O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Pepsi Changemakers: Momentos marcantes na segunda mão dos oitavos-de-final

Jan Oblak, Kingsley Coman e Gerard Moreno fazem parte da nossa escolha de Changemakers na segunda mão dos oitavos-de-final.

O Changemakers da UEFA Champions League, apresentado pela Pepsi, escolhe os principais momentos que se revelaram decisivos para mudar o curso dos acontecimentos na jornada mais recente.

Changemakers: segunda mão dos oitavos-de-final

Jan Oblak nega golo a Anthony Elanga (Manchester United 0-1 Atlético)
Gerard Moreno regressa aos golos (Juventus 0-3 Villarreal)
Corte salvador de Kingsley Coman (Bayern 7-1 Salzburgo)
Karim Benzema dá a volta (Real Madrid 3-1 Paris)

Jan Oblak nega golo a Anthony Elanga

O golo de Elanga valeu ao United um empate improvável a um golo na primeira mão, e o jovem sueco quase voltou a causar estragos aos 13 minutos do jogo em Old Trafford. Não sabemos se Oblak sabia o que estava a fazer quando deteve com a cabeça o remate à queima-roupa, mas o que é certo é que se revelou um pilar crucial em mais um desempenho europeu fora da equipa comandada por Diego Simeone marcado pela excelência defensiva.

Gerard Moreno regressa aos golos

Resumo: Juventus 0-3 Villarreal
Resumo: Juventus 0-3 Villarreal

Ausente desde 6 de Fevereiro, Moreno foi deixado como arma secreta até sair do banco a 16 minutos do fim. Apenas quatro minutos volvidos, estava a festejar após converter um penálti, revelando o sangue frio necessário para desbloquear um jogo até então disputado com muitas cautelas.

Corte salvador de Kingsley Coman

O Salzburgo não se mostrou atemorizado por ter sofrido um golo tardio na primeira mão, quase inaugurando o marcador em Munique logo aos dois minutos. Mas a festa de Nicolas Capaldo foi travada por uma excelente intervenção de Coman. Se não tivesse sido isto, quem sabe se o Bayern teria alcançado um triunfo tão folgado e descansado?

Karim Benzema dá a volta

Um golo de Kylian Mbappé em cada mão parecia ter colocado o Paris no controlo da eliminatória frente ao Real Madrid, a menos de meia-hora do final. No entanto os "merengues", 13 vezes campeões europeus, não são uma equipa qualquer, principalmente com o experiente Benzema a liderar o ataque. Foi a sua persistência que originou o empate em Madrid e, no fim de contas, uma reviravolta incrível.