O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Olić satisfeito por poder ajudar o Bayern

Mesmo após ter bisado na vitória do Bayern de Munique diante do Marselha, foi um modesto Ivica Olić que contou ao UEFA.com: "Hoje fui eu e amanhã será outro a ajudar."

Ivica Olić festeja o primeiro golo do Bayern
Ivica Olić festeja o primeiro golo do Bayern ©AFP/Getty Images

Após marcar dois golos ao Olympique de Marseille, que garantiram ao FC Bayern München o apuramento para as meias-finais da UEFA Champions League, Ivica Olić disse ao UEFA.com que estava apenas "satisfeito por ter a possibilidade de jogar" na principal competição de clubes da Europa.

Olić teve uma rara oportunidade de ser titular, na sequência da decisão de Jupp Heynckes de poupar o goleador de serviço, Mario Gomez, e o facto é que não se notou a falta do habitual dono do lugar no ataque, dado que o Bayern repetiu o resultado da primeira mão e seguiu em frente com um total de 4-0. "Estou contente por o treinador me deixar jogar, porque a Champions League é muito especial", disse o avançado croata, que foi peça fundamental da caminhada do Bayern rumo à final de 2010, mas é menos utilizado esta temporada.

"Foi bom que o Mario e o Arjen [Robben] pudessem descansar para poderem estarem frescos para o próximo jogo", explicou Olic, que foi aplaudido de pé quando foi substituído por Gomez a 15 minutos do final. "É fantástico termos jogadores que podem entrar em campo e ajudar a resolver. Hoje fui eu e amanhã será outro."

Olić sentiu que o golo marcado logo no minuto 13 foi o ponto de viragem do jogo, com o Marselha a ficar em muitos maus lençóis depois disso. "Penso que os franceses tiveram bem, em especial até ao primeiro golo", acrescentou o internacional croata, de 32 anos. "Tiveram uma ou duas oportunidades antes do golo, mas depois disso, mentalmente deixaram de acreditar."

Thomas Müller, por seu lado, concordou que, enquanto o "Marselha perdeu duas oportunidades", o Bayern foi melhor no final das duas mãos e, no fim, até pôde descansar um pouco. "Estamos numa fase da época com muitos jogos."

Numa altura que a temporada entrou na sua fase decisiva, o Bayern parece estar em forma na altura certa e, caso mantenha este nível, Olić está confiante que o sonho da final de 19 de Maio em casa, na Fußball Arena München, é bem possível: "O Real Madrid é uma equipa muito boa, mas nós também, pelo que vai ser difícil para os dois lados. Não penso que haja favoritos nesta altura."