O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Quaresma premonitor no golo da vitória do Porto

Ricardo Quaresma disse que sabia que ia ser decisivo no jogo após saltar do banco e marcar pouco depois o golo da vitória do Porto por 2-1 num duelo difícil frente ao Athletic.

Inspirado Quaresma responde presente
Inspirado Quaresma responde presente

Julen Lopetegui orgulhoso de "um bom jogo em todos os aspectos" para o Porto
Hector Herrera, autor do primeiro golo do Porto, defende que o triunfo da sua equipa foi justo.
Ernesto Valverde salienta: "Apenas precisamos de vencer os nossos  três próximos jogos"
Guillermo Fernández sem respostas: "É difícil encontrar uma explicação para esta má fase em que nos encontramos"
• Próxima jornada: Athletic - Porto (5 de Novembro)

Julen Lopetegui, treinador do Porto
Tivemos alguns momentos brilhantes contra o Athletic, sendo que se trata de uma grande equipa, com uma enorme qualidade técnica. Este foi um jogo muito bom em todos os aspectos. O Athletic respondeu bem e reagiu depois do intervalo, mas o mais importante é que conseguimos ganhar.

Estamos apenas a meio caminho no grupo e não vai ser nada fácil terminar no primeiro lugar – temos de pensar nisso jogo-a-jogo.

Fiz entrar o Rúben Neves para o lugar do Juan Quintero para refrescar o meio-campo, para dar mais alguma força física e também para fazer descansar o jogador, que fez um enorme esforço no fim-de-semana, contra o Sporting. Ricardo Quaresma – estamos encantados com ele. Ele fez aquilo que lhe pedimos e deu-nos um enorme prazer – e, claro, a vitória.

Ernesto Valverde, treinador do Athletic
Foi um encontro de duas partes totalmente distintas. Na etapa inicial eles foram mais fortes, mas nos tivemos duas boas oportunidades. Estava ansioso por reorganizar a equipa ao intervalo, mas sofremos um golo na pior altura. Na segunda parte, depois de termos chegado ao empate, pensei que iríamos mesmo vencer o encontro. Criámos boas oportunidades, mas esse cenário não se concretizou.

Sabíamos que este era um jogo crucial e após esta derrota resta-nos vencer os nossos três próximos jogos, a começar pelo segundo encontro frente ao FC Porto. Temos de entender os nossos oponentes e tomar em conta o nível desta prova. Feito isso, faz sentido que talvez não seja possível compensar de cada vez que cometemos um erro.

Hector Herrera, médio do FC Porto
Penso que merecemos a vitória por tudo aquilo que fizemos ao longo do jogo. Tivemos de trabalhar muito porque defrontámos um adversário complicado, mas não há jogos fáceis nesta competição. Estou muito contente com o golo que marquei, sobretudo porque ajudou a equipa a conseguir o seu objectivo, mas nada está ainda garantido no que à qualificação diz respeito. Sei que nos espera uma partida igualmente difícil em Espanha, até porque San Mamés é um estádio muito especial, mas vamos fazer o nosso melhor para somar mais um resultado positivo. É para isso que trabalhamos diariamente.

Ricardo Quaresma, extremo do Porto
Todos temos de aproveitar as oportunidades que nos são dadas. Estava confiante que hoje seria o meu dia. O treinador também me disse que eu provavelmente teria um papel importante a desempenhar no jogo. Ele deu-me a oportunidade e eu fiquei feliz por poder ajudar a equipa. A parte mais importante foi termos conseguido a vitória.

Já sabíamos que o Athletic ia dar tudo. Eles precisavam de vencer. Soubemos estar à altura e reagimos muito bem. Penso que teria sido injusto se estivéssemos agora aqui a falar na sequência de um empate ou de uma derrota. O triunfo do Porto foi merecido. Agora podemos deixar um pouco a Champions League de lado e pensar no Arouca. Não vai ser um jogo fácil. Queremos regressar ao topo do campeonato o mais rápido possível.

Guillermo Fernández, avançado do Athletic
Penso que não fomos felizes esta noite. Sabíamos das dificuldades que íamos encontrar e ainda conseguimos responder bem ao golo do nosso adversário, mas depois acabámos por conceder um golo numa altura decisiva. Creio que demos tudo aquilo que tínhamos para conseguir outro resultado, mas infelizmente não foi isso que sucedeu. É difícil encontrar uma explicação para esta má fase em que nos encontramos. As coisas não nos estão a sair bem, mas vamos continuar a trabalhar para inverter esse rumo, a começar já pelo nosso próximo encontro. Agora temos o jogo em San Mamés e acredito que, com o apoio dos nossos adeptos, o desfecho vai ser diferente.