Tudo em aberto: O melhor da primeira mão dos oitavos-de-final

A primeira mão dos oitavos-de-final registou duas vitórias em casa, três fora e outros tantos empates: o UEFA.com analisa os melhores desempenhos e momentos.

Tudo em aberto: O melhor da primeira mão dos oitavos-de-final
Tudo em aberto: O melhor da primeira mão dos oitavos-de-final ©AFP/Getty Images

A primeira mão dos oitavos-de-final da UEFA Champions League produziu alguns resultados surpreendentes, golos memoráveis e estrelas inesperadas. O UEFA.com escolheu o melhor da acção.

Equipa: AS Monaco FC
O Mónaco, de regresso após quase uma década de ausência, conseguiu marcar apenas um golo fora na fase de grupos, tendo ainda assim terminado no topo do Grupo C, mas triplicou esse registo na quarta-feira ao vencer por 3-1 no reduto do Arsenal FC. Geoffrey Kondogbia e Dimitar Berbatov colocaram o resultado em 2-0 e, embora Alex Oxlade-Chamberlain tenha reduzido, Yannick Ferreira-Carrasco devolveu a vantagem de dois golos ao Mónaco.

"O futebol é uma arte", declarou o treinador do Mónaco, Leonardo Jardim, mas é a ciência matemática que preocupa o Arsenal. Nenhuma equipa conseguiu reverter uma desvantagem de mais de um golo após perder em casa na primeira mão na UEFA Champions League. Os "gunners" precisam de marcar três golos a 17 de Março frente a uma equipa que apenas sofreu dois nesta edição da prova.

Jogador: Luis Suárez (FC Barcelona)
Suárez nunca tinha marcado no terreno do Manchester City FC durante a passagem pelo Liverpool FC, mas corrigiu a situação na terça-feira, ao fazer dois golos na primeira meia-hora e ajudado à vitória do Barça em Inglaterra, por 2-1.

Depois de ter tido uma recepção pouco calorosa por parte dos adeptos do City, o atacante "blaugrana" disse ao UEFA.com: "Há jogadores, como eu, que se motivam ainda mais com as vaias dos adeptos." Logo depois desta entrevista, o nosso repórter, Simon Hart, escreveu: "Foram duas magníficas e cirúrgicas finalizações, e a mensagem posterior do avançado uruguaio fez lembrar o 'não me irritem' do Dr. David Banner em 'O Incrível Hulk'".

Frase: "Desperdiçámos oportunidades e fomos um pouco suicidas a defender"
O treinador do Arsenal, Arsène Wenger, avança duas razões para a derrota frente ao Mónaco, sua antiga equipa.

Momento: Marcelo (Real Madrid CF)
Recuando até aos jogos da semana passada, o campeão Real Madrid igualou o recorde de dez vitórias consecutivas na UEFA Champions League, com Cristiano Ronaldo, de cabeça, a inaugurar o marcador na vitória por 2-0 no reduto do FC Schalke 04. Mas o destaque dessa partida foi mesmo o segundo tento, num brilhante remate do lateral-esquerdo Marcelo, sem hipóteses para o guarda-redes Timon Wellenreuther – e logo com o pé direito. Gareth Bale classificou-o de "golo espantoso".

Número: 7 (Branislav Ivanović)
Marcelo não foi o único defesa a marcar na semana passada. Um dia antes, o Chelsea FC empatou 1-1 na visita ao Paris Saint-Germain e ao intervalo ganhava por 1-0, golo de Ivanović, construído pelos também defesas John Terry e Gary Cahill, este último a desviar de calcanhar. "Branislav Ivanović parece escolher os momentos certos", afirmou José Mourinho sobre o herói do Chelsea na final de 2013 da UEFA Europa League, que soma agora sete golos na UEFA Champions League desde 2009, mais do que qualquer outro defesa.

Ivanović fez depois mais um golo no fim-de-semana, frente ao Burnley FC, o seu quarto nos últimos seis jogos, e quando o nosso repórter em Paris, Chris Burke, lhe perguntou qual o segredo, o atleta não mostrou-se relutante em responder: "Se o disser", explicou o lateral-direito, "deixa de ser segredo."

Agradecimento de calcanhar: Karim Bellarabi (Bayer 04 Leverkusen)
Na sexta-feira passada, Bellarabi - que começou a época com o golo mais rápido na história da Bundesliga - chegou a acordo para renovar contrato por mais três épocas com o Leverkusen até 2020 e esteve estupendo esta quarta-feira na vitória, por 1-0, sobre o Club Atlético de Madrid. Foi o toque de calcanhar de Bellarabi que assistiu Hakan Çalhanoğlu no golo decisivo e o Leverkusen parece estar em boa forma para, finalmente, ultrapassar os oitavos-de-final à quarta tentativa.

Foto: Borussia Dortmund a trabalhar

Jogadores do Dortmund preparam o jogo com a Juventus, que perderam por 2-1
Jogadores do Dortmund preparam o jogo com a Juventus, que perderam por 2-1©AFP/Getty Images

Golo: A SUA ESCOLHA!
Ivanović, Marcelo, Suárez, Çalhanoğlu ou Oxlade-Chamberlain: a escolha é sua na nossa eleição do Golo da Semana...