O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Artur: "O Benfica vai começar a vencer"

Apesar da derrota frente ao Chelsea, o guarda-redes Artur enalteceu o percurso do Benfica até à final da UEFA Europa League e garantiu que os troféus irão acabar por aparecer.

Artur: "O Benfica vai começar a vencer"
Artur: "O Benfica vai começar a vencer" ©UEFA.com

O SL Benfica foi derrotado na final da UEFA Europa League, às mãos do Chelsea FC (2-1), graças a um golo já no período de descontos. O guarda-redes dos "encarnados", Artur Moraes, não escondeu o descontentamento pelo desaire, mas garantiu ao UEFA.com que a sua equipa está preparada para "começar a vencer". Ola John, que entrou no segundo tempo, apontou a "falta de sorte" do Benfica neste duelo na Amsterdam ArenA.

Artur, guarda-redes do Benfica
Estamos tristes, até porque fizemos tudo o que tínhamos que fazer. Somos um grupo que tem muito mérito por ter chegado aqui. Mostrámos ao Mundo o que é o Benfica, que está pronto para começar a vencer. Nesta última semana faltou sempre um pequeno detalhe, que está muito próximo de mudar. Tenho a certeza que coisas boas nos esperam. Um grupo que trabalha desta forma há 11 meses não merece perder assim.

Nós, os jogadores, temos a perfeita consciência que fizemos tudo o que tínhamos que fazer. Trouxemos os benfiquistas a um palco europeu depois de 23 anos. Foi o renascer de um sentimento que há muito tempo não existia. Agora vamos continuar a trabalhar, na certeza que teremos algo de muito positivo no futuro.

Sabíamos que o Chelsea era uma equipa que ia apostar tudo no contra-ataque, mas tivemos o controlo total do jogo. Fomos melhores e praticámos um futebol mais bonito. Criámos diversas oportunidades, mas, tal como no ano passado, na Champions [League], a vitória acabou por premiar uma equipa que espera as coisas acontecerem. Procurámos demonstrar a nossa força, mas estou certo de que estamos próximos de começar a vencer.

Ola John, extremo do Benfica
Fizemos uma primeira parte muito boa e não marcámos. O Chelsea teve algumas oportunidades no segundo tempo e marcou. Depois do 1-1 o jogo estava equilibrado e eles marcaram no último minuto. O que posso dizer?

Penso que a vitória do Chelsea não teve nada a ver com experiência. Perdemos num lance de canto. Se o canto não tivesse ocorrido estava 1-1. Penso que foi mais sorte do que experiência por parte do Chelsea. Não tivemos sorte. Foi bom jogar na Holanda e ter a família aqui. Esse foi o único ponto positivo para mim.

Conteúdos relacionados