O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Bayern quer aumentar défice alemão do Real

O Bayern de Munique quer manter a série de bons resultados em casa na recepção ao Real Madrid, aproveitando a primeira mão das meias-finais para prolongar a tradição de maus resultados dos "merengues" na Alemanha.

Jupp Heynckes já venceu a UEFA Champions League ao serviço do Real Madrid e agora quer fazer o mesmo no Bayern
Jupp Heynckes já venceu a UEFA Champions League ao serviço do Real Madrid e agora quer fazer o mesmo no Bayern ©Getty Images

O FC Bayern München está a um passo de concretizar o sonho de disputar a final da UEFA Champions League no seu estádio, mas antes terá de eliminar uma equipa do Real Madrid CF que se desloca à Baviera para a primeira mão de um duelo entre dois gigantes do futebol europeu.

• Esta eliminatória vai colocar frente-a-frente o treinador do Bayern, Jupp Heynckes, que conduziu o Real Madrid ao título europeu em 1998, e José Mourinho, o português que levou o FC Internazionale Milano ao triunfo sobre o Bayern na final de 2010, disputada no Santiago Bernabéu.

• O Bayern chega a este encontro motivado por ter vencido todos os jogos disputados em casa nesta edição da prova e pelo facto de nunca ter perdido em Munique com o Real Madrid.

• Os dois clubes já conquistaram por 13 vezes a Taça dos Clubes Campeões Europeus, mas o Bayern ambiciona o quinto título, o primeiro desde 2001, enquanto o Real sonha em ser pela décima vez campeão europeu, algo que persegue desde o triunfo em 2002.

Encontros anteriores
• O Bayern tem vantagem nos 18 confrontos directos, tendo averbado dez vitórias, face às seis do Real Madrid. Os alemães totalizam oito triunfos, um empate e nenhuma derrota nas recepções aos "merengues".

• Os dois emblemas já se defrontaram por quatro vezes nas meias-finais da Taça dos Campeões, com o Bayern e levar a melhor por três ocasiões (1976, 1987, 2001), face a apenas um triunfo do Real Madrid (2000). Iker Casillas é o único sobrevivente dos últimos dois embates nas meias-finais.

• Ambos os clubes saíram vitoriosos em quatro das oito eliminatórias a duas mãos que disputaram na prova. A último encontro foi nos oitavos-de-final de 2006/07, quando o Bayern seguiu em frente devido aos golos marcados fora de casa, perdendo por 3-2 em Espanha, mas triunfando por 2-1 em Munique.

• As equipas alinharam da seguinte forma a 7 de Março de 2007, em Munique:
Bayern: Kahn, Sagnol (Gorlitz 85), Lúcio, Van Buyten, Lahm, Salihamidžić, Van Bommel, Hargreaves, Schweinsteiger, Makaay (Pizarro 69), Podolski (Demichelis 88).
Real Madrid: Casillas, Torres, Ramos, Helguera, Roberto Carlos, Emerson (Guti 32), Gago (Robinho 75), M Diarra, Raúl, Higuaín (Cassano 46), Van Nistelrooy.

• Roy Makaay, com o golo mais rápido da história da UEFA Champions League, e Lúcio marcaram para a equipa da casa, que era treinada por Ottmar Hitzfeld, com Ruud van Nistelrooy a reduzir de grande penalidade, perto do final do encontro, para o conjunto de Fabio Capello. Ambas as equipas terminaram reduzidas a dez jogadores devido às expulsões de Mark van Bommel e Mahamadou Diarra.

Retrospectiva
• O Real Madrid ainda não perdeu esta época nas competições europeias, mas o Bayern está numa série de seis triunfos consecutivos em Munique e venceu 13 dos últimos 14 desafios europeus disputados em casa. O único desaire aconteceu nos oitavos-de-final de 2010/11, quando o Inter foi vencer por 3-2 à Alemanha.

• O Real Madrid tem conseguido excelentes resultados como visitante, somando quatro vitórias em cinco possíveis e com apenas um golo sofrido, mas o balanço das deslocações à Alemanha justifica alguma preocupação. Os "merengues" totalizam 15 derrotas e apenas uma vitória em 22 viagens à Alemanha, com o triunfo por 3-2 em casa do Bayer 04 Leverkusen, em 2000/01, a ser a excepção.

• O Bayern tem conseguido bons resultados na recepção a clubes espanhóis, com um total de 12 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, por 3-2, frente ao RC Deportivo La Coruña, na época de 2002/03.

• O Bayern tem um saldo positivo de sete triunfos e seis eliminações nas eliminatórias frente a clubes espanhóis nas competições da UEFA, enquanto o Real Madrid totaliza dez vitórias e sete afastamentos frente a emblemas germânicos.

• O Bayern totaliza oito apuramentos e cinco eliminações em meias-finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus:
2009/10 Olympique Lyonnais, vitória 4-0 (1-0 c, 3-0 f)
2000/01 Real Madrid, vitória 3-1 (1-0 f, 2-1 c)
1999/00 Real Madrid, derrota 2-3 (0-2 f, 2-1 c)
1998/99 FC Dynamo Kyiv, vitória 4-3 (3-3 f, 1-0 c)
1994/95 AFC Ajax, derrota 2-5 (0-0 c, 2-5 f)
1990/91 FK Crvena Zvezda, derrota 3-4 (1-2 c, 2-2 f)
1989/90 AC Milan 2-2, derrota devido aos golos marcados fora (0-1 f, 2-1 c)
1986/87 Real Madrid, vitória 4-2 (4-1 c, 0-1 f)
1981/82 PFC CSKA Sofia, vitória 7-4 (3-4 f, 4-0 c)
1980/81 Liverpool FC, 1-1, derrota devido aos golos marcados fora (0-0 f, 1-1 c)
1975/76 Real Madrid, vitória 3-1 (1-1 f, 2-0 c)
1974/75 AS Saint-Étienne, vitória 2-0 (0-0 f, 2-0 c)
1973/74 Újpest FC, vitória 4-1 (1-1 f, 3-0 c)

• O Real Madrid está a participar pela 23ª vez as meias-finais, o que é um recorde. Os espanhóis totalizam 12 apuramentos e dez eliminações em meias-finais:
2010/11 FC Barcelona, derrota 1-3 (0-2 c, 1-1 f)
2002/03 Juventus, derrota 3-4 (2-1 c, 1-3 f)
2001/02 FC Barcelona, vitória 3-1 (2-0 f, 1-1 c)
2000/01 Bayern München, derrota 1-3 (0-1 c, 1-2 f)
1999/2000 Bayern München, vitória 3-2 (2-0 c, 1-2 f)
1997/98 Borussia Dortmund, vitória 2-0 (2-0 c, 0-0 f)
1988/89 AC Milan, derrota 1-6 (1-1 c, 0-5 f)
1987/88 PSV Eindhoven 1-1, derrota devido aos golos marcados fora (1-1 c, 0-0 f)
1986/87 Bayern München, derrota 2-4 (1-4 f , 1-0 c)
1980/81 FC Internazionale Milano, vitória 2-1 (2-0 c, 0-1 f)
1979/80 Hamburger SV, derrota 3-5 (2-0 c, 1-5 f)
1975/76 Bayern München, derrota 1-3 (1-1 c, 0-2 f)
1972/73 AFC Ajax, derrota 1-3 (1-2 f, 0-1 c)
1967/68 Manchester United FC, derrota 3-4 (0-1 f, 3-3 c)
1965/66 FC Internazionale Milano, vitória 2-1 (1-0 c, 1-1 f)
1963/64 FC Zürich, vitória 8-1 (2-1 f, 6-0 c)
1961/62 R. Standard de Liège, vitória 6-0 (4-0 c, 2-0 f)
1959/60 FC Barcelona, vitória 6-2 (3-1 C, 3-1 f)
1958/59 Club Atlético de Madrid, vitória 2-1 em campo neutro (2-1 c, 0-1 f)
1957/58 Vasas SC, vitória 4-2 (4-0 c, 0-2 f)
1956/57 Manchester United FC, vitória 5-3 (3-1 c, 2-2 f)
1955/56 Milan, vitória 5-4 (4-2 c, 1-2 f)

• O Bayern bateu por duas vezes adversários espanhóis em finais da Taça dos Clubes Campeões Europeus, derrotando o Club Atlético de Madrid na finalíssima de 1973/74 e o Valencia CF no desempate por grandes penalidades em 2000/01.

• O Real Madrid venceu as três finais europeias frente a equipas alemãs. Os "merengues" conquistaram a Taça dos Clubes Campeões Europeus de 1959/60 com um lendário triunfo por 7-3 face ao Eintracht Frankfurt, derrotaram o 1. FC Köln na Taça UEFA de 1985/86 e bateram o Bayer 04 Leverkusen na UEFA Champions League de 2001/02.

• O vencedor desta eliminatória irá defrontar o Chelsea ou o Barcelona na final de Munique, a 19 de Maio.

Ligações entre as equipas
• Heynckes venceu a UEFA Champions League em 1997/98, na única época em que esteve no comando do Real Madrid, quando não foi além do quarto lugar na Liga espanhola. O treinador alemão também orientou o Athletic Club (1992-94 e 2000-03) e o CD Tenerife (1996/97).

• Heynckes nunca conseguiu bater equipas espanholas em eliminatórias europeias como treinador. Entre as quatro derrotas merecem destaque a goleada de 7-0 sofrida no comando do Benfica frente ao RC Celta de Vigo, na Taça UEFA de 1999/2000, assim como a incrível eliminatória na Taça UEFA de 1985/86, em que levou o VfL Borussia Mönchengladbach a um triunfo por 5-1 na recepção ao Real Madrid, mas não evitou a eliminação devido aos golos marcador fora. Na época passada, Heynckes foi afastado  pelo Villarreal CF nos oitavos-de-final da UEFA Europa League quando era treinador do Bayer Leverkusen.

• Como avançado do Mönchengladbach, Heynckes marcou quatro golos no triunfo, por um total de 9-2, sobre o Real Zaragoza, na Taça UEFA de 1974/75. Na Taça dos Clubes Campeões Europeus da época seguinte, marcou ao Real Madrid, mas não evitou a eliminação da sua equipa devido aos golos marcados fora.

• Para além do triunfo final de 2010 com o Inter, José Mourinho também levou a melhor sobre o Bayern nos quartos-de-final de 2004/05, quando era treinador do Chelsea FC, embora estivesse suspenso nos dois jogos. O Chelsea venceu por 4-2 em Londres e perdeu por 3-2 em Munique.

• Casillas, Sergio Ramos e Xabi Alonso ajudaram a Espanha a bater a Alemanha, por 1-0, na final do UEFA EURO 2008, enquanto Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger e Mario Gomez foram finalistas vencidos.

• Manuel Neuer, Jérôme Boateng, Toni Kroos, Sami Khedira e Mesut Özil fizeram companhia a estes seis jogadores quando a Espanha venceu pela mesma margem os alemães nas meias-finais do Campeonato do Mundo de 2010.

• Nas quartos-de-final do Mundial, Ángel Di María e Gonzalo Higuaín não evitaram a derrota da Argentina, por 4-0, frente à Alemanha. Higuaín marcou o único golo no triunfo amigável da Argentina sobre a Alemanha, por 1-0, no estádio do Bayern, em Março de 2010.

• Ricardo Carvalho, Pepe e Cristiano Ronaldo perderam por 3-2 ao serviço de Portugal frente à Alemanha, de Lahm e Schweinsteiger, nos quartos-de-final do UEFA EURO 2008. Hamit Altintop sofreu o mesmo destino com a Turquia nas meias-finais.

• Kaká marcou quando a sua equipa do Milan eliminou o Bayern nas temporadas 2005/06 e 2006/07.

• Arjen Robben marcou 11 golos em 50 jogos na Liga espanhola pelo Real Madrid entre 2007 e 2009.

• Hamit Altıntop trocou o Bayern pelo Real Madrid em 2011, depois de 63 jogos e sete golos na Bundesliga nas quatro épocas que passou em Munique.

• Khedira defrontou o Bayern por oito vezes entre 2006 e 2010, em todas as competições, tendo conseguido três vitórias, quatro derrotas e um empate ao serviço do VfB Stuttgart.

• Özil só conseguiu um triunfo em oito jogos frente ao Bayern, com dois golos marcados ao serviço de FC Schalke 04 e Werder Bremen SV.