O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Tottenham - Ajax e Barcelona - Liverpool de 2018/19: Foi a melhor dupla de meias-finais na história da UEFA Champions League?

Duas reviravoltas pouco prováveis e dois golos vitoriosos ao cair do pano: houve mais emoção do que esta em meias-finais da UEFA Champions League?

Xherdan Shaqiri felicita Divock Origi após este se tornar no herói improvável na vitória do Liverpool sobre o Barcelona nas meias-finais
Xherdan Shaqiri felicita Divock Origi após este se tornar no herói improvável na vitória do Liverpool sobre o Barcelona nas meias-finais Getty Images

Uma reviravolta heróica em Anfield e um final impressionante em Amesterdão: as meias-finais da UEFA Champions League de 2018/19 foram plenas de emoção, com Liverpool e Tottenham a apurarem-se apesar de a dada altura da eliminatória terem tido uma desvantagem de três golos.

Primeira mão

Tottenham 0-1 Ajax
(Van de Beek 15)

Resumo: Tottenham 0-1 Ajax
Resumo: Tottenham 0-1 Ajax

O regresso do Tottenham a esta fase da competição após 57 anos de ausência não foi o melhor, resumindo-se na seguinte frase de Christian Eriksen: "Fizemos com que parecessem melhores do que realmente são". O Ajax venceu graças a um golo de Donny van der Beek e a reacção dos anfitriões não importunou o suficiente.

Barcelona 3-0 Liverpool 
(Suárez 26, Messi 75 82)

Resumo: Barcelona 3-0 Liverpool
Resumo: Barcelona 3-0 Liverpool

O Barcelona não tinha ganho os quatro jogos anteriores frente ao Liverpool mas quebrou o jejum em grande estilo. Luis Suárez inaugurou o marcador, mas antes de Lionel Messi dar brilho ao triunfo, o herói foi o guarda-redes Marc-André ter Stegen, que no início da segunda parte negou o golo várias vezes aos "reds".

Meias-finais da UEFA Champions League com mais golos

13 golos: Liverpool 7-6total Roma, 2017/18 (5-2, 2-4)
10 golos: Juventus 6-4total Mónaco, 1997/98 (4-1, 2-3)

Segunda mão

Liverpool 4-0 Barcelona (total: 4-3)
(Origi 7 79, Wijnaldum 54 56)

Resumo: Liverpool 4-0 Barcelona
Resumo: Liverpool 4-0 Barcelona

Mesmo sem os influentes Mohamed Salah e Roberto Firmino, o treinador Jürgen Klopp disse: "Desde que tenhamos 11 jogadores disponíveis vamos tentar". E não só tentaram como conseguiram, com o pouco utilizdo Divock Origi a marcar a abrir e a fechar, ajudado pelo bis do suplente de luxo Georginio Wijnaldum. Após o apito final, Klopp afirmou: "Foi uma exibição mágica".

Ajax 2-3 Tottenham (total: 3-3, Tottenham vence graças ao golos fora)
(De Ligt 5, Ziyech 35; Moura 55, 59, 90+6)

Resumo: Ajax 2-3 Tottenham
Resumo: Ajax 2-3 Tottenham

Sem o goleador Harry Kane, a tarefa do Tottenham ficou quase impossível após Matthijs de Ligt e Hakim Ziyech marcarem para o Ajax. Só que depois entrou em acção Lucas Moura, que bisou em cinco minutos e completou o "hat-trick" praticamente na última jogada do jogo. O brasileiro disse que "o futebol é incrível e proporciona momentos como este", enquanto Eriksen deixou um pedido: "Espero que lhe ergam uma estátua pois ele decidiu o jogo e a eliminatória".

A decisão

Tottenham 0-2 Liverpool
(Salah 2pen, Origi 87)

Liverpool - Tottenham: A história completa da final de 2019
Liverpool - Tottenham: A história completa da final de 2019

Um penálti logo aos 30 segundos, convertido por Salah, deu o mote para o jogo. Lucas Moura e Origi, heróis das meias-finais, entraram na segunda parte mas só o segundo voltou a ser influente, selando o resultado à beira do fim. "Não quero explicar por que vencemos; só quero aproveitar o facto de termos vencido", disse Klopp após uma exibição menos entusiasmante que em ocasiões anteriores mas igualmente eficaz.