O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Atlético volta a vencer e regressa à final

Valencia CF 0-1 Club Atlético de Madrid (total: 2-5)
O Atlético de Madrid, que em 2009/10 venceu a prova, ganhou por 1-0  ao Valência e vai defrontar o Athletic na final de Bucareste.

Os jogadores do Atlético festejam o apuramento para a final
Os jogadores do Atlético festejam o apuramento para a final ©Getty Images

O Club Atlético de Madrid foi vencer por 1-0 a casa do Valencia CF e vai disputar a final da UEFA Europa League, a 9 de Maio, em Bucareste. Adrián López apontou o único golo do encontro no Mestalla à passagem da hora de jogo.

O encontro contou com dois portugueses em lados opostos, com Ricardo Costa a alinhar pela equipa da casa e Tiago a titular pelos "colchoneros". Os primeiros minutos foram de grande equilíbrio, mas a equipa de Unai Emery, em desvantagem na eliminatória, começou a ganhar ascendente no encontro a partir dos 20 minutos. O guarda-redes do Atlético, Thibaut Courtois, foi primeiro a brilhar a grande altura, ao defender com uma bela estirada um remate de Sofiane Feghouli, recuperando a tempo de desviar a recarga de Jonas. Aos 22 minutos, Feghouli levou a bola a passar muito perto da trave da baliza visitante e, pouco depois, foi Soldado quem esteve perto de inaugurar o marcador para o Valência.

A equipa de Diego Simeone parecia mais preocupada em defender a vantagem de dois golos da primeira mão e, aos 33 minutos, Antonio Barragán cruzou tenso da direita, para mais um desvio de cabeça com perigo de Soldado. O minuto 41 marcou o final das hostilidades na metade inicial. Primeiro foi o belga Courtois que voltou a mostrar qualidades ao defender um remate de Canales, na resposta o Atlético criou com muito perigo, mas Diego Alves mostrou atenção ao sair da baliza para desviar a bola de Falcao.

O segundo tempo começou de forma semelhante ao primeiro, com muito equilíbrio, mas desta vez foram os visitantes os primeiros a criar perigo e de forma decisiva. Diego desmarcou Adrián López aos 60 minutos, o espanhol controlou a bola com o peito e a bateu Diego Alves com um remate soberbo. O golo abalou o moral da equipa da casa, o Atlético assumiu o comando das operações e passou a criar as melhores situações de perigo.

Uma jogada confusa na área dos "colchoneros", aos 78 minutos, provocou um desentendimento entre os jogadores, com o árbitro Damir Skomina a mostrar cartão vermelho ao português Tiago, do Atlético, que falha a final, e a Soldado, do Valência. Os anfitriões nunca deixaram de procurar um resultado positivo como forma de agradecer o incansável apoio dos adeptos valencianos. Costa disparou forte aos 85 minutos, mas Courtois fez mais uma boa defesa e mostrou ser a grande figura do encontro ao manter a baliza do Atlético inviolada até ao final.