia para as meias-finais do EURO Sub-21. "Muitos parabéns à selecção Sub-21", disse Ibrahimović. "Os 'Vikings Suecos' nunca desistem."

Os pupilos de Håkan Ericson vão agora defrontar a vizinha Dinamarca, no sábado, com a presença na final em jogo. No entanto, frente a Portugal, estiveram a poucos minutos de serem eliminados, valendo o golo do suplente Simon Tibbling em tempo de compensação.

"O moral, a capacidade de entreajuda, o esforço empreendido, isso é o mais importante", disse Alexander Milošević, que tinha visto Gonçalo Paciência dar a Portugal uma vantagem potencialmente decisiva, aos 82 minutos. "Sinceramente, mesmo que sofrêssemos um golo aos 85 minutos, sabia que teríamos pelo menos duas oportunidades de golo."

Resumo: Portugal 1-1 Suécia
Resumo: Portugal 1-1 Suécia

"O nosso objectivo era alcançar as meias-finais", disse o avançado Isaac Kiese Thelin. "Estivemos a perder mas, como é hábito, conseguimos recuperar". Sem dúvida que a Suécia desenvolveu uma apetência para recuperar causas perdidas. A expulsão de Milošević no desafio inaugural da Suécia no Grupo B já tinha dado aos seus colegas a oportunidade de mostrarem o seu espírito inabalável, ao recuperarem de desvantagem para vencerem. Acrescente-se a isso os golos tardios marcados na fase de qualificação e no memorável "play-off" com a França.

"O que posso dizer da força de vontade desta equipa? Acreditamos no que fazemos e já o mostrámos várias vezes, por isso nada é impossível", disse Tibbling ao UEFA.com.

É um contexto no qual Ibrahimović, expoente máximo da Suécia, podia encaixar na perfeição. "Nunca disputei os Jogos Olímpicos, por isso sim, seria uma emoção estar no Rio de Janeiro 2016", disse o capitão da selecção principal. "Mas primeiro que tudo precisam de me pedir. Talvez achem que não tenha lugar na equipa [risos]."