O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Arsenal com pontaria afinada

Udinese Calcio 1-2 Arsenal FC (total: 1-3)
O Arsenal esteve a perder, mas deu a volta ao jogo com golos de Robin van Persie e Theo Walcott e está na fase de grupos.

Arsenal com pontaria afinada
Arsenal com pontaria afinada ©Getty Images

O Arsenal FC apurou-se para a fase de grupos da UEFA Champions League pela quinta vez nas últimas seis épocas ao derrotar fora a Udinese Calcio na segunda mão do "play-off", por 2-1, depois de já ter vencido em Londres por 1-0.

A primeira ocasião de perigo surgiu logo aos cinco minutos e pertenceu à Udinese, com o ganês Emmanuel Agyemang-Badu a rematar para defesa apertada de Wojciech Szczęsny.

Quatro minutos depois, Di Natale colocou a bola na baliza, mas estava fora de jogo. Na resposta, Gervinho rematou forte para a defesa de Samir Handanovič, que volta a negar o golo ao marfinense no lance seguinte.

Aos 16 minutos, houve um cruzamento do lado direito e cabeceamento de Pablo Armero ao poste. Quatro minutos depois, após lance individual de Badu, a bola sobrou para Di Natale, que rematou forte para defesa segura de Szczęsny. Aos 23 minutos, Badu lançou Giampiero Pinzi pelo lado direio, de onde cruzou para o desvio de Di Natale contra o poste. O Arsenal não desarmou e Robin van Persie só não marcou, após mau alívio de Neuton, porque o seu remate saiu ligeiramente por cima da trave.

Continuando à procura do golo, Van Persie e Theo Walcott obrigaram Handanovič a duas defesas consecutivas e, no lance seguinte, foi Szczęsny que fez nova excelente defesa a remate de Di Natale. No entanto, o veterano italiano empataria a eliminatória aos 39 minutos, com um excelente cabeceamento, após cruzamento de Pinzi do lado direito, fazendo a bola sobrevoar o guardião do Arsenal e a embater no poste antes de entrar.

Ao intervalo, Arsène Wenger lançou Tomas Rosický em campo para o lugar de Emmanuel Frimpong e a alteração não demorou muito a surtir efeito, pois, aos 55 minutos, Van Persie deu o melhor seguimento a um passe do lado direito.

Quatro minutos volvidos, houve mão na bola de Thomas Vermaelen dentro da área do Arsenal mas, na conversão da grande penalidade, Di Natale rematou colocado e Szczęsny fez uma excelente defesa, facto que desmotivou a Udinese. Ainda assim, aos 69 minutos, viu um supersónico Walcott sentenciar a eliminatória, após excelente arrancada pelo lado esquerdo. No derradeiro minuto, Handanovič fez uma dupla defesa, negando o golo a Armand Traoré e a Van Persie, mas os "gunners" há muito que estavam apurados.