O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Llorente sem palavras com golo da vitória

"Foi um sonho marcar o golo da vitória ao cair do pano para os melhores adeptos do Mundo", disse Fernando Llorente depois de o Athletic ter batido o Sporting para atingir a final.

Fernando Llorente (à esquerda) e Borja Ekiza, do Athletic, festejam o triunfo ma meia-final da UEFA Europa League
Fernando Llorente (à esquerda) e Borja Ekiza, do Athletic, festejam o triunfo ma meia-final da UEFA Europa League ©Getty Images

Cada jogador vitorioso do Athletic Club disse que o triunfo por 3-1 na segunda mão da meia-final, frente ao Sporting, provocou um misto de nervos, alegria, tensão e cansaço. No entanto, como Ander Iturraspe revelou ao UEFA.com, foi a decisão tomada pelo Athletic, finalista da Taça de Espanha, ao intervalo, de continuar a atacar e correr riscos, que levou ao golo de Fernando Llorente aos 88 minutos, numa vitória total por 4-3 que selou o apuramento para a final de Bucareste, a 9 de Maio, frente ao Club Atlético de Madrid.

Fernando Llorente, avançado do Athletic
Que grande jogo! Tantas emoções, é quase indescritível. Viver isto diante dos nossos adeptos, que mais uma vez demonstraram que são os melhores do Mundo, é soberbo. É difícil conter as emoções numa noite como esta, e não se esqueçam que passámos por alguns momentos difíceis. No final, era o suficiente para nos fazer chorar. Foi uma eliminatória com várias reviravoltas, e ser decidida assim, tão perto do final, não foi fácil. Graças a Deus que nos apurámos.

Honestamente, foi um sonho marcar o golo da vitória, porque esta época sofremos tantos golos nos minutos finais e agora, subitamente, passamos à final dessa forma – bem, estou quase sem palavras. É um momento histórico e definidor na nossa história.

O Ibai [Gómez] merece bastante crédito. Não tem sido presença assídua no onze inicial esta época, e aproveitar esta oportunidade de forma tão brilhante, numa noite tensa, confere-lhe imenso mérito. Também gostaria de mencionar o jogo fantástico realizado pelo Ander Herrera.

Markel Susaeta, extremo do Athletic
Estávamos bastante conscientes que esta era uma oportunidade de ouro para disputar uma segunda final esta época. Agora que o conseguimos, vamos ter algum tempo para assimilar e analisar o nosso feito. No entanto, sabemos que estamos à beira de alcançar algo grandioso. Encarámos sempre as coisas jogo-a-jogo, sabendo que havia um longo caminho até à final. Agora é um sonho estar presente. É essa a minha manchete: "Estamos lá".

Não vamos pensar no Atlético durante algum tempo, porque vamos continuar jogo-a-jogo. Tem sido uma bela semana até ao momento, e o que é vital agora, tendo em atenção que o Athletic passou tantos anos sem ganhar nada, é assegurarmo-nos que ganhamos pelo menos uma das duas finais em que vamos participar. Os adeptos merecem algo. Tantos anos sem um troféu e agora estamos na final da UEFA Europa League – isto é para eles.

Ander Iturraspe, médio do Athletic
Uma noite totalmente espectacular. Tudo saiu bem. Tivemos algumas dificuldades quando estava 2-1, depois, quando surgiu o terceiro, a dois minutos do fim, foi sensacional. Os adeptos ajudaram bastante. Dão o seu apoio quando é mais necessário – como que nos erguem. Sabíamos que tínhamos pela frente uma equipa potencialmente grande, mas é tão difícil chegar a duas finais na mesma época e agora cabe-nos a nós vencê-las. Mantivemos o nosso estilo de jogo esta noite, e ao intervalo falámos sobre o facto de ser preciso continuar a atacar, ir em busca do terceiro e tentar lidar da melhor forma possível com a ameaça do adversário.

Gorka Iraizoz, guarda-redes do Athletic
Estamos todos realmente encantados. Que experiência incrível! É um pouco complicado conter a felicidade. Para o clube, os jogadores, os adeptos, é algo incrível e precisamos de o desfrutar. A equipa manteve a concentração e isso ajudou-nos a controlar bem o jogo. Mas o golo do adversário tornou a segunda parte muito renhida. Os adeptos amam este clube, mantêm o Athletic no coração, e agora vamos tentar com que se divirtam em Bucareste.

Andoni Iraola, lateral do Athletic
Tivemos que sofrer um pouco, mas felizmente, no fim, podemos desfrutar do momento. Talvez o dia em que sofremos mais nesta brilhante campanha na UEFA Europa League foi aqui, frente ao Lokomotiv Moskva, com o resultado contra nós e reduzidos a dez jogadores. No entanto, acabámos por dar a volta à eliminatória. Hoje, quando o adversário marcou, isso significava que precisávamos de pelo menos mais um golo, talvez dois. Felizmente conseguimos. A única coisa que nos restava era continuar a jogar, cansados ou não. Mas a alegria imensa quando o Fernando compensou o esforço.

Houve alguns nervos, mas quando vêem o quanto significa para a cidade, o quanto querem mostrar o seu afecto, isso acalma-nos, por isso não ficámos nervosos esta noite. Tem sido fenomenal, mas nunca se sabe quantas oportunidades destas se vai ter, por isso há que aproveitá-las e vencer.