Muita emoção nos festejos alemães

Sebastian Boenisch disse ter ficado "triste por a prova já ter terminado", após a goleada imposta à Inglaterra, mas acrescentou que "o 1-0 teria sido suficiente".

Mesut Özil foi fundamental no triunfo da Alemanha
Mesut Özil foi fundamental no triunfo da Alemanha ©Getty Images

Sebastian Boenisch disse ter ficado "triste por a prova já ter terminado", após a goleada imposta pela Alemanha à Inglaterra, por 4-0, ter dado aos germânicos o título de campeões europeus de Sub-21. E ainda acrescentou: "O 1-0 teria chegado para nós".

Grupo unido
O lateral-esquerdo de 22 anos, que perdeu a final da Taça UEFA da presente temporada com o Werder Bremen, estava radiante por fazer parte da equipa que triunfou em Malmo, o que constituiu o culminar de uma grande experiência na Suécia. "É fantástico que, em tão curto espaço de tempo – em apenas quatro semanas – nos tivéssemos tornado num grupo tão unido, com um ambiente tão bom. É um pouco triste que a prova já tenha acabado. Eles são todos rapazes fantásticos e é uma pena".

Vitória merecida
A forma como a equipa de Horst Hrubesch triunfou na final foi uma grande surpresa para Boenisch. "Pensávamos que seria um jogo muito complicado, porque a Inglaterra é perigosa nas bolas paradas. O facto de termos vencido de forma tão expressiva deixa-nos verdadeiramente felizes, mas o 1-0 ter-nos-ia bastado. O mais importante é que ganhámos e foi inteiramente merecido".

Emoção a rodos
O jogador admitiu que estivera ao telefone com o treinador do Werder Bremen e com a sua família nos minutos que se seguiram ao apito final, enquanto a equipa festejava o triunfo nos balneários. O também defesa Benedikt Höwedes mal conseguia conter-se: "Estamos tão felizes por termos derrotado a Inglaterra por 4-0... Agora, temos de nos acalmar um pouco e desfrutar deste título com tranquilidade".

"Competição importante"
No entanto, na noite de segunda-feira, poucas oportunidades houve para isso, com Gonzalo Castro, o marcador do golo inaugural da final, a comentar: "Vencer este título é indescritível. Esta prova era muito importante para a Suécia. Havia anúncios por todo o lado e muita gente nos estádios. Após o triunfo por 4-0 as pessoas estavam entusiasmadas, porque viram futebol espectacular. Todos estavam felizes, e nós também. Estamos muito orgulhosos".