O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Anfitrião Inter vence Pescara

Pescara 2-4 Inter
O tricampeão Inter recuperou de desvantagem, com golos de Ricardinho e Cardinal, e vai disputar a final de Guadalajara com o Ugra, no domingo.

Veja o melhor da segunda meia-final em Espanha.
Semi-final highlights: Pescara v Inter
  • Tricampeão Inter recupera de desvantagem para alcançar a sua sexta final
  • Ricardinho empata e assiste Cardinal para o 2-1, só que lesiona-se no tornozelo
  • Veja resumos dos jogos no UEFA.com a partir das 23h00 (hora de Portugal Continental)
  • Final de domingo: Ugra - Inter (19h30)
  • Jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar no domingo: Benfica - Pescara (17h00)

O Inter, anfitrião da Taça UEFA Futsal alcançou a sua sexta final, um recorde partilhado, após recuperar de desvantagem para colocar um ponto final no sonho do estreante Pescara.

O Inter começou a dominar mas viu-se a perder quando Mauro Canal concluiu um passe longo de Leandro Cuzolino. Imperturbado, Ortiz iniciou uma excelente jogada individual e o seu remate foi desviado para para Ricardinho, que fez o empate, para depois ser o próprio craque português, na marcação de um livre, a assistir o compatriota Cardinal no 2-1. Assim que Rafael dilatou a vantagem no início da segunda parte, a cruzamento de Mario Rivillos, parecia não haver volta a dar para o Pescara. Ainda assim, Gréllo, como guarda-redes avançado permitiu a Adolfo Salas reduzir, colocando incerteza no resultado para os últimos três minutos. Mas com o tempo a esgotar-se, Rivillos finalizou um passe de Cardinal e deu início aos festejos da equipa da casa.

Jogador-chave: Cardinal (Inter)
Foram vários os jogadores com contributos importantes: Ortiz, Ricardinho (apesar de uma lesão no tornozelo que o fez perder a segunda parte, passada com a articulação ligada) e Rafael, por exemplo. Mas Cardinal esteve brilhante no segundo golo e assistiu para o quarto, enquanto pelo meio protagonizou uma exceletne exibição na arte de actuar como pivot.

Reacções:
Cardinal, avançado do Inter
Uma equipa como o Inter, com os jogadores que temos, está habituada a jogar diante de muito público e em situações de pressão. Sabíamos que ia ser um jogo realmente difícil, e que o Pescara nunca iria desistir. Fomos capazes de aguentar firme quando era preciso.

Penso que tivemos algumas dificuldades ao início, devido ao nervosismo, mas esta equipa dá-se bem com a pressão, conseguimos o apuramento e agora é tempo de descansar e começar a preparar a final. Sei tudo sobre os jogadores do Ugra, como jogam, já que sigo o campeonato russo atentamente.

Jesús Velasco, treinador do Inter
Penso que a pressão nos afectuou, e isso foi visível na forma como jogámos, que não foi tão fluída quanto eu gostaria ou à qual estamos habituados. O Pescara também merece crédito por isso, porque é uma equipa muito cautelosa e que não assume riscos, cede a iniciativa, não dá espaços e por vezes obriga o adversário a tomar decisões precipitadas.

Mario Rivillos faz o 4-2
Mario Rivillos faz o 4-2©Sportsfile

Estivemos sob muita pressão na segunda parte quando eles usaram o guarda-redes avançado, mas enquanto equipa somos muito bons a defender frente a uma tática assim. Temos uma defesa muito bem trabalhada e compacta, coordenada de forma exímia. Mas o principal é que devíamos ter sentenciado a partida antes disso. Tivemos oportunidades, só que não as aproveitámos. Tivemos de cerrar os dentes e estar um pouco sujeitos à sorte. Penso que hoje fomos a melhor equipa.

Ricardinho está em dúvida [para a final], e tudo se resumo à forma como o seu corpo vai reagir ao toque que sofreu. As próximas 24 a 36 horas serão decisivas.

Fulvio Colini, treinador do Pescara
Estou orgulhoso da forma como a minha equipa batalhou e discutiu o jogo com o Inter até ao fim. Os adeptos da casa colocaram bastante pressão sobre nós e apoiaram a sua equipa. É muito complicado derrotar o Inter em casa, mas julgo que demos boa conta de nós. Penso que, no global, o Inter mereceu vencer, mas nós demos o máximo, não só quando utilizámos o guarda-redes avançado, mas também antes.

Vamos encarar as coisas calmamente, assegurar-nos que toda a gente descansa bem, e depois começar a preparar o jogo de domingo, já que todos querem regressar a casa com a medalha de bronze.