O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lingard comprova potencial por Inglaterra

Com um excelente golo frente à Suécia, Jesse Lingard fez renascer o sonho de Inglaterra e provou por que razão foi aposta de Louis Van Gaal no Manchester United.

Jesse Lingard está a dar cartas na República Checa
Jesse Lingard está a dar cartas na República Checa ©Getty Images

Com um estupendo golo, Jesse Lingard ressuscitou as ambições de Inglaterra no Campeonato da Europa de Sub-21 da UEFA e mostrou por que razão foi aposta de Louis van Gaal no primeiro "onze" oficial que apresentou como treinador do Manchester United FC, no arranque da temporada passada, num jogo em que acabou por sair lesionado logo aos 24 minutos, devido a uma lesão nos ligamentos de um joelho.

Campeão pelas camadas jovens do United em 2011, foi depois prosseguindo o seu desenvolvimento como jogador noutros clubes. Teve passagens por empréstimo pelo Leicester City, Birmingham City e Brighton and Hove Albion, antes de mostrar enfim o seu valor com a camisola principal dos "red devils" com um grande golo frente ao Liverpool num torneio de pré-temporada, no início da época 2014/15.

Veja o golo da vitória de Jesse Lingard
Veja o golo da vitória de Jesse Lingard

Depois de recuperar da lesão, foi emprestado ao Derby County em Fevereiro, tendo pelo meio prolongado por mais dois anos e meio o seu vínculo contratual à formação de Manchester, e mostra agora todo o seu potencial na República da Checa.

Se frente a Portugal, na primeira jornada da fase de grupos, já tinha estado perto de marcar com um remate em arco quando o resultado estava ainda em 0-0, na segunda jornada, frente à Suécia, não foi titular mas saltou do banco a tempo de fazer renascer o sonho inglês.

Foi um golo à sua imagem. Recordando o momento do golo, afirmou: "Estava solto à entrada da área, a bola chegou até mim e, mas a recebi sabia como tinha de rematar. Saiu-nos um grande peso dos ombros."

Foi o seu segundo golo ao serviço dos sub-21, depois de ter marcado também num triunfo por 3-2 sobre a Alemanha, em Março. Os seus colegas também se mostram satisfeitos. "Penso que ele também já tinha estado bem no primeiro jogo", referiu o lateral-direito Carl Jenkinson. "E, agora, veio do banco para nos dar a vitória. Estou muito feliz por ele, pois ele tem muita qualidade, como mostrou esta noite".