O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Roma em ascensão impressiona Alonso

"Foi visível na época passada que se tornou mais forte", disse Xabi Alonso, do Bayern, sobre a Roma, enquanto tenta driblar a dificuldade de aprender um novo idioma.

Xabi Alonso posa ao lado do troféu da UEFA Champions League no museu do Bayern
Xabi Alonso posa ao lado do troféu da UEFA Champions League no museu do Bayern ©Getty Images

Xabi Alonso estreou-se a marcar pelo FC Bayern München no fim-de-semana e teve adaptação rápida depois da transferência do Real Madrid CF, no Verão. Vencedor da UEFA Champions League pelo Real e pelo Liverpool FC, o médio de 32 anos falou na semana passada com a comunicação social sobre aprender alemão, como é trabalhar com Josep Guardiola, antigo rival no FC Barcelona, e do confronto desta semana com a AS Roma.

Depois de um mês em Munique, de que forma compara a Liga espanhola à Bundesliga?

Xabi Alonso: Aqui, joga-se mais rápido. É mais físico e, nessa lógica, sente-se a diferença. A Liga é mais lenta e os jogos mais técnicos. Diria que a Bundesliga é mais parecida com a Premier League do que Liga.

Quão diferente é Pep Guardiola em comparação com os outros treinadores com quem já trabalhou?

Alonso: Ele é muito metódico. E tenho-me apercebido que trabalha muito – passa muitas horas a preparar cada jogo. Se foi uma das razões porque vim para cá? Sim, claro. Mostrou muito interesse em que eu viesse e foi muito importante para mim sentir essa confiança do treinador.

Já começou a aprender alemão?

Xabi Alonso fez o seu primeiro golo pelo Bayern
Xabi Alonso fez o seu primeiro golo pelo Bayern©AFP/Getty Images

Aproximam-se duas partidas seguidas com a Roma na UEFA Champions League; como avalia o adversário?

Alonso: Foi visível na última época que se tornou mais forte – e está a jogar muito. Defrontámo-los na pré-temporada em Madrid, pelo que sei o que jogam. Vão lutar pelo “scudetto” e querem chegar à próxima fase da Champions League. Por isso, para nós, o jogo em Roma – o primeiro dos dois – é vital, pois somámos seis pontos nas duas primeiras partidas e estamos numa boa posição.