Atlético e Dnipro em momento alto

O Atlético pode aumentar a série vitoriosa, ante a Académica, numa jornada em que o Dnipro tem algo a mostrar e tanto PSV como Liverpool procuram alcançar marcas especiais.

Atlético e Dnipro em momento alto
Atlético e Dnipro em momento alto ©UEFA.com

O Club Atlético de Madrid, detentor do troféu, vai querer prolongar o excelente registo europeu na terceira jornada da fase de grupos da Europa League, enquanto o FC Dnipro Dnipropetrovsk procura também a terceira vitória consecutiva.

Atlético, Dnipro e Olympique Lyonnais, presença habitual na UEFA Champions League, são as únicas equipas que podem manter o registo 100 por cento vitorioso na terceira jornada, situação que evidencia o nível de competitividade na UEFA Europa League. A equipa de Diego Simeone tem pela frente a A. Académica de Coimbra no Grupo B e é claramente favorita a aumentar o registo de vitórias seguidas nas provas da UEFA.

Depois de derrotar o FC Viktoria Plzeň, por 1-0, na segunda jornada, o Atlético aumentou para 15 os triunfos consecutivos na Europa – 14 na UEFA Europa League mais a SuperTaça Europeia de 2012, na qual a equipa de Sílvio e Tiago derrotou o Chelsea FC, por 4-1. Os "colchoneros" não são derrotados desde que perderam por 2-0 na visita ao terreno da Udinese Calcio, por ocasião da terceira ronda da edição da época passada da UEFA Europa League. Para além disso, venceram os últimos 11 jogos em casa nas provas europeias, enquanto a Académica não vence qualquer partida europeia desde 1969.

Previsivelmente mais equilibrado será o encontro que terá frente-a-frente a formação treinada por um técnico que já venceu a Taça UEFA em duas ocasiões, Juande Ramos, do Dnipro, e o SSC Napoli, no Grupo F. Os ucranianos derrotaram o AIK Solna na jornada anterior e começaram por derrotar o PSV Eindhoven por 2-0. Os holandeses, por seu lado, estão a um desafio de atingir um número redondo na sua história, pois o próximo jogo em casa contra o AIK será o 300º nas provas da UEFA.

Melhor marcador da fase de grupos da época passada, em igualdade, com sete remates certeiros, o Liverpool FC tenta o golo 550 nas provas europeias, enquanto o FC Steaua Bucureşti (349), SK Rapid Wien (348) e FK Partizan (299) têm também marcos a atingir nesse capítulo. O Partizan visita o reduto do FC Internazionale Milano, equipa tem razões para estar optimista, uma vez que nas duas anteriores ocasiões em que defrontou o clube de Belgrado (1963/64 e 1990/91), venceu as provas europeias em disputa.

Encontro menos habitual acontecerá no Grupo H, no qual o FC Rubin Kazan recebe o Neftçi PFK. As duas formações não se encontram desde 1976, altura em que ambas militavam na segunda divisão da União Soviética. Muito se passou entretanto: o Neftçi conquistou sete campeonatos do Azerbaijão, ao passo que o Rubin – clube que nunca foi uma potência da URSS – sagrou-se campeão russo em duas ocasiões.

A terceira jornada coincide com a Semana de Acção da FARE, em que a UEFA dá o seu total apoio à campanha anti-discriminação. Haverá actividades antes de cada partida da UEFA Champions League e da UEFA Europa League, que serão vistas por milhares de adeptos nos estádios e milhões nas televisões. Cada equipa será acompanhada na entrada em campo por crianças que terão vestidas "t-shirts" com a inscrição Unidos Contra o Racismo e os capitães irão envergar braçadeiras Unidos Contra o Racismo.