Combata a COVID-19 seguindo as indicações da Organização Mundial de Saúde e os cinco passos da FIFA para travar a propagação da doença.

1. Lavar as mãos 2. Tossir para o antebraço 3. Não tocar no rosto 4. Manter a distância física 5. Ficar em casa.
Mais informação >
 

Dupla vence, portugueses com sortes diferentes

Dortmund e Athletic venceram na primeira mão da terceira pré-eliminatória, tal como o Belenenses, mas registaram-se problemas para Sampdória, West Ham e Guimarães.

Belenenses, Southampton, Athletic Club e St-Étienne estiveram entre as equipas que iniciaram a sua campanha na terceira pré-eliminatória da UEFA Europa League a vencer, esta quinta-feira, enquanto Vojvodina e Astra protagonizaram surpresas fora de casa. O Vitória SC perdeu fora mas mantém tudo em aberto.

Resultados da primeira mão
Segunda mão: 6 de Agosto, sorteio do "play-off": 12h00 (de Portugal Continental), 7 de Agosto

Belenenses 2-1 Gotemburgo
O regresso do Belenenses às provas da UEFA, das quais estavam ausentes desde Outubro de 2007, ficou selado com um triunfo por 2-1 sobre o Gotemburgo. A equipa da casa entrou melhor no encontro e, sem surpresa, inaugurou o marcador, através de um espectacular remate de longe de Carlos Martins, aos 23 minutos. À beira do intervalo (41'), Martins combinou com Fábio Sturgeon e fez o 2-0, com um tiro rasteiro junto ao poste, sem hipótese para John Alvbåge. Na segunda parte, Haitam Aleesami, à segunda tentativa, bateu Ventura e reduziu a diferença, numa partida em que não se notou a diferença de preparação entre as duas formações, pois o Gotemburgo já vai na 17ª jornada do seu campeonato, enquanto o Belenenses ainda nem começou o seu.

Altach 2-1 Guimarães
Num jogo muito aberto, as duas equipas estiveram perto de marcar bem cedo - com o vimaranense Alex a rematar à trave -, antes de Louis Ngwat-Mahop inaugurar o marcador para os anfitriões, à passagem do minuto 24. A segunda parte começou mal para o Guimarães, com João Afonso a cometer uma grande penalidade, convertida por Hannes Aigner. A perder por 2-0, o novo treinador da turma vimaranense, Armando Evangelista, lançou em campo o reforço Tozé, e foi mesmo o jovem médio a reduzir para a formação lusa, aos 71 minutos. À beira do fim, Henrique Dourado, de cabeça, quase restabeleceu a igualdade, mas ainda assim a derrota por 2-1 deixa tudo em aberto para a segunda mão.

Melhor da acção
Wolfsberg 0-1 Dortmund
A era pós-Jürgen Klopp no Dortmund começou na Áustria, mas os pupilos de Thomas Tuchel tiveram que lutar bastante pela vitória. Com estrelas como Marco Reus, Henrikh Mkhitaryan e İlkay Gündoğan no "onze", foi sem surpresa que Jonas Hofmann colocou os alemães em vantagem, logo aos 16 minutos, após um rápido contra-ataque. No entanto, os anfitriões ameaçaram chegar ao empate, com Thomas Zündel a desperdiçar uma excelente ocasião com um remate por cima, ao passo que uma defesa notável de Roman Bürki negou o empate tardio a Tadej Trdina.

Graziano Pelle mostra a sua felicidade pelo golo inaugural
Graziano Pelle mostra a sua felicidade pelo golo inaugural©Getty Images

Southampton 3-0 Vitesse
Ronald Koeman não mostrou misericória por um dos seus antigos clubes, já que o técnico dos "saints", que apresentou José Fonte a titular, arquitectou uma vitória dominante frente ao emblema da Eredivisie. Graziano Pellè inaugurou o marcador aos 36 minutos, com um remate colocado, e o penalty de Dušan Tadić confirmou a superioridade do conjunto da Premier League. O suplente Shane Long fez o terceiro, de cabeça, com o Southampton a ficar em excelente posição para afastar o clube onde Koeman iniciou a carreira de treinador.

Athletic 2-0 İnter Bakı
Finalista em 2011/12, a tentativa de o Athletic Club regressar à final começou da melhor forma, já que o bis do estreante Javier Eraso derrotou o visitante azeri. Uma movimentação rápida no flanco direito, de Óscar de Marcos, permitiu ao número 5 uma finalização simples, aos 12 minutos, e o passe atrasado de Markel Susaeta fez com que o antigo médio do Leganés colocasse a bola no ângulo superior, no início da segunda parte.

Sampdória 0-4 Vojvodina
O visitante sérvia protagonizou o choque da noite, ao golear a Sampdória em Itália, ficando assim com um pé na próxima fase. Apesar de se ter mudado para Turim por esta noite – ao invés de alinhar em Génova –, ainda assim era esperado que a equipa da Serie A fosse superior. No entanto, Mirko Ivanić colocou os visitantes em vantagem logo aos quatro minutos. Aleksandar Stanisavljević aproveitou uma recarga a remate de Ognjen Ožegović para fazer o 2-0, antes de este apontar o terceiro, num chapéu espectacular, e selar o resultado final em tempo de compensação.

O Astra celebra o empate
O Astra celebra o empate©Getty Images

West Ham 2-2 Astra
A esperança de o Astra alcançar o "play-off" parecia diminuta aos 51 minutos, em Londres, mas uma recuperação tardia valeu um empate que deixa a eliminatória em aberto. Enner Valencia deu vantagem aos anfitriões, antes de Mauro Zárate, à boca da baliza, aumentar a diferença. O jogo mudou de feição com a expulsão de James Collins aos 59 minutos, já que depois disso, Fernando Boldrin reduziu a desvantagem e Angelo Ogbonna, num desvio infeliz, selou as contas na sua estreia pelos "hammers".

Tîrgu Mureş 0-3 St-Étienne
Participante na edição anterior da fase de grupos, desta vez o St-Étienne iniciou a competição com um triunfo concludente na Roménia, graças a três fantásticos remates de longe. Ismaël Diomandé, a 25 metros da baliza, abriu a contagem para os "verdes", antes de o remate em arco de Romain Hamouma fazer o 2-0. Hamouma fechou o resultado com um tiro de pé esquerdo que colocou a bola no ângulo.

Festa de Matej Jelić
Festa de Matej Jelić©Boris Kharchenko

Žilina 2-0 Vorskla Poltava
Matej Jelić, melhor marcador na fase de qualificação, voltou a causar estragos, apontando o seu sétimo golo em cinco jogos. Os forasteiros, orientados por Vasyl Sachko, viram-se em desvantagem aos 26 minutos, por culpa do mortífero avançado croata, e Jakub Paur dilatou a vantagem a 17 minutos do fim. Para piorar as coisas, a equipa ucraniana ficou sem o guarda-redes Stanislav Bogush, expulso nos instantes finais, obrigando o capitão Armend Dallku a ir para a baliza.

Sturm Graz 2-3 Rubin Kazan
O Rubin parece ter feito o trabalho mais difícil frente ao Sturm após levar a melhor num confronto com cinco golos, na Áustria. O clube da Premier League russa esteve duas vezes na frente do marcador, mas em ambas permitiu o empate, até que o suplente Igor Portnyagin decidiu o vencedor, aos 61 minutos. As esperanças de o Sturm alcançar novo empate terminaram quando o jovem Donis Avdijaj, de 18 anos, ver o segundo cartão amarelo.

O Rosenborg festeja o primeiro golo
O Rosenborg festeja o primeiro golo©AFP/Getty Images

Debrecen 2-3 Rosenborg
O bis de Tobias Mikkelsen ajudou os visitantes a somar um triunfo na Hungria, mas o remate certeiro de Ádám Bódi, aos 90 minutos, dão alguma esperança ao Debrecen antes do segundo jogo, na próxima quinta-feira. A equipa de Elemér Kondás inaugurou o marcador por intermédio de Norbert Balogh, de 19 anos, mas Mikkelsen e Pål André Helland deram a volta aos acontecimentos no espaço de sete minutos, na etapa complementar. O segundo de Mikkelsen parecia ter colocado um ponto final nas ambições do Debrecen, mas a intervenção tardia de Bódi mantém tudo em aberto.

Topo