O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Ugra afasta Benfica e mantém sonho europeu

Ugra 4-4 Benfica (ap, Ugra vence por 3-2 nos penalties)
O Benfica recuperou de golos sofridos em alturas cruciais e forçou o prolongamento, mas não resistiu ao remate de Robinho no desempate.

Veja o resumo vídeo da primeira meia-final em Guadalajara.
Semi-final highlights: Ugra v Benfica
  • Estreante Ugra chega à final após eliminar Benfica, vencedor em 2010, no desempate por grandes penalidades
  • Ambas as equipas duas vezes em vantagem num jogo emocionante
  • Zviad Kupatadze, capitão e guarda-redes do Ugra, expulso e castigado para a final
  • Veja o resumo dos jogos no UEFA.com a partir das 23h00 (hora de Portugal Continental)
  • Domingo: Jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar (17h30), Final (19h30)

O Ugra, estreante na competição, continua na luta pelo título europeu após deixar pelo caminho o Benfica, num jogo emocionante decidido nos penalties após empate no tempo regulamentar e prolongamento.

O evento em Espanha não podia ter começado da melhor forma, com quatro minutos muito intensos. Durante esse período, brilharam os guarda-redes Zviad Kupatadze e Juanjo, que com defesas felinas evitaram os golos de Alessandro Patias e Katata, respectivamente.

Aos sete minutos, falhanço clamoroso de Ivan Chishkala, que à boca da baliza atira ao lado. Aos 13, um mau passe de Artem Niyazov junto à área coloca a bola em Ré, que remata ao lado. Mas o golo do Benfica surgiu logo a seguir, com Ré e Chaguinha a combinarem no flanco esquerdo e o No2 "encarnado" a rematar rasteiro por entre as pernas de Kupatadze.

O empate podia ter surgido à beira do intervalo, quando Dmitri Lyskov, na sequência de um livre, fica com a bola em zona frontal, só que o remate é detido pela perna de Juanjo, já deitado no chão.

No entanto, o jogador russo não falhou logo a abrir a segunda parte, marcando na recarga a uma defesa incompleta de Juanjo. Minutos depois, revés para o Ugra, por expulsão de Kupatadze, por jogar com a mão fora da área. Só que o Benfica não aproveitou a vantagem numérica e foi o Ugra que chegou à vantagem, com um cabeceamento vitorioso de Ivan Signev.

A nove minutos do fim, Patias empata na marcação de um livre, só que na jogada seguinte Andrei Afanasyev faz o 3-2. Nos instantes finais, o Benfica aposta no guarda-redes avançado e é premiado quando Jefferson, junto ao poste, encosta para o 3-3 com que terminou o tempo regulamentar.

Logo aos 13 segundos, Patias bisa com um remate portentoso de fora da área, mas não demorou muito a resposta russa, com Daniil Davydov a romper pela defesa lusa, entregar a bola a Lyskov e este a servir Katata ao segundo poste. Até final do prolongamento não se registaram mais golos e a decisão foi para o desempate por grandes penalidades. Aí, em três tentativas para cada lado, valeu a intervenção decisiva de Slemzin a remate de Rafael Henmi e o remate certeiro de Robinho.

REACÇÕES
Kaká, treinador do Ugra

Penso que a chave [para ganhar um jogo tão renhido] foi a nossa força mental. A nível mental, demos um pouco mais. A nossa equipa, para além de ter uma enorme qualidade técnica, também tem muita força de vontade. Na primeira parte pagámos um pouco pela nossa falta de experiência, pesou-nos a responsabilidade, mas na segunda estivemos mais descontraídos, mais concentrados no jogo, e acreditámos mais nas nossas hipóteses de vencer.

Kaká agradece aos adeptos do Ugra
Kaká agradece aos adeptos do Ugra©Sportsfile

Mas claro, quando a decisão vai para penalties, a sorte pode pender para qualquer uma das equipas, e hoje podia ter acontecido o mesmo. Ele [Zviad Kupatadze, guarda-redes e capitão da equipa russa, que vai cumprir castigo] será uma baixa de peso na final, mas estas coisas acontecem bastante em fases finais: jogadores que, antes, não eram tão utilizados, entram e fazem a diferença, como aconteceu com o nosso segundo guarda-redes [Sergei Slemzin] e com outro jogador menos utilizado [Ivan Signev], que fez o 2-2.

Joel Rocha, treinador do Benfica
Foi um grande jogo de futsal, entre duas excelentes equipas. Foi um jogo muito renhido e estou muito orgulhoso pela forma como a minha equipa jogou. Dói ter perdido, e custa-nos a acreditar na forma como aconteceu. Queremos somar um bom resultado no domingo [de atribuição do terceiro e quarto lugar] e vamos trabalhar arduamente para regressar na próxima temporada. A forma como hoje reagimos às adversidades mostra o carácter, coragem e paixão pelo jogo que esta equipa tem.

Antes desta competição, queríamos honrar a reputação do clube, e conseguimo-lo do princípio ao fim. O apoio que tivemos por parte dos adeptos também foi fantástico – o Benfica é isto. Gostaria de agradecer aos adeptos presentes e desejar que regressem no domingo, pois vamos precisar novamente do seu apoio.