O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Liverpool 2-0 Villarreal: Golos na segunda parte deixam Reds no controlo da meia-final

O Liverpool marcou por duas vezes no espaço de três minutos da segunda parte e assumiu o comando da meia-final da UEFA Champions League com o Villarreal.

Catch how a quickfire double early in the second half put Liverpool in the driving seat after their semi-final first leg.
Resumo: Liverpool 2-0 Villarreal

O Liverpool está a um passo da sua terceira final da UEFA Champions League em cinco anos depois de uma vitória por 2-0 em Anfield, na primeira mão das meias-finais, frente ao Villarreal.

Momentos-chave

12' Cruzamento de Henderson desvia no poste
42' Remate de Thiago bate com estrondo no ferro
53'
Centro de Henderson dá golo após desvio em Estupiñán
55' Mané eleva a contagem a passe de Salah

O jogo em poucas palavras: Liverpool acelera na segunda parte

Jordan Henderson celebra o primeiro golo do Liverpool
Jordan Henderson celebra o primeiro golo do Liverpool DeFodi Images via Getty Images

Dominador, o Liverpool podia ter chegado ao intervalo com uma vantagem confortável frente ao Villarreal, com Sadio Mané a cabecear ao lado aos 12 minutos, Jordan Henderson a acertar nos ferros num centro-remate, Mohamed Salah a ameaçar por duas vezes e Thiago Alcântara a rematar com estrondo à trave. Porém, os primeiros 45 minutos terminaram com o nulo a persistir no marcador.

Na segunda parte, porém, a história foi bem diferente. Fabinho ainda viu um golo anulado por fora de jogo logo a abrir, mas três minutos depois os anfitriões marcaram mesmo a valer - com alguma felicidade. Henderson cruzou da direita, a bola desviou em Pervis Estupiñán e Gerónimo Rulli não a conseguiu impedir de entrar.

O Liverpool chegou ao 2-0 logo dois minutos depois, com Mané a não perdoar na cara de Rulli após assistência de Salah, e os Reds ameaçaram partir para a goleada, mas o Villarreal conseguiu evitar males maiores.

Melhor em campo PlayStation®: Thiago Alcântara (Liverpool)

"Thiago mostrou visão de jogo e precisão no passe. Com bola soube sempre fugir à pressão adversária e quando foi preciso também fez alguns cortes importantes. Durante 90 minutos, o relvado de Anfield foi o seu recreio."
Painel de Observadores Técnicos da UEFA

Como foi: Liverpool 2-0 Villarreal


Reacções

Jürgen Klopp, treinador do Liverpool: “Era claro que tínhamos de continuar a tentar. Quando há um momento em que o Villarreal pode sair da pressão, eles tornam-se de imediato numa ameaça. Na maioria das vezes, lidámos com isso muito bem e fizemos um jogo muito bom. Soubemos permanecer positivos depois da primeira parte e manter a mesma mentalidade. Tudo está a correr bem até agora. Mas ainda temos de viajar ao terreno do Villarreal e selar aí o apuramento para a final. Vamos ver.”

Jordan Henderson, capitão do Liverpool: "É preciso um pouco de sorte quando se defronta uma equipa que joga com um bloco tão baixo. Tivemos essa sorte no lance do primeiro golo e as bancadas animaram. Durante a maior parte do jogo, a nossa pressão foi muito boa e isso dificultou-lhes muito a vida, mas a eliminatória ainda não está resolvida."

Rio Ferdinand, BT Sport

"Esta é a melhor equipa do Liverpool que alguma vez vi. São incansáveis na forma como pressionam os adversários. A energia e a forma como cumprem o seu plano... resta-nos assistir e desfrutar."

Unai Emery, treinador do Villarreal: "O primeiro tempo foi bom defensivamente, mas não conseguimos muitas oportunidades para sair para o contra-ataque. A segunda parte foi igual e eles mereceram marcar. Não é um bom resultado para nós, mas vamos acreditar que podemos fazer algo diferente em casa. Queríamos vencer, queríamos assumir o controlo, mas eles não nos deixaram. Resistimos o máximo que pudemos para termos esperanças para a segunda mão. Vai ser diferente no La Cerámica. Vamos testá-los muito mais."

Pau Torres, defesa do Villarreal: "Quero dizer aos nossos adeptos que vai ser diferente na próxima semana. Seremos nós de novo; mostrámos contra o Bayern que esta pode ser uma história totalmente diferente. Ainda acreditamos. O Villarreal ainda tem um muito a dizer nesta eliminatória."

Principais estatísticas

AFP via Getty Images
  • Mané igualou Didier Drogba (ambos com 14 golos) como o melhor marcador africano em fases a eliminar da UEFA Champions League.
  • Catorze dos últimos 20 golos de Mané na competição foram marcados na fase a eliminar.
  • O Liverpool nunca perdeu em Anfield em meias-finais da Taça Campeões Europeus/UEFA Champions League, vencendo dez e empatando dois dos 12 jogos.
  • O registo do Liverpool nas meias-finais das competições de clubes da UEFA em Anfield é de V16 E3 D0.
  • O primeiro golo dos Reds frente ao Villarreal foi o seu 250º na era da UEFA Champions League, da fase de grupos à final.
  • O Liverpool chegou também aos 450 golos na história da Taça dos Campeões, incluindo fases de qualificação.
  • A equipa de Klopp marcou dois ou mais golos em dez dos seus 11 jogos na UEFA Champions League esta época.
  • O Villarreal venceu apenas um dos dez jogos fora de casa contra clubes ingleses nas competições de clubes da UEFA (V1 E3 D6).
  • O Submarino Amarelo não conseguiu fez qualquer remate na direcção da baliza.

Melhores do Fantasy

Sadio Mané – 8
Trent Alexander-Arnold – 8
Ibrahima Konaté – 8
Thiago Alcántara – 8

Ficha de jogo

Liverpool: Alisson; Alexander-Arnold (Gomez 81), Konaté, Van Dijk, Robertson; Henderson (Keïta 72), Fabinho, Thiago Alcántara; Salah, Mané (Jota 72), Luis Díaz (Origi 81)

Villarreal: Rulli; Foyth, Albiol, Pau Torres, Estupiñán (Trigueros 72); Lo Celso, Parejo (Aurier 72), Capoue, Coquelin (Pedraza 57); Chukwueze (Dia 72), Danjuma (Paco Alcácer 86)