O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Twatha, o jovem beduíno que brilha por Israel

Israel pode ter sido eliminado precocemente do Europeu de Sub-21, mas para Taleb Twatha foi mais um capítulo inesquecível numa caminhada que começou numa pequena cidade de beduínos.

Taleb Twatha num duelo com o italiano Manolo Gabbiadini
Taleb Twatha num duelo com o italiano Manolo Gabbiadini ©Getty Images

Israel pode ter sido eliminado precocemente do Campeonato da Europa de Sub-21, mas esta fase final constituiu mais um capítulo inesquecível na caminhada de Taleb Twatha, ainda mais extraordinária se tivermos em conta onde tudo começou.

O defesa de 20 anos é originário de um mundo bem diferente do que aquele que actualmente frequenta como profissional de futebol. Twatha veio de uma família de beduínos, nasceu e cresceu em Jisr az-Zarqa, cidade costeira no norte de Israel, onde nem sequer havia um campo de futebol quando ele era mais jovem.

"Jisr tem apenas 13 mil habitantes", explicou o lateral-esquerdo ao UEFA.com. "É uma cidade muito pobre e, quando eu era mais novo, nem havia futebol. Não havia um único campo, eu sou o mais novo da família, o único que se dedicou ao desporto."

Uma progressão notável levou a que tivesse jogado na UEFA Champions League com apenas 17 anos, ao serviço do Maccabi Haifa FC, mas tudo começou com um acontecimento fortuito, sete anos antes, um telefonema de um amigo da família. "Tive alguma sorte, porque estava no carro com o meu pai quando um amigo dele viu um anúncio de jornal sobre uma escola de futebol e ligou para falar sobre isso. Interrompi a chamada e disse que queria ir. Um ano depois já estava a jogar no Maccabi Haifa."

Twatha evoluiu de tal forma em Haifa que chegou à equipa principal quando ainda frequentava o ensino secundário. A presença de um beduíno na selecção de Israel é sinal de esperança para os jovens da sua comunidade. "Há um ano foi inaugurado um excelente campo de futebol em Jisr", afirmou Twatha, internacional pela selecção principal israelita em três ocasiões.

Twatha está grato por tudo o que o futebol lhe deu. "Ainda não acredito que já joguei na UEFA Champions League. Tenho em casa camisolas do Bayern, do Schalke e da selecção da Croácia", revelou o defesa, totalista pelo Maccabi na campanha na UEFA Europa League de 2011/12. "Só espero poder continuar a jogar a este nível por muitos anos."