O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Suécia consegue primeira vitória

Suécia 2-0 Liechtenstein
Os suecos conseguiram os primeiros três pontos no Grupo G, graças a um golo em cada parte.

Sweden 2-0 Liechtenstein

Suécia ganha pela primeira vez no Grupo G, após dois empates consecutivos
Erkan Zengin marca o primeiro para os da casa, aos 34 minutos 
Jimmy Durmaz faz o segundo pouco depois do intervalo
O Liechtenstein soma um ponto em três jogos
Próximos jogos: Montenegro - Suécia, Rep. Moldáva - Liechtenstein (15 de Novembro)

A Suécia conseguiu a primeira vitória no Grupo G de apuramento para o UEFA EURO 2016, após derrotar o Liechtenstein por 2-0, em partida disputada em Solna.

Cengiz Biçer foi o primeiro nome a emergir na partida realizada no Friends Arena, com o guarda-redes do Liechtenstein a repetir a boa exibição protagonizada contra Montenegro – onde rendeu Peter Jehle -, adiando quase até ao intervalo o nulo no marcador. A excepção ocorreu quando, num remate de Erkan Zengin (34'), a bola desviou em Ivan Quintans e passou por cima do guarda-redes.

Com dois pontos somados em outros tantos jogos, a Suécia lançou-se ao ataque desde o apito inicial, mas raramente causou perigo para Biçer. Por outro lado, o "onze" do Liechtenstein mantinha as linhas baixas e muito compactas, deixando Dennis Salanovic como único homem no ataque.

Após o golo de Zengin foi então possível ver o adversário tentar crescer em campo e Quintans, em cima do intervalo, testou a atenção de Andreas Isaksson com um remate traiçoeiro.

O início da segunda parte mostrou a faceta negativa de Biçer, que ao não aliviar um atraso de um colega deixou a bola à mercê de Jimmy Durmaz, que fez o segundo golo sueco. A frágil selecção visitante abanou e logo depois o veterano capitão Mário Frick viu o cartão amarelo, que o deixa de fora no próximo jogo.

Na quarta partida oficial entre as duas selecções, a Suécia tentou chegar ao terceiro golo, mas embora a equipa visitante aparecesse agora mais avançada no terreno, nem assim os homens de Erik Hamrén conseguiram caminhar para a goleada, emergindo deste triunfo o facto de ambos os golos terem surgido em lances fortuitos.