O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Eusébio comovido com Prémio do Presidente

O lendário Eusébio falou da sua "grande honra" em receber o Prémio Presidente da UEFA das mãos de Michel Platini, durante o intervalo do triunfo do Benfica sobre o Hertha.

Eusébio comovido com Prémio do Presidente
Eusébio comovido com Prémio do Presidente ©UEFA.com

O mítico Eusébio recebeu, na tarde de terça-feira, o Prémio Presidente da UEFA de 2009, tendo confessado o seu orgulho por ter sido alvo de tão prestigiada distinção.

O dianteiro nascido em Moçambique, cujas proezas ao serviço do Benfica e de Portugal nos anos 1960 e 1970 o tornaram num dos expoentes máximos do futebol mundial, recebeu o prémio das mãos do Presidente da UEFA, Michel Platini, no intervalo do jogo da segunda mão dos 16 avos-de-final da UEFA Europa League, entre o Benfica e o Hertha BSC Berlin, que os encarnados venceram por 4-0 no Estádio da Luz.

"Estou bastante comovido com este prémio", confessou. "Sou uma pessoa de poucas palavras, mas sinto-me bastante honrado com esta distinção. O primeiro jogador a ter recebido este prémio [de Michel Platini] foi o meu ídolo, Alfredo di Stéfano. Seguiu-se outro grande futebolista – Bobby Charlton – pelo que é uma grande honra para mim". Eusébio, que marcou mais de 700 golos pelo Benfica e 41 em 64 internacionalizações por Portugal, agradeceu ao Presidente da UEFA e a outros convidados, como os presidentes da Federação Portuguesa de Futebol (Gilberto Madaíl) e do Benfica (Luís Filipe Vieira), que compareceram na cerimónia, a qual decorreu, na sala de imprensa do Estádio da Luz, instantes antes do início da partida.

Michel Platini falou (em português) do seu prazer em entregar o prémio a Eusébio e relembrou particularmente os primeiros momentos da carreira do avançado-centro. "Essa grande equipa do Benfica era a única que se comparava à do Real Madrid do início dos anos 1960. Essa equipa tinha um herói e o seu nome era Eusébio. Ele veio de Moçambique e tornou-se famoso como o 'Pantera Negra'".

"A reputação de Eusébio a nível mundial começou em Maio de 1962, na final da Taça dos Clubes Campeões Europeus frente ao Real Madrid", acrescentou o Presidente da UEFA, relembrando os feitos do dianteiro, então com 19 anos. "Eusébio marcou dois golos e assinou uma exibição soberba, na qual mostrou todos os atributos que o tornaram famoso – uma velocidade fantástica e um remate poderoso". O Presidente da UEFA descreveu Eusébio como uma glória do Benfica, Portugal, Europa e África.

Os jogadores do actual plantel do Benfica abrilhantaram a homenagem com um triunfo por 4-0 sobre o Hertha. "É uma honra representar um clube onde jogou um grande como Eusébio", disse o defesa e sub-capitão de equipa, Luisão. "Foi um prémio merecido, porque ele foi um dos melhores jogadores de todos os tempos", acrescentou. O dianteiro Javier Saviola afinou pelo mesmo diapasão: "Todos nos sentimos orgulhosos por representar um grande clube onde jogaram grandes futebolistas do passado, como Eusébio".