Benfica volta ao topo, Bayern e City mantêm registo perfeito

Após Sporting e Porto, Benfica e Nápoles também ganharam antes do confronto de quarta-feira, ao contrário de Leicester e Légia; Bayern e Manchester City continuam incólumes.

Pizzi festeja após marcar o segundo golo do Benfica em Chaves
Pizzi festeja após marcar o segundo golo do Benfica em Chaves ©AFP/Getty Images

Grupo A
Arsenal 3-0 Chelsea (Alexis Sánchez 11, Walcott 14, Özil 40)
Alexis Sánchez (jogo 100) e Theo Walcott (350) marcaram nesta ocasião especial para cada um deles, numa partida em que os "gunners" venceram de forma rotunda o derby de Londres.

St Gallen 1-3 Basileia (Aratore 14; Delgado 25, Gelmi ag 75, Doumbia 90pen)
A partida da primeira jornada em que empatou com o Ludogorets é a única desta temporada que o Basileia não ganhou.

Toulouse 2-0 Paris (Bodiger 48pen, Durmaz 79)
O Paris sofreu a segunda derrota do campeonato – tantas como as ocorridas durante toda a temporada 2015/16 na Ligue 1 –, num jogo em que o segundo cartão amarelo visto por Serge Aurier, no lance que deu o penalty sobre Ola Toivonen, na segunda parte, se revelou decisivo.

Vereya 1-5 Ludogorets (Elias 84pen; Misidjan 13, Jonathan Cafú 39 68, Wanderson 49, Marcelinho 70)
O Ludogorets aumentou a série sem derrotas para nove jogos em todas as provas ao averbar o maior triunfo fora desde 16 de Maio.

Grupo B
Nápoles 2-0 Chievo (Gabbiadini 24, Hamšík 39)
O Nápoles continua a um ponto da líder Juventus após mais um triunfo em casa nas vésperas de receber o Benfica, aumentando para nove as vitórias seguidas no Stadio San Paolo em partidas da Serie A.

Beşiktaş 2-2 Galatasaray (Marcelo 73, Cenk Tosun 78; Derdiyok 8, Bruma 44)
Com Ricardo Quaresma a titular, o Beşiktaş recuperou de uma desvantagem de 2-0 e continua sem derrotas nesta temporada; Bruma marcou pelo adversário.

Chaves 0-2 Benfica (Mitroglou 69, Pizzi 84)
O Benfica somou a 15ª vitória fora consecutiva no campeonato e igualou o registo recorde, pertença da sua equipa num período que abrangeu duas épocas, 1971/72 e 1972/73; golos golos chegaram ambos na sequência de lances de bola parada.

Olimpik Donetsk 0-4 Dínamo Kiev Tsygankov 8, Júnior Moraes 27pen, González 59, Fedorchuk 78)
O primeiro tento pelo Dínamo de Viktor Tsygankov, médio de 18 anos, deu o mote para uma vitória fácil da formação de Serhiy Rebrov, que, com Antunes no banco, terminou uma série de quatro jogos sem ganhar.

Grupo C
Sporting Gijón 0-5 Barcelona (Suárez 29, Rafinha 32, Neymar 81 88, Arda Turan 85)
Não há Lionel Messi, não há problema. Com André Gomes titular, o Barcelona venceu sem grandes problemas na ausência do seu número 10; três golos surgiram após a expulsão do capitão do Gijón, Alberto Lora, aos 74 mmnutos.

Swansea 1-3 Manchester City (Llorente 13; Agüero 9 65pen, Sterling 77)
Regressado após três jogos de castigo, Sergio Agüero voltou rapidamente aos golos ao marcar os seus 10º e 11º na prova. A décima vitória seguida do City desde que Josep Guardiola assumiu o comando da equipa, ficou ensombrada com a suspeita de lesão muscular de Kevin De Bruyne, já perto do final.

Mönchengladbach 2-0 Ingolstadt  (Stindl 42, Wendt 76)
Oscar Wendt garantiu a 11ª vitória seguida do Mönchengladbach em casa em todas as competições.

Celtic 6-1 Kilmarnock (Dembélé 35 38, Forrest 52, Griffiths 66, Sinclair 72pen, Rogic 85; Coulibaly 32)
Scott Sinclair, contratação desta temporada, manteve o seu registo de marcar em cada jogo do campeonato desta época, enquanto o recuperado Leigh Griffiths fez também o gosto ao pé depois de parar um mês.

Grupo D
Atlético 1-0 Deportivo (Griezmann 70)
O Atlético, ainda sem Tiago, lesionado, sofreu para levar a melhor sob um Deportivo reduzido a dez elementos desde o final da primeira parte, num encontro que dominou por completo, mas que acabaria por resolver com um tento do internacional francês.

Hamburg 0-1 Bayern (Kimmich 88)
A tarde inspirada de René Adler parecia valer um ponto ao aflito Hamburgo até Joshua Kimmich ter marcado o quinto golo nos últimos cinco jogos disputados por clube e selecção. O feito manteve o registo perfeito de Carlo Ancelotti como treinador do Bayern. Os bávaros perderam Mats Hummels por lesão, no minuto 51, num encontro em que Renato Sanches foi de novo titular.

Rostov 1-0 Lokomotiv Moscovo (Poloz 41)
O Rostov um colocou ponto final numa série de três derrotas seguidas, apesar de ter terminado com dez jogadores, depois da expulsão de Aleksandr Erokhin a sete minutos dos 90.

Excelsior 1-3 PSV Eindhoven (Bruins 26pen; Narsingh 21, Luuk de Jong 45+2, Pröpper 83) 
Davy Pröpper carimbou o triunfo do PSV com o terceiro golo em três dias. Siem de Jong jogou pela primeira vez num jogo oficial ao lado do seu irmão Luuk, ao entrar para o lugar de Andrés Guardado nos instantes finais.

Grupo E
Mónaco 2-1 Angers (Glik 66, Nwakaeme ag 76; Diedhiou 55)
Kamil Glik marcou depois do Angers não conseguir tirar a bola da área e a equipa de Leonardo Jardim deu a volta ao marcador na sequência de um ressalto, em que a bola bateu em Dickson Nwakaeme antes de entrar. O Mónaco, que contou com João Moutinho e Bernardo Silva de início, viu-se privado de Radamel Falcao devido a uma lesão na cabeça contraída na derrota por 4-0 em Nice, na quarta-feira.

Mainz 2-3 Leverkusen  (Yunus Mallı 31, Bell 35; Hernández 32, 66, 90+2)
A perder em duas ocasiões, o Leverkusen acabou por vencer graças a um tento nos descontos de Javier Hernández. Foi o segundo "hat-trick" do mexicano na Bundesliga.

CSKA Moscovo 1-1 Krasnodar (Traoré 3; Smolov 15)
O CSKA desperdiçou uma oportunidade soberana para ultrapassar o rival da cidade Spartak Moskva no primeiro lugar da Liga russa.

Middlesbrough 1-2 Tottenham (Gibson 65; Son 7 23)
O segundo bis de Son Heung-Min em outros tantos jogos fora significa que o sul-coreano já igualou o número de golos apontados na época passada.

Grupo F
Dortmund 3-1 Friburgo (Aubameyang 45, Piszczek 53, Guerreiro 90+1; Philipp 60)
O conjunto de Thomas Tuchel aumentou para 20 os golos apontados em quatro jogos ao averbar mais um triunfo. Pierre-Emerick Aubameyang desviou para o primeiro, a centro de Ousmane Dembele e fez assim o quinto tento em quatro jogos. Quem também voltou a marcar foi Raphael Guerreiro, autor do golo da tranquilidade, já nos descontos.

Las Palmas 2-2 Real Madrid (Tana 38, Araujo 85; Asensio 33, Benzema 67)
A formação de Zinédine Zidane voltou a desiludir ao deixar-se empatar duas vezes, contudo continua na frente do campeonato. Com o Real a ganhar por 2-1, Cristiano Ronaldo foi substituído por Lucas Vázquez no minuto 72, enquanto Pepe e Fábio Coentrão não jogaram.

Wisła Kraków 0-0 Légia
O Légia terminou uma série de três jogos a perder, mas não foi além de um nulo ante o último classificado, o Wisla.

Sporting 4-2 Estoril (Dost 13 62, Coates 59, André 90+1; Bruno Gomes 85 90+3)
A equipa de Jorge Jesus tem cinco vitórias em seis jornadas da Liga portuguesa, enquanto Bas Dost festejou pelo terceiro jogo seguido na prova e André estreou-se a marcar pelos "leões".

Grupo G
Manchester United 4-1 Leicester (Smalling 22, Mata 37, Rashford 40, Pogba 42; Gray 59)
A perder por 4-0, o Leicester substituiu Riyad Mahrez e Jamie Vardy ao intervalo, já a pensar no jogo com o Porto. Os "foxes" sofreram quatro golos num jogo pela terceira vez na temporada 2016/17.

Copenhaga 2-0 AGF (Santander 72, Kusk 90)
O terceiro golo de Federico Santander nos seus dois últimos jogos inaugurou o marcador no Parken Stadium. O FCK não perde desde 22 de Maio.

Porto 3-1 Boavista (André Silva 19 41pen, Alex Telles 86; Gonçalves 5)
André Silva leva quatro golos no campeonato depois de bisar e consumar a reviravolta no marcador ante o rival da cidade, enquanto Alex Telles marcou o primeiro tento pelo Porto.

Mouscron-Péruwelz 0-3 Club Brugge (Izquierdo 19 54, Vossen 76)
José Izquierdo bisou pela primeira vez desde Abril de 2015, numa partida que permitiu ao Brugge ganhar pela primeira duas jornadas seguidas do campeonato nesta temporada.

Grupo H
Lorient 1-0 Lyon (Cabot 51)
Jimmy Cabot bateu Anthony Lopes na baliza do Lyon, derrotado pela terceira ocasião em cinco jornadas da Ligue 1.

Palermo 0-1 Juventus Goldaniga og 49)
O tento da vitória saiu de um remate de longe de Dani Alves desviado pelo defesa Edoardo Goldaniga, do Palermo. Juan Cuadrado entrou para o lugar do lesionado Daniele Rugani, 33 minutos depois de se ter estreado pela Juventus neste seu regresso ao clube, após empréstimo ao Chelsea.

Athletic 3-1 Sevilha (San José 26, Balenziaga 66, Aduriz 90pen; Nasri 55)
O guarda-redes do Salvatore Sirigiu foi expulso depois de dar uma cotovelada nas costas de Aritz Aduriz, numa partida em que o Sevilha foi batido pela primeira vez no campeonato. Do resultante remate dos 11 metros, o mesmo Aduriz carimbou o triunfo do Athletic.

Lokomotiva Zagreb 0-1 Dínamo Zagreb (Benković 82)
O Dínamo reagiu da melhor forma às derrotas seguidas no campeonato ao averbar a quarta vitória fora em cinco jogos, graças a um tento, perto do final, do defesa Filip Benković.