O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Penalty de Müller faz a diferença para o Bayern

LOSC Lille 0-1 FC Bayern München
Uma grande penalidade convertida por Thomas Müller proporcionou a resposta ideal ao Bayern depois da derrota na segunda jornada.

Franck Ribéry e Thomas Müller festejam o golo do Bayern
Franck Ribéry e Thomas Müller festejam o golo do Bayern ©AFP/Getty Images

O FC Bayern München voltou às vitórias na UEFA Champions League, graças a uma grande penalidade batida por Thomas Müller na primeira parte, naquela que foi a terceira derrota consecutiva do LOSC Lille no Grupo F.

Derrotado na última jornada pelo FC BATE Borisov, o Bayern decidiu não facilitar e entrou forte, adiantando-se no marcador no minuto 20, quando Müller marcou, depois de falta na área sobre Philipp Lahm. O LOSC tudo fez para evitar a derrota, mas foi incapaz de criar lances de perigo e assim as suas hipóteses de apuramento ficaram reduzidas a quase zero.

Pressionando desde o início, o Bayern impôs o seu jogo com trocas de bola e movimentações constantes, que lhe têm valido o registo recorde de oito vitórias consecutivas na Bundesliga. Franck Ribéry, que passou pelas escolas do Lille, estava a destacar-se com as suas arrancadas e colocou muitos problemas ao lateral-direito contrário, Djibril Sidibé, mas seria do outro lado que nasceria o lance do golo, quando Lahm entrou na área e foi derrubado por Lucas Digne.

Calmo e concentrado, Müller bateu da marca dos 11 metros e fez a bola rolar para a esquerda de Mickaël Landreau, colocando assim a fasquia ainda mais alta para os da casa. A sua resposta foi brava, com Holger Badstuber a ter de se aplicar a fundo para negar um remate perigoso de Nolan Roux e, depois, Túlio De Melo falhou por pouco após centro de Digne, cujas arrancadas da esquerda se estavam a revelar os lances mais perigosos dos franceses.

O Bayern continuava a controlar os acontecimentos, mesmo depois de Ribéry ter sido substituído por Xherdan Shaqiri ao intervalo, na sequência de uma de muitas pancadas que levou. O LOSC também fez alterações, colocando Dimitri Payet em campo para o lugar do apagado Salomon Kalou, mas, com falta de precisão no passe, não lograva criar perigos de maior para a baliza de Manuel Neuer.

Com um golo à maior, os comandados de Jupp Heynckes também não forçavam muito no ataque, com um remate de longe de Toni Kroos a ser um dos poucos lances de perigo no segundo tempo, em cima da hora de jogo.

Müller atiraria por cima, a centro rasteiro de Lahm a 13 minutos do fim, com o entrado Ryan Mendes a causar sensação entre os adeptos da casa, mas o seu remate embateria na defesa bávara. "Les dogues" vão precisar de muito mais para somar os seus primeiros pontos ante o mesmo adversário, desta vez em Munique, a 7 de Novembro.

 

Conteúdos relacionados