Real Madrid: história até agora, jogadores-chave, por que pode ganhar

O Real Madrid sentiu dificuldades no início mas, com Cristiano Ronaldo de volta aos golos, o sonho de tornar-se na primeira equipa a revalidar o título na era da Champions League mantém-se vivo.

©Getty Images

História até agora
Apenas pela segunda vez nas últimas oito épocas o Real Madrid teve de se contentar com o segundo lugar do grupo – e, tal como em 2012/13, foi o Dortmund quem terminou no topo. O campeão mostrou a sua força nos oitavos-de-final ao afastar o impressionante Nápoles com um resultado total de 6-2. Cristiano Ronaldo, que tinha estado invulgarmente discreto, deslumbrou nos quartos-de-final ao marcar cinco golos nas duas mãos frente ao Bayern.

Registo esta época: J10 V7 E3 D0 GM28 GS15

Momento crucial
Já tivemos alguns, especialmente os que mostraram a capacidade do Real Madrid marcar golos que viraram ou decidiram jogos. Os “merengues” conseguiram três vitórias na fase de grupos com golos ao cair do pano e marcaram no momento certo em ambos os duelos com o Nápoles. No entanto, o momento crucial pode ter surgido na área defensiva, na primeira mão dos quartos-de-final com o Bayern, quando Arturo Vidal desperdiçou uma grande penalidade ao rematar por alto numa altura em que os alemães já venciam por 1-0.

Porque pode ser este o ano do Real Madrid
Dito de forma simples: tem fibra de campeão. A mesma força de vontade que fez com que o Real Madrid ganhasse as finais de 2014 e 2016, frente a um Atlético resoluto, torna impossível não considerar a equipa de Zinédine Zidane como candidata ao título.

Veja todos os 100 golos europeus de Ronaldo
Veja todos os 100 golos europeus de Ronaldo

Principal atracção: Cristiano Ronaldo – Para sobreviver e prosperar frente ao poderoso Bayern, o Real Madrid precisou de um Ronaldo ao melhor nível, tal como em campanhas recentes na UEFA Champions League. O avançado cumpriu e com cinco golos reforçou as hipóteses de se tornar o melhor marcador da prova pela quinta época consecutiva, nesta altura Lionel Messi tem mais quatro golos que o português.

Estrela em ascensão: Casemiro – Karim Benzema e Álvaro Morata são elementos importantes no ataque, mas Casemiro, a referência defensiva do meio-campo, tem-se tornado um jogador particularmente crucial nesta equipa do Real Madrid. O brasileiro, de 25 anos, contribuiu com o terceiro golo na recepção ao Nápoles e embora tenha cometido uma grande penalidade na recepção ao Bayern, compensou o erro ao fazer a assistência para o golo do empate.

Herói discreto: Sergio Ramos – O capitão talvez não receba o crédito que merece pelos golos decisivos (ou que ajudam a reviravoltas). O seu cabeceamento certeiro após o intervalo do jogo em Nápoles livrou a equipa de uma situação complicada, após duas intervenções iguamente decisivas em finais da UEFA Champions League e a SuperTaça Europeia da UEFA do ano passado.

Jogador mais pontuado no Fantasy Football: Cristiano Ronaldo (65)

©Getty Images
Topo