O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Brilhante Shakhtar vence campeão Chelsea

FC Shakhtar Donetsk 2-1 Chelsea FC
Uma exibição fantástica, coroada com golos de Alex Teixeira e Fernandinho, valeram ao líder do Grupo E uma vitória merecida.

Alex Teixeira é felicitado depois de inaugurar o marcador para o Shakhtar
Alex Teixeira é felicitado depois de inaugurar o marcador para o Shakhtar ©AFP/Getty Images

O FC Shakhtar Donetsk lidera o Grupo E da UEFA Champions League com três pontos de vantagem, graças a uma vitória por 2-1 sobre o campeão em título Chelsea FC.

Apesar de uma sequência recorde de 21 vitórias consecutivas na Premier League ucraniana, o Shakhtar não poderia desejar uma vitória mais prestigiante, tendo em conta o adversário. O golo de Alex Teixeira aos três minutos abriu caminho para a quarta vitória em cinco jogos em casa frente  a equipas inglesas nas competições europeias. Um total de 17 remates à baliza demonstrou o seu domínio e o golo de Fernandinho na segunda parte foi a recompensa para uma exibição vibrante, com o tento de Oscar a originar uma ponta final de nervos desnecessária para os anfitriões.

A equipa de Roberto Di Matteo pode ter marcado quatro golos nos últimos três jogos, mas houve alturas em que parecia destinada a sofrer uma pesada derrota em Donetsk. De facto, viu-se a perder num piscar de olhos, com Alex Teixeira a receber a bola e a rematar rasteiro para bater Petr Čech, depois do remate de Luiz Adriano ter sido desviado para o seu caminho.

Os "blues", mais enfraquecidos com a saída de Frank Lampard, devido a lesão, nunca recuperaram. Willian foi a força motriz do Shakhtar ao longo de toda a partida, flectindo da esquerda para o centro e testando a atenção de Čech várias vezes na primeira parte. Henrik Mkhitaryan, com 14 golos em 12 jogos esta época, era igualmente uma dor de cabeça, e podia ter aumentado a vantagem da sua equipa, a sete minutos do intervalo. Assistido por Willian, Mkhitaryan, desferiu um remate forte que foi defendido com classe por Čech.

O No1 do Chelsea foi obrigado a uma defesa ainda mais instintiva no canto que se seguiu, mostrando reflexos soberbos para negar o golo de Yaroslav Rakitskiy à queima-roupa.

Saudada com uma ovação de pé ao intervalo, o Shakhtar não mostrou sinais de abrandar na etapa complementar. Apesar de Juan Mata ter desperdiçado uma meia-oportunidade, no final de um contra-ataque fluido do Chelsea, não foi mais que uma breve inversão dos acontecimentos. Dois minutos depois, Fernandinho roubou a bola a Eden Hazard, combinou com Adriano e finalizou com autoridade.

O líder da Premier League parecia ter finalmente despertado, mas registou apenas tentativas tímidas, através de remates de Ramires e John Obi Mikel, como reacção imediata. Ainda assim os anfitriões tiveram muito mais posse de bola e perseguiram o terceiro golo. Fernandinho atirou ao lado, Mkhitaryan rematou para duas defesas de Čech e Tomáš Hübschman falhou o alvo na pequena área.

Oscar concluiu o passe atrasado de Branislav Ivanović, a dois minutos do fim, mas já era tarde demais.