O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Schalke feliz por ter a sorte do seu lado

"É uma sensação estranha, porque quase deixámos fugir a vitória", admitiu Chinedu Obasi após o emocionante triunfo do Schalke sobre um Sporting que "deu tudo o que tinha".

Os jogadores do Schalke agradecem o apoio dos adeptos
Os jogadores do Schalke agradecem o apoio dos adeptos ©AFP/Getty Images

Penalty nos descontos decide a favor do Schalke jogo emocionante com sete golos
"Visto do banco, foi um jogo de loucos", admite o treinador do Schalke, Roberto di Matteo
Marco Silva diz que o Sporting "deu tudo o que tinha"
Nani e William Carvalho desiludidos, mas prontos para a desforra em Lisboa
Próximos jogos: Sporting - Schalke (5 de Novembro)

Chinedu Obasi, avançado do Schalke
É uma sensação estranha, porque quase deixámos fugir a vitória, mas no final acabámos por somar os três pontos e estamos muito felizes com isso. Ainda assim, é evidente que temos muito trabalho pela frente. Na Champions League nunca se sabe o que pode acontecer. Tem de se estar sempre à espera de tudo.

Queríamos muito esta vitória. Mesmo quando eles fizeram o 1-0 acreditámos que era possível. Não foi um jogo nada fácil, mas o que importa foi que somámos três pontos. Estou satisfeito com a minha exibição. Há algum tempo que não era titular. Agradeço ao treinador a confiança que depositou em mim e por me ter dado a oportunidade de jogar esta noite.

Roberto di Matteo, treinador do Schalke
Foi um jogo pleno de emoções. Tivemos momentos muito bons, em que controlámos o jogo por completo. Contudo, depois de eles fazerem o 3-2 deixámo-nos afectar um pouco e sofremos o empate num lance em que estávamos muito mal posicionados na defesa. Mas estamos muito satisfeitos com a conquista dos três pontos, que era o que desejávamos à entrada para este jogo.

Umas vezes a sorte sorri-nos, outras vezes a sorte está contra nós. Esta noite ela esteve do nosso lado. Não estou desiludido, porque acabámos por vencer. Mas quando se está a vencer por 3-1 com um homem a mais em campo há que saber controlar melhor o jogo. Precisamos de mais algum tempo para melhorarmos mentalmente e a nível da nossa organização. Todos pensaram que o jogo estava decidido quando Benedikt Höwedes fez o 3-1.

Desde o meu primeiro dia aqui, Chinedu Obasi tem estado muito bem nos treinos, por isso mereceu conquistar a titularidade. Mereceu estar em campo esta noite. Esteve nos nossos três primeiros golos e jogou muito bem.

Penso que os nossos adeptos terão desfrutado do encontro tanto como eu. Visto a partir do banco foi um jogo de loucos.

Nani, avançado do Sporting 
Estamos desiludidos, porque trabalhámos muito para chegar ao 3-3 depois de estarmos a perder 3-1. Toda a equipa realizou uma grande exibição. Agora tudo está mais complicado, mas não é impossível. Faltam disputar três jogos e precisamos de nos concentrar em vencê-los. Vamos ver o que acontece.

Mostrámos uma grande atitude depois de ficarmos reduzidos a dez jogadores. Estivemos muito compactos, concentrados e solidários. Acreditámos até ao último minuto que podíamos chegar à vitória, mesmo quando estávamos a perder 3-1. Temos de levar este espírito para os próximos jogos; é sempre muito complicado actuar com menos um jogador e, desse ponto de vista, foi um jogo muito positivo.

William Carvalho, médio do Sporting 
O resultado é injusto. Não merecíamos perder 4-3, mas temos de aceitar este desfecho. Realizámos uma boa exibição e trabalhámos muito depois de ficarmos reduzidos a dez jogadores. Mostrámos que estávamos à altura do adversário mesmo com um homem a menos. Temos de olhar para os aspectos positivos e dar a resposta certa quando recebermos o Schalke. Eles são uma boa equipa, mas mostrámos esta noite que os podemos vencer.

Marco Silva, treinador do Sporting
Realizámos um jogo fantástico. Tivemos de actuar uma hora com dez jogadores, mas de forma soberba conseguimos recuperar de uma desvantagem de 3-1. Fizemos uma grande exibição. Conseguimos contrariar os ataques do Schalke controlando o jogo até ao cartão vermelho. Depois o jogo mudou, mas a minha equipa reagiu muito bem e esteve à altura. Acreditámos sempre no nosso valor e fomos extraordinários.

Demos tudo o que tínhamos. Não foi um jogo normal. Mas não há outra coisa a fazer que não seguir em frente. Este jogo exigiu muito de nós, mas não podemos ficar a pensar nele.

Claro que esta derrota complica as nossas contas. O que aconteceu neste jogo? A minha equipa deu tudo e foi superior até ao cartão vermelho. Agora há que continuar a trabalhar. Ainda é cedo para falar sobre as nossas possibilidades de seguir em frente. O Schalke venceu esta noite e agora temos de nos concentrar nos jogos importantes que vamos ter pela frente.