O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

UEFA Youth League: Jovens que chegaram à ribalta

Menos de uma década após o seu lançamento, a UEFA Youth League já mostrou algumas das futuras estrelas: escolhemos apenas 11 delas.

João Félix (à direita) festeja com Diogo Gonçalves após marcar na vitória do Benfica sobre o Real Madrid nas meias-finais
João Félix (à direita) festeja com Diogo Gonçalves após marcar na vitória do Benfica sobre o Real Madrid nas meias-finais SPORTSFILE

A UEFA Youth League começou apenas em 2013/14, mas alguns dos jovens que passaram pela competição são hoje jogadores de topo.

Com a a fase final de 2022 a arrancar em Nyon a partir de sexta-feira, escolhemos um "onze" de estrelas que brilharam pela primeira vez na competição júnior.

Mile Svilar antes da meia-final  do Anderlecht na UEFA Youth League de 2015/16 frente ao Chelsea
Mile Svilar antes da meia-final do Anderlecht na UEFA Youth League de 2015/16 frente ao ChelseaSPORTSFILE

Mile Svilar (Anderlecht, agora no Benfica)
Fez 15 jogos ao longo de três época, tendo ajudado o Anderlecht a chegar às meias-finais consecutivas da UEFA Youth League em 2015 e 2016. Svilar ingressou depois no Benfica e tornou-se no guarda-redes mais jovem da história da UEFA Champions League ao estrear-se, em Outubro de 2017, frente ao Manchester United, com 18 anos e 52 dias. O seu recorde pertence agora a outro guardião que jogou na Youth League, Maarten Vandevoordt.

Trent Alexander-Arnold (Liverpool)
Finalista vencido da UEFA Champions League em 2018 e campeão em 2019, o lateral-direito do Liverpool teve a sua primeira aparição internacional de relevo ao nível de clubes contra o Real Madrid na UEFA Youth League, em Novembro de 2014; o primeiro dos seus dois jogos na prova de 2014/15 aconteceu em Espanha, 28 dias após fazer 16 anos.

Félix, Fati e Jones: Estrelas do futuro marcam na  Youth League
Félix, Fati e Jones: Estrelas do futuro marcam na Youth League

Presnel Kimpembe (Paris Saint-Germain)
Fez sete jogos na UEFA Youth League de 2013/14 e posteriormente ascendeu aos grandes palcos com o Paris e a selecção principal de França. Kimpembe marcou o seu primeiro golo na UEFA Champions League no campo do Manchester United em Fevereiro de 2019 e tem sido uma peça-chave na equipa desde então.

Matthijs de Ligt em acção na Youth League em 2016
Matthijs de Ligt em acção na Youth League em 2016©Getty Images

Matthijs de Ligt (Ajax, agora na Juventus)
Fundamental na caminhada do Ajax até às meias-finais da UEFA Champions League de 2018/19, o excelente defesa-central disputou o último dos seus dez jogos na UEFA Youth League em Fevereiro de 2017 e, três meses depois, defrontou o Manchester United na final da UEFA Europa League. No ano seguinte, De Ligt apontou o golo do triunfo nos quartos-de-final da UEFA Champions League contra a Juventus, clube ao qual se juntou nesse Verão.

Lucas Hernández (Atlético, agora no Bayern)
Marcou dois golos em cinco jogos disputados no Outono e no Inverno de 2015/16 – e terminou essa campanha a representar os seniores do Atleti nos quartos-de-final da UEFA Champions League, frente ao Barcelona. Em 2019, o versátil jogador tornou-se na contratação mais cara do Bayern e da Bundesliga. O irmão Theo seguiu um caminho semelhante até ao topo através na equipa do Atlético na UEFA Youth League rumo ao Milan.

Mason Mount em 2016
Mason Mount em 2016SPORTSFILE

Mason Mount (Chelsea)
Mount já estava no Chelsea há mais de uma década quando saiu do banco na final da UEFA Youth League de 2016 para fazer o seu quinto jogo nessa campanha, e logo depois os Blues deram a volta à desvantagem e bateram o Paris Saint-Germain por 2-1. Após empréstimos bem-sucedidos no Vitesse e no Derby County, Mount entrou na equipa principal do Chelsea e fez a assistência para o golo da vitória na final da UEFA Champions League de 2021. Nesse dia, Mount e Andreas Christensen tornaram-se nos primeiros jogadores a vencer os títulos de clubes juniores e seniores da UEFA.

Lorenzo Pellegrini (Roma)
Semifinalista da UEFA Champions League pela Roma em 2017/18 e estrela esta época na UEFA Europa Conference League, o médio internacional italiano fez nove jogos e ajudou os "giallorossi" a chegarem às meias-finais da mesma fase da UEFA Youth League em 2014/15.

Leroy Sané com o Schalke em 2015
Leroy Sané com o Schalke em 2015©Getty Images

Leroy Sané (Schalke, agora no Bayern)
Contratado pelo Bayern após dois títulos de campeão com o Manchester City, o extremo teve o mesmo sucesso na Bundesliga depois de ter feito 13 jogos na UEFA Youth League pelo seu primeiro clube, o Schalke, tendo-o ajudado a chegar às meias-finais em 2013/14. Um mês depois do derradeiro encontro nos juniores, em Fevereiro de 2015, Sané marcou o seu primeiro golo na UEFA Champions League pelo Schalke, contra o Real Madrid, aos 19 anos.

Kingsley Coman (Paris Saint-Germain, agora no Bayern)
Jogou sete vezes pelo Paris em 2013/14 e, no espaço de 12 meses, estreou-se na UEFA Champions League pela Juventus. No Verão de 2016, aos 20 anos, o extremo, agora no Bayern, estava a disputar a final do UEFA EURO 2016 pela França. Quatro anos depois, Coman assinou o único golo da vitória do Bayern sobre o Paris na final da UEFA Champions League.

Veja os golos de João Félix na Youth League
Veja os golos de João Félix na Youth League

João Félix (Benfica, agora no Atlético)
O habilidoso avançado despontou na campanha do Benfica em 2016/17 aos 17 anos, em particular com uma grande exibição e dois golos na vitória nas meias-finais sobre o Real Madrid, um dos quais num desvio de calcanhar. Em Abril de 2019, tornou-se no mais jovem de sempre a marcar um "hat-trick" na UEFA Europa League quando as Águias derrotaram o Eintracht Frankfurt por 4-2, na primeira mão dos quartos-de-final. Transferiu-se depois para o Atlético e ficou com a camisola 7 de Antoine Griezmann, tendo estado em destaque nas campanhas do clube na UEFA Champions League e no triunfo na Liga espanhola de 2020/21.

Marcus Rashford (Manchester United)
Nada ilustra melhor a rápida ascensão de Rashford do que o facto de, cinco meses depois dos dois golos marcados na estreia na UEFA Youth League frente ao PSV, em Setembro de 2015, ter apontado outros dois na estreia pelo United, frente ao Midtjylland, na UEFA Europa League.