O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Dupla do Chelsea consegue primeira "dobradinha"

Andreas Christensen e Mason Mount, do Chelsea, foram os primeiros jogadores a vencer a UEFA Youth League e a UEFA Champions League.

Os antigos finalistas da UEFA Youth League,  Tino Anjorin, Callum Hudson-Odoi, Tammy Abraham, Reece James, Mason Mount, Billy Gilmour e Andreas Christensen, com o troféu da UEFA Champions League
Os antigos finalistas da UEFA Youth League, Tino Anjorin, Callum Hudson-Odoi, Tammy Abraham, Reece James, Mason Mount, Billy Gilmour e Andreas Christensen, com o troféu da UEFA Champions League Chelsea FC via Getty Images

Mason Mount e Andreas Christensen foram os primeiros jogadores a vencer a UEFA Youth League e a UEFA Champions League, na sequência da vitória da equipa sénior do Chelsea sobre o Manchester City, por 1-0, e após os êxitos conseguidos na formação júnior em 2015 e 2016.

Christensen saiu do banco no jogo do Porto, no sábado, seis anos depois de ter sido titular no triunfo do Chelsea sobre o Shakhtar, por 3-2, e conquistado o segundo título da UEFA Youth League, em Nyon. Há dois anos, Christensen tornara-se no primeiro atleta a ganhar a UEFA Youth League e a UEFA Europa League, quando o Chelsea bateu o Arsenal por 4-1, em Baku, permitindo-lhe o feito único de conquistar o título nas três competições actuais masculinas da UEFA, numa altura em que a nova UEFA Europa Conference League preparar a sua entrada em cena na próxima temporada.

Mount começou a final da UEFA Champions League no sábado e fez o passe para o golo da vitória. Em 2016, o então jovem de 17 anos entrou em campo logo após o Paris Saint-Germain ter feito o golo do empate na final da UEFA Youth League, aos 58 minutos, e quase de imediato o Chelsea ganhou nova vantagem por 2-1, resultado que conseguiria manter para renovar o título.

Final de 2016: Chelsea renova o título
Final de 2016: Chelsea renova o título

Reece James, finalista vencido em 2018 frente ao Barcelona, e Rúben Dias, do Manchester City, que capitaneou o Benfica na final de 2017 contra o Salzburgo, também fizeram história ao lado de Christensen e Mount, tornando-se nos primeiros quatro jogadores a participarem em finais das UEFA Youth League e da UEFA Champions.

Callum Hudson-Odoi, colega de equipa de James em 2018, fez parte dos 23 jogadores do Chelsea escalados para a final de sábado, assim como dois finalistas vencidos de 2019 contra o Porto, Billy Gilmour e Tino Anjorin. Tammy Abraham, vencedor de 2015 e 2016 pelos Blues, também fez parte do plantel do Chelsea para a UEFA Champions League desta temporada, mas ficou de fora da decisão no Porto.

Jogadores que ganharam a UEFA Youth League e a UEFA Champions League ou a UEFA Europa League

Andreas Christensen

UYL: 2015 pelo Chelsea, V3-2 contra o Shakhtar
UEL: 2019 pelo Chelsea, V4-1 contra o Arsenal
UCL: 2021 pelo Chelsea, V1-0 contra o Manchester City

Mason Mount

UYL: 2016 pelo Chelsea, V2-1 contra o Paris Saint-Germain
UCL: 2021 pelo Chelsea, V1-0 contra o Manchester City

Final de 2015: Chelsea chega à glória
Final de 2015: Chelsea chega à glória

Munir El-Haddadi

UYL: 2014 pelo Barcelona, V3-0 contra o Benfica
UEL: 2020 pelo Sevilla, V3-2 contra o Inter

Outros jogadores que disputaram a final da UEFA Youth League e da UEFA Champions League ou da UEFA Europa League

Rúben Dias

UYL: 2017 pelo Benfica, D1-2 contra o Salzburg
UCL: 2021 pelo Manchester City, D0-1 contra o Chelsea

Reece James

UYL: 2018 pelo Chelsea, D0-3 contra o Barcelona
UCL: 2021 pelo Chelsea, V1-0 contra o Manchester City