O UEFA.com funciona melhor noutros browsers
Para a melhor experiência possível recomendamos a utilização do Chrome, Firefox ou Microsoft Edge.

Lahm não pensa na desforra do Bayern

Philipp Lahm diz que o Bayern não pensa em desforrar-se do Inter, equipa que bateu os alemães na final da época passada: "Não podemos fazer nada para conquistar aquele título."

Philipp Lahm fala aos jornalistas
Philipp Lahm fala aos jornalistas ©Getty Images

O capitão Philipp Lahm sabe que o FC Bayern München nunca poderá vingar a derrota sofrida na final da UEFA Champions League frente ao FC Internazionale Milano e está convencido que o encontro da época passada em Madrid não vai ensombrar o reencontro marcado para quarta-feira, em San Siro.

A equipa de Louis van Gaal foi batida por 2-0 no Santiago Bernabéu e perdeu a oportunidade de conquistar o terceiro título do ano, pelo que há muita gente que fala em vingança para o reencontro entre os dois clubes nos oitavos-de-final da UEFA Champions League. Lahm não encara o jogo nesta perspectiva. "A final foi na época passada", destacou o defesa. "Não podemos fazer nada para conquistar aquele título".

No sorteio, o treinador Van Gaal afirmou que o Bayern tem "contas a acertar", mas Lahm prefere que as emoções não condicionem o embate com os italianos. "Temos de impor os nossos pontos fortes e jogar em velocidade para criar problemas ao Inter", afirmou o alemão de 27 anos. "Não podemos sofrer golos com a mesma facilidade da final. Temos de saber controlar o jogo, pois sabemos que o nosso maior poderio está no ataque".

O Bayern venceu o Grupo E com 15 pontos e estaria à espera de um adversário menos complicado nesta eliminatória, mas os jogos contra o Inter estão a gerar uma enorme expectativa, com Bastian Schweinsteiger a não esconder a satisfação por reencontrar os campeões italianos. "Tudo se vai decidir em dois jogos e penso que temos mais hipóteses de seguir em frente", explicou o médio. "Eles mudaram de treinador e de forma de jogar. Alguns jogadores saíram e outros entraram, pelo que tudo vai ser diferente".

A saída de José Mourinho para o Real Madrid CF levou o Inter a recorrer a Rafael Benítez para substituir o antigo adjunto de Van Gaal, mas a aposta não resultou e a equipa de Milão já está no processo de adaptação a um novo técnico, o brasileiro Leonardo. Schweinsteiger já observou o adversário e considera que a sua equipa é favorita.

"O Inter joga mais ao ataque com o Leonardo, mas eles podem mudar de estilo à última hora, por isso temos de esperar para ver quem vai jogar", explicou o alemão de 26 anos. "O Leonardo disse que alguns dos grandes nomes do Inter podem assustar-nos, mas eu não concordo. Estive a analisar a equipa e considero que o plantel do AC Milan é mais intimidante. Na verdade, desde o sorteio que todos os jogadores estão ansiosos por voltar a defrontar o Inter".